Horas  6 horas 51 minutos

Coordenadas 1868

Uploaded 26 de Janeiro de 2019

Recorded Janeiro 2019

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
979 m
470 m
0
5,0
10
20,03 km

Visualizado 301 vezes, baixado 16 vezes

próximo a Malhada, Viseu (Portugal)

- Trilho circular, sem marcações, com início e fim junto da Torre Medieval de Alcofra;
- Este trilho desenvolve-se por caminhos agrícolas e estradões da serra do Caramulo, passando pelas lugares de Cabo de Vila e Rua, rio Alcofra e ponte romana de S. Pedro, aldeia de Alcofra, lugar de Cimo de Vila, Ponte Romana do Castanheirinho, capela de S. Barnabé, aldeias de Abelheira e Couto e lugares de Malhada e Viladra;
- Pontualmente, cruza-se e coincide com o PR3 "Trilho da Serra do Caramulo" e com o PR2 "Um olhar sobre o mundo rural";
- Trilho acessivel, interessante do ponto de vista paisagístico, mas que apresenta como fator negativo o facto das encostas desta serra terem sido alvo de incêndios devastadores e estarem cobertas por eucaliptos e pinheiros queimados, o que torna a paisagem, por vezes, bastante desoladora.

__________________________________________________________________________________________

- SERRA DO CARAMULO
A Serra do Caramulo é uma zona de montanha de origem granitica e xistosa. As urzes e a carqueja predominam a sua flora. A serra é povoada por aldeias com casas e espigueiros em granito típicos desta região. Tendo sido esta zona povoada por romanos, ainda se podem encontrar alguns vestígios dessa época, como os trilhos de pedra. Pode-se apreciar os campos verdes e a beleza das árvores junto à água cristalina dos ribeiros que a atravessa por todos os lados e desfrutar da deslumbrante paisagem enquanto se respira um ar realmente puro e saudável. Pode-se subir ao Caramulinho, o ponto mais alto da Serra com 1.075 metros, onde se avista o mar e a Serra da Estrela em dias sem nebulosidade. A paisagem da Serra do Caramulo é um monumento à natureza e o ar puro que ali se respira convida à exploração de todos os recantos, por mais escondidos que sejam. É um lugar cheio de surpresas, de vistas magníficas e de desafios estimulantes. Uma das provas da sua ocupação humana desde tempos longínquos, são as antas existentes: Dolmen da Malhada de Cambarinho, Anta do Espirito Santo da Arca e Lapa de Meruge, esta ultima bem conservada e junto a um pitoresco lago artificial.
- TORRE MEDIEVAL DE ALCOFRA Situada na lindíssima Serra do Caramulo, na freguesia de Alcofra, no lugar de Cabo dE Vila, a Torre de Alcofra é um legado patrimonial que tem sobrevivido ao passar dos tempos. Localizada num vale composto por férteis terrenos, esta é uma região com antiga ocupação humana. A Torre Medieval terá sido construída entre os séculos XII e XIV, sobre um primitivo castro. Aquando a sua construção, seria uma Torre de vigia, provavelmente pertença de um domínio senhorial, existindo pelo concelho outras duas torres senhoriais com características semelhantes, conquanto a Torre de Alcofra conserva hoje em dia melhor preservação. Esta torre apresenta uma planta quadrada, com características defensivas, acedendo-se através de uma porta com arco redondo, em posição elevada, que teria acesso por escadas removíveis, com frestas no piso inferior. O segundo piso apresenta em cada lado uma janela de arco quebrado, conferindo luminosidade e pontos de observação.
- ALCOFRA Alcofra é uma freguesia portuguesa do concelho de Vouzela. Como o seu próprio topónimo deixa evidenciar, tem forte tradição árabe. Alcofra significa Al - terra e kafre - infiel. Ou seja "Terra Infiel". Esta designação orgulha o povo alcofrense, uma vez que significa que, para os muçulmanos, os alcofrenses eram infiéis, ou seja cristãos. Isto remete-nos logo para a ideia de que por muito que tentassem dominar/mudar o povo não cederia. Alcofra é historicamente uma localidade muito antiga e anterior à própria nacionalidade. Foi Couto com carta passada e assinada por D. Afonso Henriques em 1134 e confirmada em 1146. Em 1836 foi anexada ao concelho de São João do Monte. Mais tarde passou a fazer parte do concelho de Vouzela.
- CAPELA DE S. BARNABÉ São Barnabé é santo de "vontades fortes" e foi o próprio que "escolheu" o local da sua capela em plena Serra do Caramulo, entre os concelhos de Vouzela e Tondela, como reza a lenda "e os antigos contavam". E como a "vontade dos santos" acaba sempre por se impor, a de São Barnabé levou a que a sua capela fosse erguida onde uma linha invisível separa as paróquias e as freguesias de Alcofra e Silvares, bem como os concelhos de Vouzela e Tondela. Fustigada por ventos ininterruptos, no topo de um dos mil picos da Serra do Caramulo, a capela de São Barnabé só se torna nítida de muito perto por ter sido construída, dos alicerces ao telhado, com o mesmo robusto granito que a envolve. Se os caminhos para São Barnabé são hoje difíceis, apesar dos estradões abertos pelas empresas que exploram as torres eólicas que salpicam os cumes da serra, noutros tempos só os pastores e os mais afoitos chegavam à capela para as festas que a liturgia católica comemora a 11 de junho. Mas a culpa não é dos homens, é do próprio São Barnabé porque, como conta José Ferreira, 72 anos, pastor que guia cabras pelas veredas que ladeiam a capela, "os mais antigos já contavam que existia uma outra capela antes desta, mas mais no fundo da montanha". "Só que, sempre que as pessoas das aldeias mais próximas vinham ver o santo, este nunca estava. E quando o procuravam, encontravam-no sempre no mesmo sítio...", precisamente, lembra este pastor, no local onde está hoje o pequeno templo dedicado a São Barnabé. E nessa altura "entenderam que o santo queria que se mudasse o posto da capelinha". Assim, a "vontade" de São Barnabé impôs-se, mas não facilitou a vida aos homens a ele devotos, porque de tal forma o local é fustigado por ventos que o telhado só se aguentou depois de toda a capela, incluindo a cobertura, ser composta por pesados blocos de granito. "De tanto o santo fugir lá para cima, as pessoas tiveram que lhe mudar a casa para onde ela, a casa, a capela, está hoje. Foi assim que aconteceu...", lembrou José Ferreira, o pastor que, de quando em vez, larga as cabras para se ir sentar "à beira de São Barnabé para melhor respirar". São Barnabé é considerado como santo e apóstolo pela igreja Católica e também pelas igrejas Ortodoxas. Rezam os livros que nasceu no Chipre, e morreu em Salamina, no ano 61 depois de Cristo. Foi um dos primeiros cristãos mencionados no Novo Testamento.
- ALBERGUE DE MONTANHA DO COUTO O albergue de montanha do Couto, situado na antiga escola primária do Couto, integra-se na rota do caminho português de Santiago e no Centro de BTT do concelho. Este novo espaço serve para dar apoio aos peregrinos do caminho interior de Santiago, designado de “Entre o Vale do Vouga e o Caramulo”, numa extensão de 100km e que inclui os municípios de Albergaria-a-Velha, Sever do Vouga, Oliveira de Frades, Vouzela e Tondela. No concelho de Vouzela, o percursos tem 28km, abrangendo as freguesias de Alcofra, União das Freguesias de Cambra e Carvalhal de Vermilhas, União das Freguesias de Vouzela e Paços de Vilharigues e Ventosa. O albergue do Couto servirá também de apoio ao Centro de BTT, a primeira infraestrutura do género no distrito e a quarta do país, com um total de 200km de trilhos. Esta estrutura é constituído por cozinha, sala, área de dormidas e balneário. No exterior existe uma zona de recolha de bicicletas com ponto de lavagem.

2 comentários

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 20/fev/2019

    Olá João!
    Magnífico trilho com excelente descrição e bonitas fotos. Obrigado pela partilha!
    Grande abraço.

  • Foto de João Marques Fernandes (CSM)

    João Marques Fernandes (CSM) 21/fev/2019

    Olá Joaquim! Obrigado pela avaliação e pelo comentário. O trilho é interessante mas ainda falta fazer uma parte muito bonita: o PR9 - Trilho Quercus Robur, à volta de Vermilhas (7 kms) e estender o trilho até ao Dolmen da Lapa de Meruge, regressando pelos caminhos rurais do vale de Abelheira. Nessa altura julgo que ficará completo, embora possa apresentar uns bons 28kms... brevemente!!!!! Grande abraço.

You can or this trail