Horas  7 horas 2 minutos

Coordenadas 1380

Uploaded 19 de Novembro de 2018

Recorded Novembro 2018

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.198 m
428 m
0
3,5
7,1
14,12 km

Visualizado 157 vezes, baixado 16 vezes

próximo a Fafião, Vila Real (Portugal)

Os Bicos Altos, parede granítica, coroada de diversos esporões, protege por nascente, uma depressão, por onde drena um pequeno regato, denominado - Corga de Carnicente, afluente do rio de Fafião. É uma das inúmeras paisagens, com que o Gerês nos surpreende, pela beleza e rusticidade. A poente, passa o caminho da Vezeira, cuja parede granítica, ajuda a fechar o vale. Nele, esconde-se mais um curral, além do muito conhecido curral dos Bicos Altos, com as suas cabanas ( sendo uma mais antiga, adaptada a uma lapa).
O dia amanheceu envergonhado e com a previsão de chuva para o fim da tarde, não permitia incursões, muito extensas.
Partimos da Portela do Monte, seguindo pelo carreiro que vai à ponte da Matança. Enquanto o percorríamos, naquele sobe e desce inicial, o nosso objetivo, mostrava-se ainda muito distante. A ponte da Matança, aparece de repente, no troço final, onde aproveitamos, para as fotos do dia. Daqui, apontamos para o curral do Bebedouro ( ou Bebedoiro ?), pelo que é sempre a subir, com um ventinho pouco amigo, vindo de norte, a refrescar-nos as costas. Depois de algumas paragens, atingimos o curral atrás citado, que percebemos, estar sem utilização, abandonado ao seu destino, na imensidão da serra. Daqui, para chegarmos aos Bicos Altos, fomos seguindo mariolas e corrigindo a direcção, mas deu para perceber que há vários carreiros. Nos Bicos Altos, paramos um pouco à frente da cabana mais antiga, abrigados do vento, que varria o vale até à sua cabeceira, continuando pelo Estreito. Percorremos um pouco o pequeno vale e encetamos a subida, onde nos pareceu mais aconselhável. A esta subida morosa e suada, vão valendo as vistas que se nos deparam a cada paragem. Por fim, atinge-se uma pequena zona de pasto e toca a subir ao cabeço que nos pareceu mais alto, naquele enfiamento. Tiradas as fotos para todo o lado, fomos aproveitando as curvas de nível para não perder muita cota. Num dos pontos mais elevados, tem-se uma bela vista para o curral da Amarela e para a sesta com o mesmo nome, bem como para toda a serra, para além do vale do rio do Laço. Faltava-nos, ainda um dos píncaros, o mais elevado, donde, a visão do vale é brutal. Regressamos, apanhando o carreirio da Vezeira, que vem do Estreito, fazendo uma curta e fugaz visita às cabanas dos currais do Pradolã e da Pousada. Deste último curral, fomos descendo até à ponte que atravessa o rio de Fafião, para daqui, subir até à Portela do Monte, o que não è nada agradável.

Cartografia - Folhas do IGE nº 44 ( Ruivães) e 31( Outeiro), escala 1/25000.
A subida aos pontos elevados só deve ser feita, com tempo seco ( incluiu os rochedos). Os pontos mais elevados dos Bicos Altos, são tipo "caos de blocos", com buracos profundos, onde se pode cair.

Pontos com interesse - Os folhetos sobre os trilhos da Vezeira de Fafião e da Construção
Popular, referem os pontos mais interessantes.
fonte da Regideira
ponte da Matança
miradouro natural
bebedouro - curral do Bebedouro
cabana do curral do Bebedouro
cabana do curral dos Bicos Altos
cabana curral dos Bicos Altos - antiga
carvalho solitário
Bicos Altos - ponto elevado
vista para curral Amarela e sesta da Amarela
ponto alto
Bicos Altos - ponto alto
cabana do curral do Pradolã
cabana do curral da Pousada
ponte sobre o rio de Fafião ( Toco)

1 comment

You can or this trail