Dificuldade técnica   Difícil

Coordenadas 268

Uploaded 15 de Janeiro de 2013

Recorded Janeiro 2013

-
-
416 m
11 m
0
1,9
3,7
7,46 km

Visualizado 2563 vezes, baixado 104 vezes

próximo a Trindade, Rio de Janeiro (Brazil)

Atenção: leia o meu comentário abaixo antes de utilizar esse tracklog. Em breve posto um tracklog mais recente.

Travessia que começa na Praia de Camburi (Ubatuba) e termina na Praia do Caxadaço (Trindade-Paraty). Trilha na mata fechada, sem visual. Apenas um ponto de água no meio da travessia (a segunda água já bem no final). Dá para fazer em 5h30 com paradas breves.

O relato está em trekkingnamontanha.blogspot.com.br/2013/01/travessia-camburi-trindade-ubatuba.html.

12 comentários

  • Foto de tempesta.marcelo@gmail.com

    tempesta.marcelo@gmail.com 26/Nov/2013

    Meu caro, fiz esta trilha último feriado nov 2013 e infelizmente tenho que te dizer que o relato acima não vale mais. A trilha fechou, muitas árvores cairam e o que deveria levar 5 horas, levou 1 dia e meio... Sugiro muito que seja atualizado o relato com este aviso porque alguem despreparado pode sofrer sérias conseqiencias nesta trilha. Abraço. Tempesta

  • Rafael Santiago 26/Nov/2013

    Obrigado pela dica, Tempesta.
    Todos sabemos que relatos de trilha desatualizam logo, principalmente os de trilhas em mata fechada, como as da Serra do Mar. Até por isso coloco sempre a data em que foi feita a trilha como referência. De um ano para o outro, muita coisa muda numa trilha dessa.
    Pretendo refazer esse percurso no mês que vem e aí atualizo o relato e o tracklog.
    Abs

  • Rafael Santiago 6/Jan/2014

    Refiz essa trilha em 25/12/2013 e verifiquei que a informação do colega acima não procede. A trilha está perfeita, com duas ou três árvores caídas apenas, facilmente contornáveis. O único problema é que faltando 400m para chegar à Praia do Caxadaço o campo de samambaias cresceu a tal ponto que soterrou a trilha, fazendo-a desaparecer. Se alguém reabrir o caminho ali com um facão na direção certa, em 60m reencontra a marca da trilha no chão. Eu optei por descer ao riacho à esquerda, andei um pouco por suas pedras e encontrei uma trilha na margem que me levou a uma trilha principal que se dirige a uma casa à esquerda e à praia à direita. Não fosse esse problema, teria completado a travessia em 4 horas, da Cachoeira da Escada à Praia do Caxadaço (sem nenhuma parada).

    Dessa vez encontrei seca a única fonte de água que há no meio do caminho, portanto água fácil só no riacho que citei acima, já no finalzinho.

  • Foto de tempesta.marcelo@gmail.com

    tempesta.marcelo@gmail.com 6/Jan/2014

    Olha Rafael, eu realmente gostaria de ter feito tão facilmente assim, mas acabei fazendo em um dia e meio. Impressionante. E se não tivesse GPS teria desistido. Lembro-me bem que a trilha esta bem demarcada até o "brejinho". Depois, ela simplesmente só aparece depois de muito mato cortado no facão (talvez eu tenha aberto o caminho que vc fez...). Gastei muita mas muita energia nessa hora e quase toda minha água, mas estava consciente que tinha um ponto d'água adiante. Porém, encontrei uma Jaracussu exatamente no ponto d'água e não consegui me abastecer por causa da cobra pois ela estava na beira da única poça que existia. Imagine depois sem água... desde esse ponto lembro-me que a trilha vai bem até uma clareira em que a trilha segue bem a esquerda e eu segui reto pois estava desmatado e essa parte nao tinha no relato. Aí eu gastei no mínimo 1h até eu desistir, voltar e ver que a trilha estava ali. Depois do marco histórico, o bambuzal também tomou conta e a trilha não é tão nítida assim. Apos conversar com caiçaras, eles dizem que muitos bombeiros optam pelo rio no marco historico e não pelo bambuzal - e é claro se perdem...
    Após passar a noite na mata e seguir pela trilha pela manhã eu topei debaixo de chuva exatamente no ponto em que vc decidiu pelo rio. Eu tentei subir a crista da ribanceira primeiro achando que a trilha estava lá, mas nao consegui pela chuva e o peso da mochila (30kg). Ir adiante onde muitas arvores cairam existia o risco iminente de cair. Fui pelo rio também esperando que desembocava no final da trilha e de fato aconteceu. Fui sozinho e sinceramente passei bons bocados nessa trilha...

  • Foto de tempesta.marcelo@gmail.com

    tempesta.marcelo@gmail.com 6/Jan/2014

    A foto da Jaracussu está no album em meu facebook pra quem quiser ver. E a trilha e os pontos onde pode-se perder estão gravados aqui no wikiloc na minha conta. Abraço a todos.

  • Foto de Felipe Guigo

    Felipe Guigo 29/Jan/2016

    Alou pessoal saudações ! Alguém por acaso tenha feito essa trilha novamente 2014/2015/16, ou tem noticias sobre ela. Antes de tentar Seria legal ver alguns relatos atuais se é que existem. Abs !

  • Rafael Santiago 1/Fev/2016

    Segue o comentário de um amigo.
    Em breve ele publica um relato.
    "Eu fiz sozinho dia 27 de dez a travessia camburi trindade, e cara, estava muito insana! Muito fechada, acho que só existe uns 40% da trilha inteiros ainda, praticamente naveguei por instrumentos e usei o facão quase o caminho todo. Eu me perdi um pouco depois da primeira clareira, que tem uma plantaçãozinha de mandioca, mas depois de gastar alguma energia eu encontrei ela de novo. Os pontos de água que vc apontou estavam todos la. Em um raio de uns 300 metros ao entorno do marco da divisa não existe nenhum vestígio de trilha! Mas, meu amigo, o ponto das samambaias estava insano! Elas se proliferaram por todas as partes impedindo qualquer tentativa de prosseguir pela trilha. Nesse ponto eu abandonei o tracklog e desci uma ribanceira me arrastando nas samambaias até o um riacho que eu estava ouvindo bem ali. Depois descendo o rio encontrei uns canos de captação de água e segui eles até chegar na praia do Cachadaço. A minha trilha deu 7.6km e eu demorei cinco horas e meia pra completar! "

  • Foto de Felipe Guigo

    Felipe Guigo 1/Fev/2016

    Hohohoo pesado Rafael agradeço pela atenção mano, legal esse ultimo relato parece que ta perdendo o caminho da trilha sepa, se seu amigo tiver wikiloc coloca o nome dele ae ou perfil pra eu seguir e talz.
    Valeu man boa semana !

  • Foto de Aventureiro

    Aventureiro 27/Fev/2016

    Fiz essa trilha em 2005 e so tive doficuldades em achar o inicio dela, porem to pretendendo voltar agora dia 05 de março pra fazer novamente e ver que situaçao esta, to levando 2 track ai pra seguir, depois relato melhor.

  • Foto de Aventureiro

    Aventureiro 9/Mar/2016


    Boa tarde refiz essa Trilha Novamente dia 05 de março de 2016( a outra vez foi em 2005), e tem alguns trechos fechados devido a árvores caídas, mas sem muita dificuldade de encontrá-la novamente. No final realmente as samambaias tomaram conta e ao contrário do Rafael optei ir pelas samambaias mesmo, era um passo a frente e dois pra trás kkk, e acabei saindo numa casa e após seguimos a direita em direção ao Cachadaço. Demoramos 5:30h estávamos num grupo de 8 pessoas e fizemos algumas paradas para lanche e descanso.
    Quanto a pontos de água encontramos alguns pelo caminho.
    Na primeira clareira citada nos comentários acima com plantação de mandioca a trilha e no começo da clareira a direita. Após o marco a trilha está bem nítida sem nenhuma dificuldade...somente o final está difícil como já comentei acima.

  • Foto de Aventureiro

    Aventureiro 9/Mar/2016

    Refiz essa Trilha num grupo de 8 pessoas (a outra foi em 2005) agora no dia 06 de Março, alguns pontos da trilha devido a árvores caídas ela some, mas sem muitas dificuldades em achá-la a frente novamente.
    Conforme comentado acima o trecho da clareira da plantação de mandioca a trilha correta e a direita logo que chega na clareira.Apos o marco da divisa a trilha está nítida sem nenhuma dificuldade de navegação com alguns bambus caídos mas facilmente contornados.
    No trecho das samambaias realmente não existe mais trilha, mas ao invés do Rafael optei em ir abrindo caminho pelas samambaias mesmo, era 1 passo a frente e 2 atrás kkkk, até sair numa casa e depois seguimos a direita para o Cachadaço.
    Tempo: 05:30h com paradas para lanche e descanso.
    Água: encontrei alguns pontos após a metade do caminho até chegar próximo ao marco da divisa, depois só no final.

  • Rafael Santiago 15/Mar/2016

    Obrigado pelas informações atualizadas, Amarildo!

You can or this trail