-
-
292 m
89 m
0
4,3
8,7
17,33 km

Visualizado 328 vezes, baixado 36 vezes

próximo a Vilaça, Braga (Portugal)

PERCURSO NÃO SINALIZADO

Relativamente isolado na paisagem, na zona oeste do concelho, surge o Monte das Caldas, lugar de diversas histórias e lendas. No local existiu um castro da Idade do Ferro, onde as populações indígenas tiravam partido dos seus 300m de altitude e de uma panorâmica a 360 para se defenderem e controlarem toda a envolvente. Este monte é, pois, o mote ideal para uma caminhada em torno dessa mesma envolvente, percorrendo as extensas áreas de cultivo da Veiga de Sequeira e do Vale do Labriosque, Há também a oportunidade de visitar os lugares mais tradicionais de Tadim, Sequeira, Vilaça e Cabreiros, calcorreando caminhos antigos, bebendo águas medicinais e ouvindo contar algumas das lendas acerca do Monte das Caldas.
Num trajeto com alguma dificuldade, nomeadamente pela sua extensão, este percurso é indicado para aqueles que, tendo já alguma prática, pretendam usufruir de um percurso que combina floresta com zonas rurais e que proporcionará uma paisagem única desde o topo do Monte das Caldas.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------
UNSIGNALIZED ROUTE

Fairly isolated in the landscape in the western zone of the region, the “Monte das Caldas” (Caldas Hill) arises, a place full of stories and tales. At that place there was a Castro* dated from Iron Age, where indigenous people took advantage of its 300 metres of altitude and 360 degrees of panoramic views to defend themselves and to control the surrounding area. Therefore this hill is the reason and the starting point of a walk around its scenery, covering the large areas of Veiga de Sequeira (Sequeira Meadow) and Vale do Labriosque (Labriosque Valley) farm fields. There is also the opportunity of visiting the most traditional places of Tadim, Sequeira, Vilaça and Cabreiros villages, wandering through old paths, drinking medicinal water and hearing some old tales about the “Monte das Caldas” (Caldas hill).
Due to its length, this is a path with some difficulty. This route is suitable for those who, having some practice, wish to make use of a route that combines forest and rural areas sceneries providing a unique landscape to be appreciated from the top of the “Monte das Caldas” (Caldas Hill).
* A castro is a fortified settlement, usually pre-Roman, some from late Bronze Age and Iron Age, the oldest research associated with the Celtic culture.
http://www.aguas.ics.ul.pt/braga_mcaldas.html A Fonte das Gaiosas terá uma origem diferente e localiza-se na colina defronte do Monte das Caldas. Por detrás da bica encontra-se, num plano mais elevado, a entrada da mina, num espaço triangular formando uma pequena gruta artificial decorada com imagem de Nossa Senhora e flores de jardim. No plano mais baixo, a bica corre para um pequena pia, sendo dai canalizada para o lavadouro defronte desta. Almeida (1988) assinala o alto teor de nitratos: actualmente esta água estará “imprópria para consumo”. Zona geológica Maciço Hespérico – Zona Centro Ibérica Fundo geológico (factor geo.) Rochas magmáticas (ácidas e intermediárias), granitóides e afins Dureza águas subterrâneas 0 a 50 mg/l CaCO3
http://www.aguas.ics.ul.pt/braga_mcaldas.html Leve e diurética: estes são atributos dados à Fonte dos Caleiros ou Caldas da Sequeira A água nasce no Monte das Caldas e é conduzida por caleiras até à Fonte das Caleiras, que consiste num grande lavadouro para onde corre constantemente de uma bica em tubo, com apreciável caudal. Apesar de lhe chamarem “caldas”, a água é fria e não há memória de aqui ter havido balneários. Quanto à Fonte de S. Sebastião, com tanque para rega, obra em granito trabalhado com “dois anjinhos bochechudos, uma cruz e um nicho onde antes havia uma imagem de S. Sebastião” (Almeida 1988: 76), deverá ser o chafariz de que se vê as traseiras defronte desta Fonte dos Caleiros, em propriedade não visitada. É de crer que a obra feita pela Junta de Freguesia de Sequeira em 1975 na Fonte dos Caleiros consistiu em substituir as velhas caleiras que conduziam a água desde o Monte das Caldas por canalização metálica; a construção do grande lavadouro coberto por telheiro de zinco; e a condução das sobras de água para o chafariz de S. Sebastião, actualmente dentro de propriedade privada.

1 comment

  • Foto de João Marques Fernandes (CSM)

    João Marques Fernandes (CSM) 21/mar/2019

    I have followed this trail  View more

    Percorri parcialmente este trilho e gostei particularmente do monte das Caldas e respetivo Castro. Embora praticamente já não existam vestígios deste, a vista panorâmica de 360º compensa bem o esforço para atingir o cume. A sintética deve ser renovada, pois está em muita mau estado. Mas com o auxílio de GPS, é tranquila a progressão no terreno.

You can or this trail