Hora  2 horas 39 minutos

Coordenadas 613

Enviada em 24 de Dezembro de 2018

Registrada em Dezembro 2018

  • Avaliação

     
  • Informações

     
  • Fácil de fazer

     
  • Paisagem

     
-
-
427 m
124 m
0
1,6
3,2
6,45 km

Visualizado 1574 vezes, baixado 56 vezes

perto de Espantar, Viana do Castelo (Portugal)

Com a chegada desta época festiva, manda a tradição que se leve a cabo uma caminhada " mais macia " , isto é - o troço final, tem que ser para o aconchego do estômago, ou seja, com os pés debaixo da mesa. A praxe recomenda ainda, que o percurso tem que ser diferente em relação ao do ano anterior - pormenor que não foi seguido com rigor, porque não é fácil deslocar o " Caçana " - para outro lugar !!! Mesmo assim, tem algumas diferenças.
Caminhando sempre muito perto, da margem direita da linha de água que vai engrossando com os regueiros da Lapa do Ladrão, dos Enxurros e da Póvoa, fomos seguindo o curso de água, para além da junção daqueles três regueiros.
Por precaução, colocamos as viaturas no lugar de Espantar, perto do Caçana, pois havia o receio que alguém se perdesse, no troço final, que é sempre o mais exigente.
Como sempre, os caudais estavam muito fortes, fruto das últimas chuvadas, que proporciona belas fotos aos rápidos ou aos poços mais conhecidos. Uma palavra de agradecimento ao anónimo que foi pintando setas, na zona do Outeiro das Cabras, pois poupou-nos a tentação de subir a encosta´, para atingirmos a ermida de São Mamede.
A caminhada tem início e fim, junto às alminhas dos moinhos de Espantar e continua junto a uma levada, até uma rústica ponte, que não foi possível atravessar. Continuamos, fazendo a travessia na ponte que liga ao parque de merendas. A partir daqui, a diferença de cota é mínima, mas fomos atentos ao piso, muito escorregadio, nalguns locais.Prolongamos o trilho até aos desvio para o antigo bosque do Porrilhão e continuamos até à ermidinha de S. Mamede, um bom local para espreitar para os lados do Oceano Atlântico, na tentativa de avistar Vila Praia de Âncora. Depois de passarmos o lugarejo de Mousela, prosseguimos junto à Encosta da Branca até à ponte, esta sim, já sobre o rio Âncora, onde há muita coisa para ver. Aponta-se então ao carreiro da margem esquerda, que nos leva até ao Poço Negro. Deste local, após uma ligeira subida, segue-se para o local de partida. Termina esta etapa, seguiu-se a mais exigente - a caminhada de pica no prato, onde o grau de dificuldade era mais elevado, prevendo-se alguns erros de navegação, o que felizmente não aconteceu.

Cartografia - Folha 27 do IGE ( Vila Praia de Âncora) - escala 1/25000

Pontos com interesse:

- o património construído - moinhos de rodízio, fontes, alminhas, ermida de S. Mamede
- património natural - rápidos e o Poço Negro
- a paisagem rural de minifúndio
Waypoint

levada

levada
Piquenique

parque merendas

parque merendas
Queda de água

rápidos

rápidos
Queda de água

rápidos

rápidos
Queda de água

rápidos

rápidos
Rio

travessia

travessia
Arquitetura religiosa

capela S. Mamede

capela S. Mamede
fonte

fonte

fonte
Ponte

ponte

ponte
Ponte

poldras

poldras
Queda de água

queda água

queda água
Waypoint

moinho da ponte - margem dir.

moinho da ponte - margem dir.
Ruínas

moinho da ponte - margem esq.

moinho da ponte - margem esq.
Queda de água

rápidos

rápidos
Ruínas

antigo moinho

antigo moinho
Queda de água

poço negro

poço negro

1 comentário

  • Foto de PQ@

    PQ@ 24/dez/2018

    Dia completo.

Você pode ou esta trilha