Horas  5 horas 20 minutos

Coordenadas 1199

Uploaded 11 de Março de 2019

Recorded Março 2019

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.123 m
481 m
0
3,1
6,2
12,43 km

Visualizado 113 vezes, baixado 12 vezes

próximo a Teso, Viana do Castelo (Portugal)

O dia 9 de Março, foi destinado para visitar algumas brandas da vila do Soajo. Tirando a branda das Ínsuas, donde partimos, todas as outras são brandas de gado. Esta branda , a cota mais baixa, situada nos terrenos férteis, é uma branda de cultivo, como outras que lhe ficam próximo. As zonas aplanadas da serra, os "poulos " ( como o povo os designa ), com a sua nascente e onde crescia o feno, eram destinados à alimentação dos animais, a partir de Maio, época das sementeiras. Como não podiam permanecer por mais tempo, nos campos de cultivo, faziam a subida à serra, para as pastagens de altitude - brandas. Na época atual, pouco são utilizados estes recantos da serra, preferindo-se deixar o gado ao feirio, vagueando na serra, indo os proprietários ao seu encontro, de vez em quando, para observarem, como estão os animais. A branda da Cova, era sem dúvida a mais importante, no período da pastorícia. Daqui, em conjunto, partiam animais e brandeiros até Felgueira Ruiva e Chã da Matança, regressando nos finais de Agosto, cobrindo assim grandes distâncias.
Partimos da branda das Ínsuas, passamos junto a Entre Outeiros, iniciando uma esforçada subida, que culmina na branda da Urzeira. Até lá vamos encontrando abrigos pastoris e zonas de pasto. Desta vez, seguimos outro carreiro, referenciado por vezes com velhos mariolas, e que nos levou com facilidade até àquela branda. Como as outras duas estão sensìvelmente à mesma cota, resolvemos ir almoçar à branda dos Cobernos. O regresso fez-se pelo Convento dos Frades, mas o troço inicial do carreiro, até um pouco depois da travessia do afluente do ribeiro de João Cão, na encosta da Ladrongueira, requer muita atenção, para não sairmos dele. O troço até ao Arieiro, apresenta alguns belos bosques de folhosas, atingidos pelo último incêndio. A partir do Arieiro, é " rota batida ".

Cartografia - folha 17 ( Lindoso) do IGE - escala 1/25 000.
Distância real - cerca de 13 km.

Pontos com Interesse:
brandas de gado - Urzeira, Cova, Cobernos e C. dos Frades.
arquitetura dos cortelhos ( abrigos pastoris) em falsa cúpula.
Vistas para o Vale do Lima, Louriça e Gerês.
pontelha
cabana
cabana
nascente
cabana
branda da Urzeira
branda da Cova
branda dos Cobernos
cortelhos dos frades
cascata
trilho
bosque
bosque
branda das Ínsuas

1 comment

  • Foto de PARAQ

    PARAQ 12/mar/2019

    Este percurso deve ser o mais rápido para atingir a Urzeira.

You can or this trail