Dificuldade técnica   Difícil

Horas  2 dias 7 horas 24 minutos

Coordenadas 5658

Uploaded 18 de Agosto de 2014

Recorded Agosto 2014

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.046 m
103 m
0
21
42
83,1 km

Visualizado 18330 vezes, baixado 428 vezes

próximo a Candal, Viseu (Portugal)

A GR28 "Por Montes e Vales de Arouca" é um percurso pedestre de grande rota que envolve o vale de Arouca, a serra da Freita e da Arada e os vales do Paivô e do Paiva.
O seu itinerário percorre um território de rara beleza, ligando um grande número de geossítios do Geopark de Arouca, aldeias de montanha, vales e cumeadas de onde se desfrutam extraordinárias paisagens.

Iniciamos o percurso em Candal, nas imediações da Igreja matriz, apesar de ser proposto o inicio em Arouca, optamos por esta aldeia do vizinho município do S. Pedro do Sul por razões de alojamento e alimentação. Planeamos as dormidas e jantares em Alvarenga (Hospedaria Silva, fica no percurso) e Santa Maria do Monte (Quinta da Guerra, fica em Nogueiró, a sensivelmente a 3 Kms da Capela de Santa Maria do Monte, possibilidade de transporte capela-quinta-capela a combinar com a quinta - Sr. Brandão).
Da Igreja matriz de Candal tomamos o caminho que desce para Covêlo de Paivô. Nesta aldeia, a GR 28 liga com o PR13 - "Na Senda do Paivô" e este com o PR14 - "A Aldeia Mágica". Subimos para as antigas mina do Muro, de onde rumamos para Silveiras após atravessar a estrada de asfalto.
Em Silveiras, junto à Capela, iniciamos a descida para Cortegaça e dali para Meitriz por caminhos comuns com o PR5 "Rota das Tormentas".
Até Cortegaça o caminho é um trilho de montanha ancestral; depois de Cortegaça, no alto da cumeada, é caminho de asfalto e depois um estradão que desce para o rio Paiva.
A meio da descida o PR5.1 (ramal do PR5) toma, à esquerda, um caminho para Janarde e para o geossítio da Mourinha (icnofósseis e a livraria do Paiva).
Continuando a descida rapidamente chegamos a Meitriz, atravessando-se o Paiva na ponte para Além-do-Barco, até à área de lazer. Aproveitamos o Parque de Lazer de Meitriz, na margem do Rio Paiva, para degustar o farnel levado de casa seguido de uma pequena cesta.

A GR28 continua agora sozinha deixando o Paiva para trás, passa no Sobral (meia dúzia de casas) encaminhando-se, em seguida, para o lugar da Fonte Tinta e depois para Vilar de Servos. Antes de aqui chegar temos espectaculares panorâmicas sobre os meandros do Paiva, o esporão de Louredo e sobre Janarde.
Em Vilar de Servos tomamos o caminho, já asfaltado, que percorremos durante 3,5 Kms, após o qual tomamos um caminho antigo, entre floresta, que se dirige para o lugar de Casais e Quintela por onde se entra em Alvarenga – fim da nossa etapa. Logo na entrada temos a Hospedaria Silva, local da nossa pernoita e do famoso bife de Alvarenga.

Depois de uma noite a retemperar forças, e do pequeno-almoço servido bem cedo, seguimos para a Vila por caminhos tradicionais, tomando de seguida a EN255, em direcção ao lugar de Lourido de onde, por caminhos antigos e florestais, descemos para o Vau, local de atravessamento do rio Paiva. Depois de encontrado o melhor local para a travessia do rio, foi vestir os calções e fatos de banho para nos fazermos à água de mochila às costas… A TRAVESSIA DO RIO PAIVA NO LUGAR DO VAU ESTÁ CONDICIONADA PELO CAUDAL, SENDO DESACONSELHADA A SUA UTILIZAÇÃO NO INVERNO E EM DIAS DE GRANDE PRECIPITAÇÃO. Alternativa continuar pela EN255 até à ponte em Espiunca e retomar a GR 28 em Canelas.

Depois da travessia aproveitamos para um banho na praia fluvial do Vau. Seguimos para Canelas e para o Centro de Interpretação Geológica, na maior parte do trajecto, por caminhos comuns com o PR9 "Rota do Xisto".
Do Centro de Interpretação Geológica de Canelas seguimos para Gamarão de Cima, rumando de seguida para a Sr.ª da Mó, iniciando aqui a descida para a Vila de Arouca. Chegamos cedo a Arouca, o dia estava magnífico, aproveitamos para relaxar as pernas na esplanada e retemperar forças para mais 5 kms de subida até à capela de Santa Maria do Monte, local escolhido para término da segunda etapa. Telefonamos ao Sr. Brandão para nos levar para a Casa de Campo da Quinta da Guerra em Nogueiró, e ainda aproveitamos o final do dia para um mergulho na piscina da casa. O Sr. Brandão (proprietário da quinta) sempre muito prestável ofereceu-se para nos levar ao restaurante para jantar e ainda nos foi buscar no final.

No terceiro dia, bem cedo o Sr. Brandão levou-nos até à capela de Santa Maria do Monte onde retomamos a GR aqui faz interceção com o PR4 -"Cercanias da Freita". De Santa Maria do Monte subimos para a Portelada, onde percorre caminhos comuns com o PR2 - "Caminhos do Vale do Urtigosa" até Souto Redondo e Póvoa Reguenga.
Da Póvoa seguimos para o Merujal, inicialmente pelo caminho que ligava ao santuário da Sr.ª da Laje e, depois, por um caminho que, após atravessar a estrada de asfalto que liga Provisende à serra, atinge a cumeada e a via romana Viseu - Porto. Rumando para leste, segui-mos aquela via até ao Merujal. Neste lugar a GR Iiga com o PR15 - "Viagem à Pré-história" e com o PR16 - "Caminhada exótica". Seguimos pelo PR15 até ao parque de campismo, onde entronca com o PR7 - "Nas Escarpas da Mizarela". Daqui seguimos para Albergaria da Serra, por caminhos comuns ao PR15. Após o cemitério continuamos pela direita, pela via romana, até à Portela da Anta onde volta ao contacto com o PR15. Um pouco à frente abandonamos a via romana e subimos à esquerda, até ao Vidoeiro, onde volta a abandonar o PR15. Aqui, e após passar as ruínas da antiga casa florestal, Iniciamos a descida para Tebilhão onde percorremos caminhos comuns com o PR6 - "Caminho do Carteiro" até Cabreiros e daqui até Candal onde terminamos a GR 28.



OBSERVAÇÕES:
Sem ser complicado é um percurso duro do ponto de vista físico e mental pelas subidas íngremes, distancia a percorrer em três dias e peso da mochila. Na etapa Candal Alvarenga não se encontra qualquer tipo de abastecimento para além de água.

Percurso sinalizado mas com falhas significativas, provavelmente perdidas ao longo dos anos, aconselha-se uso de GPS ou de cartas militares. O trilho está transitável, apenas dois troços, muito curtos, apresentam alguma vegetação (silvas e giestas): entre Covelo de Paivô e Silveiras e na Via Romana entre Póvoa e Merujal.

A TRAVESSIA DO RIO PAIVA, NO LUGAR DO VAU, ESTÁ CONDICIONADA PELO CAUDAL, SENDO DESACONSELHADA A SUA UTILIZAÇÃO NO INVERNO E EM DIAS DE GRANDE PRECIPITAÇÃO. Alternativa continuar pela EN255 até à ponte em Espiunca e retomar a GR 28 em Canelas.

Apesar de ser um fim-de-semana prolongado apenas passamos por um grupo de caminhantes em toda a GR, por isso é uma ótima opção para datas especiais, em que provavelmente outros locais estão lotados.

Para evitar excesso de peso às costas (caso da autonomia) recomendo a estadia em Alvarenga (Hospedaria Silva Tel. 256 955 443 Telm. 964 016 987) e em Nogueiró (Quinta da Guerra Tel. 256 944 345 Telm. 917 576 622) locais hospitaleiros e a bom preço.


FICHA TÉCNICA
Datas de realização: 15,16 e 17 de Agosto 2014
Desnível: 4210 m positivos; 4210 m negativos
Tipo de percurso: Circular
Distancia: 83,2 km
Etapas: 3 dias
Duração: 21:30 horas (marcha efetiva)

Dia 15 de Agosto.
Etapa 1: Candal-Covelo de Paivô-Silveiras-Cortegaça-Meitriz-Vilar de Servos-Casais-Quintela-Alvarenga
Distancia: 31,8 km
Marcha efetiva: 8 horas
Alojamento: Hospedaria Silva (fica no percurso) Tel. 256 955 443 Telm. 964 016 987
Jantar: Restaurante Silva (Edifício da Hospedaria) – Famoso bife de Alvarenga

Dia 16 de Agosto.
Etapa 2: Alvarenga-Lourido-Canelas-Aldeia de Baixo-Aldeia de Cima-Gamarão de Cima-Arouca-Romariz-Santa Maria do Monte
Distancia: 27,5 km
Marcha efetiva: 7 horas
Alojamento: Quinta da Guerra (Casa de Campo com piscina) (Fica em Nogueiró - serviço de transporte percurso-quinta-percurso combinado com o alojamento) Tel. 256 944 345 Telm. 917 576 622
Jantar: Várias alternativas a saber na quinta (possibilidade de serviço de transporte quinta-restaurante-quinta)

Dia 17 de Agosto.
Etapa 3: Santa Maria do Monte-Souto Redondo-Póvoa-Merujal-Albergaria da Serra-Tebilhão-Cabreiros-Candal
Distancia: 23,9 km
Marcha efetiva: 6:30 horas

Links úteis:
Alojamento: http://www.cm-arouca.pt/portal/index.php?option=com_content&task=view&id=50&Itemid=97

49 comentários

  • Melo Gonçalves 21/Ago/2014

    Boa noite. Será que gostariam de partilhar a vossa experiência com os leitores da revista digital Passear (http://passear.com/quiosque/)?
    Obrigado e boas caminhadas.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 22/Ago/2014

    Boa noite. Claro que sim, podem partilhar a nossa experiência e usar as melhores fotos da página do facebook https://www.facebook.com/pages/Caminhantes/119100404885402
    Após a vossa publicação agradecia o acesso à página digital e a possibilidade de partilhar o artigo na página dos Caminhantes (facebook).
    Cumprimentos

  • Foto de Rui Avelar

    Rui Avelar 22/Ago/2014

    Excelente descrição.Desde os pormenores do percurso até á logística das ficadas, impecável.
    Parabens

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 29/Ago/2014

    Olá Rui Santos e Amigos do Trilho, muito obrigado pelo seu comentário sobre a descrição do trilho.
    Boas caminhadas!

  • Foto de M. MOREIRA AZEVEDO

    M. MOREIRA AZEVEDO 22/Set/2014

    Já fiz este trilho duas vezes e espero voltar a repetir brevemente. É uma fabulosa rota com paisagens fascinantes. Só que náo levamos tendas, tachos, e tudo o necessário para cozinhar e dormir. Dormimos no coreto de Silveiras e no adro da capela de Canelas.

  • Foto de maugusto

    maugusto 3/Jul/2015

    Já sigo as Vossas "aventuras" há algum tempo, quero felicitar-vos pela excelente descrição de todos os pormenores, inclusive onde comer e ficar. As fotos ilustram muito bem os locais fantásticos que visitam, e o track no Wikiloc impecável, é um auxílio precioso para nos lançarmos ao caminho.
    Só posso desejar continuação de boas caminhadas e ficar à espera da V. próxima Aventura, e nova boa sugestão de passeio por trilhos do nosso belissímo País.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 3/Jul/2015

    Olá maugusto!
    Obrigado pelo teu comentário.
    Agrada-nos muito que os nossos tracks e descrição das trilhas sejam inspiradoras e facilitadores para a comunidade de pedestrianismo.
    Boas caminhadas!

  • PicosAlpinos 19/Ago/2015

    Excelente!

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 19/Ago/2015

    Obrigado pelo seu comentário PicosAlpinos!
    A travessia do Rio Paiva, no lugar do Vau, já é realizada pela ponte suspensa incluida nos Passadiços do Paiva.
    Boas caminhadas!

  • Foto de Helena Carvalho

    Helena Carvalho 24/Ago/2015

    I have followed this trail  View more

    Um excelente trilho para fazer em pequenos grupos, pois é exigente fisicamente, principalmente em situações de calor intenso. Muito boa paisagem e boas condições de alojamento, que nos foi disponibilizada na escolha feita (levar repelente de insectos).

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 24/Ago/2015

    Obrigado pelo comentário Helena!
    Foi sem dúvida um excelente trekking.

  • Foto de LuisRocha

    LuisRocha 26/Out/2015

    I have followed this trail  View more

    Muito bom, recomendo!

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 27/Out/2015

    Obrigado pelo comentário LuisRocha!
    Excelente rota com paisagens fascinantes.
    Boas caminhadas!

  • Foto de fernandapacheco

    fernandapacheco 27/Out/2015

    I have followed this trail  View more

    Excelente...

  • Foto de David Moreira Pereira

    David Moreira Pereira 6/Jan/2016

    I have followed this trail  View more

    Percurso muito agradável, e um bom treino para quem deseja fazer autonomias. Espero repeti-la, mas desta vez com melhor tempo pois apanhamos chuva em dois dias. Foi um boa experiência.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 8/Mar/2016

    Obrigado pelo comentário dmoreirap
    Trilho muito bom, mas com a chuva a experiência foi concerteza menos agradável...
    Boas caminhadas.

  • DiogoDomingues 27/Abr/2016

    I have followed this trail  View more

    Muito bom, um grande desafio, pena a falta de indicações em 2 sitios que nos fizeram perder muito tempo e andar perdidos.

    Valeu a pena!

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 27/Abr/2016

    Obrigado pelo comentário DiogoDomingues
    Efetivamente o trilho na altura tinha locais que estavam mal sinalizados conforme alertamos nas observações "Percurso sinalizado mas com falhas significativas, provavelmente perdidas ao longo dos anos, aconselha-se uso de GPS ou de cartas militares." Usando a trilha partilhada não há que enganar...
    Boas caminhadas!

  • PicosAlpinos 27/Abr/2016

    Boas!
    Fiz o trilho, simplesmente magnífico!
    Não tive qualquer dificuldade seguindo a trilha no gps, relativamente às sinalizações existem algumas falhas pelo que é recomendável o uso do gps.

  • Foto de Maglor

    Maglor 30/Abr/2016

    Boa tarde. Estou a pensar em realizar este percurso em 1 dia mas de BTT. O caminho é bom para fazer na maior parte em cima da bicicleta? Obrigado! :)

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 1/Mai/2016

    Boa tarde Maglor.
    É possível fazer a maior parte do trilho em cima da bicicleta, no entanto alerto que não é um trilho todo ele ciclável, a maior dificuldade seria a travessia do Rio Paiva que atualmente está resolvida com a construção da Ponte em Madeira no local do Vau (faz parte dos passadiços do Paiva).
    Boa atividade!

  • Foto de Maglor

    Maglor 1/Mai/2016

    Obrigado Caminhantes. Mas é-me permitido passar nessa ponte? Ouvi dizer que o acesso aos Passadiços do Paiva é pago e que não são permitidas bicicletas. Ou a ponte é algo que é de uso público e gratuito?

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 2/Mai/2016

    Atualmente a ponte faz parte da GR para a travessia do rio Paiva no lugar do Vau, é proibido circular de bicicleta no passadiço, não sei se haverá problema para passar a ponte com a bike à mão (?). Relativamente ao pagamento penso que é só para fazer o Passadiço completo, de qualquer forma tem o custo de 1€ (um euro).

  • Marcia Madeira 18/Jul/2016

    exigente mas fantástica, paisagens e muito bem organizada

  • DiogoHiker 22/Jul/2016

    I have followed this trail  View more

    Grande rota espetacular inserida no Geopark de Arouca. Recomendo! Venho aqui agradecer pelo track GPS, foi indispensável pois há locais sem marcação onde é facil perder-mo-nos.

  • Foto de Maglor

    Maglor 22/Jul/2016

    DiogoHiker fizeste este track recentemente? Está tudo em ordem? :)

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 22/Jul/2016

    Olá DiogoHiker, ficamos contentes que o track de GPS partilhado tenha sido útil.
    A GR é de facto espetacular, nós também gostamos muito da experiência, qualquer dia vamos repetir...
    Boas caminhadas.

  • Foto de António Almeida

    António Almeida 7/Ago/2016

    Olá pessoal.
    Vou fazer o GR 28 só com a minha cadela "Tolitas" amanhã 8 de Agosto,as temperaturas anunciadas são elevadas.
    Vou sair de Arouca com GPS e espero chegar a Cabreiros. O caminho dos Burros deve estar cheio de silvas, mas logo se verá.
    Obrigado por todos os comentários, que sempre ajudam quem o pretende fazer.

  • Foto de Maglor

    Maglor 7/Ago/2016

    Olá António. Depois dá o teu feedback sobre o estado do GR28. Obrigado. :)

  • Foto de jprassl

    jprassl 23/Set/2016

    Do you need to bring a tent for this trek or can you stay in hostels / pensions? Thanks for the help

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 23/Set/2016

    Hello jprassl!
    It is not necessary tent, there is accommodation, these are the contacts:
    Alvarenga - Hospedaria Silva (on the way) Tel. 256 955 443 Telm. 964 016 987
    Nogueiró - Quinta da Guerra (transport service trek-accommodation-trek combined with accommodation)
    Tel. 256 944 345 Telm. 917 576 622

  • barbarabrandao 28/Set/2016

    Para todos aqueles que percorreram esta GR e/ou PR's de Arouca um pedido muito importante:
    Pedido de colaboração em estudo Universitário: Este questionário destina-se a encontrar respostas para o estudo de Doutoramento intitulado «A rede de percursos pedestres do Arouca Geoparque Mundial da UNESCO: um contributo para a geoconservação e para o geoturismo» e visa avaliar o contributo dos percursos pedestres para a transmissão de conhecimento sobre a Geodiversidade e sua relação com a geoconservação. Aplica-se a todos os utilizadores dos percursos pedestres do Município de Arouca. Pode aceder ao questionário aqui: https://goo.gl/YrCIRX
    OBRIGADA

  • eduvz 27/Nov/2016

    Bom Dia
    Seria possivel dizerm mais oumenos os sitios onde podemos esperar um supermercado ao longo da rota ?
    vamos fazer agora nos feriados de Dezembro e dava muito jeito essa informação :))
    obrigado

  • Foto de António Almeida

    António Almeida 28/Nov/2016

    Saindo de Arouca, vais até ao Merujal onde no mês de Dezembro não deverás ter o parque campismo aberto. Se necessitares tens que desviar para a Mizarela.
    Próximo ponto para poderes comprar algo ou jantar, Cabreiros que fica a 29 Kms de Arouca. Há 2 cafés embora um deles possa estar fechado.
    Saindo de Cabreiros, só voltas a ter mini-mercado, pensão etc. em Alvarenga que fica a 32 Kms.
    Saindo de Alvarenga já não terás dificuldades, pois em Canelas tens dois cafés. Depois de Canelas facilmente chegas a Arouca 23 Kms.
    O meu concelho seria Arouca/Cabreiros para o 1º Dia.
    Cabreiros/Alvarenga para o 2º dia.
    E Alvarenga/ Arouca para o 3º dia que é deixar para o final a parte mais fácil.
    Tens 3 dias, ou tens mais?

    Abraço.

  • eduvz 2/Dez/2016

    temos 3 !

  • Foto de António Almeida

    António Almeida 2/Dez/2016

    3 dias são suficientes.
    É claro que isso depende sempre da preparação dos participantes.
    Eu fiz em 3 dias na companhia da minha fiel companheira "Tolitas". Em completa autonomia.
    Dias 9, 10 e 11 de Outubro.
    Posso dizer-te que foi simplesmente espectacular.

  • eduvz 4/Dez/2016

    António, ao km35 deste track há uma travessia de rio. Como correu? Achas que podemos ter problemas? Obrigado

  • Foto de António Almeida

    António Almeida 4/Dez/2016

    Não há neste momento nenhuma travessia complicada.
    Com a ponte do passadiço do Paiva na praia do Vau ficou resolvido o problema que existia antes tínhamos que contratar um barco, ou ir à volta por Espiunca.
    No Verão havia sempre a possibilidade de atravessar o Paiva arregaçando as calças.

    Abraço.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 28/Abr/2017

    Obrigado pelos comentários e sugestões aqui partilhadas que muito têm contribuido para completar a informação desta magnífica rota. Neste momento não tem nenhuma travessia complicada, aconselhamos o uso do gps (track partilhado) porque em alguns pontos a sinaletica vertical está destruida/desaparecida.
    A GR é de facto espetacular, nós gostamos muito da experiência, qualquer dia vamos repetir...
    Saudações!

  • katy.beruska 23/Jun/2017

    Hello,
    We are from Czech republic and are not sure how to get to start of this track. We are heading here on 28.6. for four days and want to walk here. Only we are not sure how to get there..

    Also we will not have tent - only this (https://www.geomall.cz/kryci-plachta-s-oky-lite-80g-m2) - do you think it is possible to sleep in this here?

    Thank you for all advices.. This trail sounds really amazing.

  • l.lefebvre606 16/Jul/2017

    Hello,
    I would like to do this track during this summer, and I have some question to ask to you:
    Is the hike marked out ?
    Could we bivouac everywhere we want during our trek ?

  • Foto de António Almeida

    António Almeida 17/Jul/2017

    Hello,
    Yes, bivouac is possible. There are nice places to do it.
    About the marks, it's necessary a GPS. After the big fire last year, many marks just disappear. I believe it had not been remarked yet.

  • l.lefebvre606 20/Jul/2017

    Ohh there was a big fire last year?
    is the landscape totally burnt?

  • Foto de António Almeida

    António Almeida 20/Jul/2017

    At the moment it is much better, there's already a lot of green.
    For me it's beautiful even burnt but it's only my opinion.

    https://photos.google.com/share/AF1QipP1e_RwUOMyEGCAYZwdTEqRJpqyt2CUOpPWZThyEwxVjVHxgdAW47p5IrP5fftKxQ?key=WDNTUFFXVGxkNzVZalptaXA2TU55TUFlaUJudkVB

    This pictures were taken 2 months after the big fire, take a look at it.

    Best regards.

  • SimpleTrekker 25/Jul/2017

    I have followed this trail  View more

    Há um mês atrás também me aventurei por esta rota. É espetacular e recomendo. Venho aqui agradecer pelos contributos dos comentários que ajudam a planear a atividade e pelo track gps, foi indispensável. Há falhas na marcação e onde é fácil perder-mo-nos.
    Obrigado.

  • byelaeskura 17/Ago/2017

    Completei ontem a GR28. Jornada de 3 dias. Comecei em Alvarenga em direção a Arouca, onde pernoitei. Neste troço até ao GIGC (Centro de Interpretação Geológica de Canelas) tudo bem, a partir daqui até Arouca, devido ao incêndio do ano transacto, a sinalética está praticamente ausente. No 2º dia Arouca-Candal, o percurso foi à pouco tempo remarcado, curiosamente esta foi a zona menos atingida pelo fogo, mas onde este marcou presença, nada foi reposto a nível indicativo!!!. Acabei por me "perder" com Tebilhão à vista. 3º dia Candal-Alvarenga, de longe o troço mais duro, com subidas e descidas, que nos exigem muito física e mentalmente. A partir de Covelo de Paivô, só pude confiar numa coisa, a vossa trilha, de outra forma era impossível completar a Rota em tempo útil. Abraço
    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1626643590681097&set=a.1626643540681102.1073741848.100000064141867&type=3&theater

  • byelaeskura 17/Ago/2017

    I have followed this trail  View more

    Trilho a necessitar de remarcação urgente.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 17/Ago/2017

    Boas byelaeskura!
    Ficamos contentes pela nossa trilha ter sido útil. Devido aos incendios passados a GR está a precisar de ser remarcada. Apesar disso não invalida de ser um excelente trilho para percorrer os montes e vales de Arouca.
    Boas caminhadas!

  • PicosAlpinos 17/Ago/2017

    I have followed this trail  View more

    Boas!
    Fiz o trilho, simplesmente magnífico!
    Não tive qualquer dificuldade seguindo a trilha no gps, relativamente às sinalizações existem algumas falhas pelo que é recomendável o uso do gps.

You can or this trail