Horas  4 horas

Coordenadas 742

Uploaded 25 de Setembro de 2018

Recorded Setembro 2018

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.017 m
690 m
0
0,9
1,9
3,76 km

Visualizado 865 vezes, baixado 34 vezes

próximo a Cordiñanes, Castilla y León (España)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"

A Via Ferrata de Valdeón ou del Cares está situada em Cordiñanes no município de Valdeón, província espanhola de León, comunidade autónoma de Castilla y León, na estrada entre Cordiñanes e Caín, um pouco abaixo do Mirador del Tombo. Foi inaugurada em meados de Julho de 2016 e tem como particularidade estar localizada no coração dos Picos da Europa usufruindo da impressionante beleza característica deste parque natural. Há vários parques de estacionamento para os carros, sendo o maior, e por isso com maior número de lugares, o Aparcamiento de Cordiñanes.

A Via Ferrata de Valdeón é catalogada como K4 (alta dificuldade) na escala Hüsler. Devido à sua extensão, com 1200 metros de via equipada e 350 metros de desnível a vencer, torna a via exigente pelo que não é aconselhável a sua realização por quem não tenha uma boa preparação física.

A via é longa, aérea, bastante variada e divertida, combina secções verticais ascendentes com outras descendentes, juntamente com seções horizontais intermédias e uma ponte tibetana sobre o rio Cares com cerca de 35 metros e com uma sensação de altura importante. Ainda a referir dois ligeiros extra-prumos, um na segunda secção vertical e outro na terceira secção vertical, o que não faz da via difícil. A paisagem é espetacular, há excelentes vistas de Cordiñanes e dos picos envolventes.

O equipamento da via está feito com grampos ondulados em boas condições e bastante próximos que fazem com que não seja demasiado complicada a progressão. Realça-se o cabo de vida de espessura dupla para o normal. Os cabos da ponte estão com tensão suficiente para a atividade, alerta-se que o cabo de vida na ponte tibetana está muito alto pelo que é recomendável levar uma cinta ou uma guia dinâmica de 75cm.

IMPORTANTE: Atualmente para aceder à via ferrata é necessário solicitar a autorização correspondente do Ayuntamiento de Valdeón preenchendo o formulário de Reserva Via Ferrata, o preço é de 3 euros (em 2018). Entre Abril e Julho há restrições devido à nidificação de aves, só são permitidos 50 participantes por dia.


Panorâmica desde a Via Ferrata

Em geral a Via não tem secções complicadas, é aérea e comprida mas com duas saídas para o caso de esgotamento físico. É uma das vias para repetir e dar a conhecer pelas suas qualidades e sensações para quem a realiza. Para além de permitir desfrutar de magníficas e espectaculares panorâmicas.

DESCRIÇÃO DA VIA FERRATA

Estacionamos o carro no Aparcamiento de Cordiñanes , perto da Pensión El Tombo, seguimos a estrada e pouco abaixo, antes da ponte, viramos à direita para um caminho de terra e pouco depois viramos à esquerda atravessando o Rio de Cares por ponte pedonal e seguimos até à estrada asfaltada, passamos El Mirador del Tombo e continuamos pelo caminho de terra que desce seguindo a estrada asfaltada que acaba por cruzar um pouco abaixo, junto à placa com indicação de “Via ferrata 500 metros”. Seguimos novamente por caminho de terra até ao início da Via.

O início faz-se por uma espetacular ponte Tibetana de 35 metros de comprimento e 30 metros de altura sobre o Rio de Cares. Não é um mero troço, para atravessa-la é recomendável levar uma guia dinâmica de 75 cm para servir de extensão e fixar o dissipador à linha de vida que fica muito alta, em alternativa o dissipador terá de ser fixado aos cabos laterais o que se torna mais incómoda a progressão.

Após a ponte deve-se ter algum cuidado, atravessamos um flanco curto e depois uma rampa onde é fácil caírem pedras com a passagem. É o acesso à primeira parede vertical, onde já ficamos com a ideia do caráter aéreo de todo o itinerário. Nenhuma outra via ferrata em Espanha tem tamanha secção vertical, com cerca de 100 metros de comprimento. A subida leva-nos a uma crista bastante ampla com panorâmicas magnificas sobre todo o vale. Daqui a via segue à direita por uma fácil descida antes de alcançar o topo de seu primeiro pico.

Depois de um troço a pé chegamos ao início da segunda secção, esta destaca-se pelo muro vertical de 60 metros com um ligeiro extra-prumo. É tão bem equipado que é mais fácil do que parece visto de baixo… Existe, nesta secção, uma primeira saída de emergência da ferrata que se localiza à direita. A parede segue subindo vertical que nos permite alcançar a segunda crista “Aguja de Maria del Carmen”.

Agora descemos pela parte oculta da parede para chegar à aproximação da terceira e última secção, que rodeia a meia altura a “Aguja de La Pica del Castro”. É a única pequena decepção que a via nos deixa, não chegar ao alto da Pica del Castro. Esta última secção é aérea e vertical, conta também com um suave extra-prumo, sendo mais fácil do que parece. Superada esta secção o que falta é um pequeno troço que nos leva até ao caminho de regresso, é um bom momento para desfrutar das magníficas e espectaculares panorâmicas.

O regresso faz-se pela “Senda de La Renda de Asotin” e pelo PR-PNPE16 que nesta zona é algo exposto mas está equipado com uma corda que facilita a descida. Seguimos pela direita descendo até Las Afueras de Cordiñanes e Aparcamiento de Cordiñanes, se este foi o local escolhido para estacionar o carro aqui termina, se não é só continuar na direção do Mirador del Tombo…


Croqui da Via Ferrata de Valdeón ou del Cares

Ficha Técnica
Coordenada início da via: 43.173801 | -4.9015430
Coordenada trilho acesso: 43.168054 | -4.9041650
Ano de construção: 2016
Iniciação: Não (K4)
Tempo de acesso: 15min
Tempo regresso: 26min
Distancia equipado: 1200m
Desnível positivo equipado: 350m
Desnível Total: 670m
Escada: Não
Tirolesa: Não
Pontes: Sim (1 tibetana)
Extra-Prumada: 2 ligeiros extra-prumos
Época: Todo ano*
Pago: Sim (3€ em 2018)
Material adicional: Não

* Entre Março e Julho há restrições devido à nidificação de aves, só são permitidos 50 participantes por dia.

VIAS FERRATAS PRÓXIMAS
VIA FERRATA EL BEYU POR LA CUEVA - VIDOSA (K2-K3)
VIA FERRATA CAMALEÑO CON PUENTE (K4)
VIA FERRATA LA HERMIDA CON PUENTES (K4)

IMPORTANTE, por muito “acessível” que pareça uma via ferrata, a progressão deve-se fazer sempre utilizando um sistema específico de auto-asseguramento cuja principal caraterística é a capacidade de dissipar a altíssima energia que advém dos elevados factores de queda que se geram nos acidentes em ferratas.



Se gosta das nossas trilhas adicione a sua avaliação no final da página.
Obrigado pelo seu comentário e avaliação.

Si te gusta nuestras rutas haz tu propia valoración al final de la página.
Gracias por tu comentario y valoración.

If you like our trails, leave your own review at the end of the page.
Thank you for your comment and review.

A equipa Caminhantes

5 comentários

  • Foto de sergiosilva

    sergiosilva 27/set/2018

    Extraordinária descrição, como sempre. ;)

  • Foto de sergiosilva

    sergiosilva 27/set/2018

    I have followed this trail  View more

    Excelente.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 27/set/2018

    Olá segiosilva!
    Obrigado pela boa companhia no fds assim como pelo comentário e avaliação da trilha.
    Grande abraço.

  • Foto de JESÚS ANGULO

    JESÚS ANGULO 30/set/2018

    ¡ Como siempre extraordinaria descripción de la ruta ! La anoto hara poder realizarla.
    Gracias por compartirla.
    Saludos.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 30/set/2018

    Hola JESÚS ANGULO!
    Me alegro que te haya gustado de la descripción.
    Es una via estupenda!
    Gracias por tu comentario y valoración.
    Saludos.

You can or this trail