Horas  5 horas 34 minutos

Coordenadas 1019

Uploaded 16 de Março de 2020

Recorded Março 2020

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.084 m
656 m
0
2,4
4,9
9,72 km

Visualizado 10 vezes, baixado 0 vezes

próximo a Bouças Donas, Viana do Castelo (Portugal)

Com um belo dia pela frente, fomos visitara branda da Urzeira, subindo a a encosta que se estende desde a antiga branda da Travanca. Com a brisa da montanha a ajudar e respirando a plenos pulmões, encetamos a trepada, a partir daquela branda, rompendo pelo que resta dos bosques da Portela do Mezio, após terem sido dizimados pelos últimos incêndios. Quem viu aquilo há cerca de 20 anos ou mais, pujantes, com enormes talhões de carvalho americano, bétulas e castanheiros, que nos acompanhavam ao som do canto da passarada! Como é que se pode confiar na Proteção da Natureza, com tamanha ineficácia na sua proteção e esquecendo a reflorestação da área ardida ! Seguindo pelo interior da mata que resta, em breve estaremos no que chamam o curral - prado, zona de pastagem protegida com anteiras. Uns metros à frente, atravessamos sem problemas o rio de Mosqueiros. Em breve, estaremos na antiga branda de Mosqueiros, sem o belíssimo bosque de carvalhos, bétulas e algumas faias que a protegiam. Deveríamos ter retrocedido para seguir por um caminho, mas resolvemos apanhá-lo um pouco mais à frente, progredindo no meio da vegetação. À medida que nos afastamos , transforma-se num carreiro, que vai ficando escondido no giestal. É por aqui que teremos de seguir, para a travessia do ribeiro de João Paz. Depois de pularmos aquela linha de água, seguimos por um carreiro mariolado, abandonando-o, para atacar a subida da encosta até à branda. O antigo acesso, está tomado pela vegetação, pelo que é preferível, seguir os caminhos de madeireiro, que esventraram a encosta. Aproveita-se uma pequena chã para observar o Gião, o hotel que " nunca mais abre" e a fita do rio Lima, bem como os cumes da Amarela. Agora é sempre a subir até à antiga branda. Exploramos as suas redondezas, os pontos mais elevados, que são magníficos miradouros naturais e descobrimos velhos mariolas a demarcar um trilho pelas cristas. Regressamos por carreiro mariolado, já conhecido, até à " branda do Macka " , pois foi ele que a descobriu, abrigada na encosta do Guidão. Seguimos depois, noutra direção, mas que nos levou na mesma até ao ponto de partida - antiga branda da Travanca - onde um parque de campismo permanece sem campistas, ignorando-se a razão, que impede a sua reabertura.

Cartografia - Folha 17 do IGE ( Lindoso ) - escala 1/25.000.

- Pontos interessantes
Brandas - Branda da Urzeira, remodelada, mas chegou a ter o telhado em colmo.
Branda dos Mosqueiros - muito degradada, sem o belíssimo bosque que a protegia.
Antiga branda na encosta Sul do guidão - em abandono.
Bosques - Os bosques que ainda restam, são uma pálida amostra daquilo que existui, mas mesmo assim, mas apesar disso, a carta militar teima em manter aquela área, arborizada .
Paisagens - A partir desta encosta do Gião, a paisage não tem limites.
Linhas de água - Há apenas dois ribeiros interessantes. O de João Paz, deve ser difícil de atravessar, quando o seu caudal aumenta com a água das chuvas.
Nota final: Trata-se de um percurso não sinalizado, embora com alguns troços, mariolados. Tem zonas que podem dificultar ou não permitir a progressão, devido à vegetação.
árvore

Bosque

Bosque
foto

curral - prado

curral - prado
Rio

travessia rio de Mosqueiros

travessia rio de Mosqueiros
Rio

travessia rib. João Paz

travessia rib. João Paz
árvore

bosque

bosque
panorama

ponto alto

ponto alto
refúgio

branda da Urzeira

branda da Urzeira
panorama

P. Alto

P. Alto
panorama

Ponto Alto

Ponto Alto
foto

antiga branda

antiga branda
foto

Travanca

Travanca
foto

branda de Mosqueiros

branda de Mosqueiros

1 comment

  • Foto de PQ@

    PQ@ 22/mar/2020

    Mais uma alternativa par subir à Urzeira.

You can or this trail