Dificuldade técnica   Moderado

Horas  5 horas

Coordenadas 1059

Uploaded 28 de Março de 2016

Recorded Março 2016

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
288 m
71 m
0
3,1
6,2
12,43 km

Visualizado 734 vezes, baixado 21 vezes

próximo a Arneiro, Portalegre (Portugal)

Percurso com início junto ao Café Novo (Casa de Pasto) do simpático casal António e Celeste, na pequena aldeia de Arneiro, concelho de Nisa.

O trilho é circular (recomenda-se o sentido anti-horário) e segue em direção à Serra de São Miguel, por um caminho de terra batida, logo que abandonamos a aldeia.

Já na Serra, vale a pena fazer um pequeno desvio para visitar a Buraca da Faiopa (antiga mina de ferro), devendo aqui ter-se o cuidado de não cair na tentação de o explorar sem equipamento adequado.

Seguindo agora no sentido do Castelo de Ródão (Rei Vamba) que fica no promontório do Ródão, na outra margem do Tejo, chegamos a uma das jóias da coroa deste fantástico percurso, o avistamento do voo dos abutres (Grifos), um espetáculo que justifica descer, com as devidas precauções, ao ponto de melhor observação marcado neste trajeto, e, chegados aí, não damos conta do tempo passar. É o local para fazer uma longa pausa e apreciar os voos rasantes e, lá mais abaixo, junto à falésia, a aproximação das grandes aves às escarpas, quais aviões de grande porte a fazer a descida para a pista já com o trem à vista (garras).

Depois de saborear este espetáculo, descemos até à paisagem repleta de amontoados de calhaus roliços, que resultam da exploração do ouro na época romana e medieval e que se avista lá em baixo (os conhais), não sem antes fazermos mais um pequeno desvio, que se justifica, em direção ao rio para ver as Portas do Rodão.

Faltando perto de uma hora para finalizar o percurso, e se tiver o contato do casal Celeste e António do Café Novo (início do percurso) é hora de marcar com tempo para preparar a excelente sopa de peixe do rio e o barbo frito ou outras iguarias (lampreia, enguia).

Recomendações:
- Cuidado no Buraco da Faiopa e a zona das escarpas no promontório do Ródão;
- Não desprezar o calor (a temperatura máxima esperada eram apenas 20 graus, mas parecia muito mais), nas zonas baixas é muito abafado.

Informação útil em: http://naturtejo.com/ficheiros/conteudos/pdf/geoturismo/2.11.pdf

2 comentários

  • Foto de Delfim Nobre

    Delfim Nobre 29/Mar/2016

    Amigo Ulisses,
    Excelente descrição e dicas práticas.
    Muito obg

  • Foto de Ulisses Silva

    Ulisses Silva 30/Mar/2016

    Caro Delfim,
    Muito obrigado pelo seu comentário.
    Boas caminhadas

Adicionar comentário (como robertoracion)  ou Adicione sua avaliação