Horas  6 horas 42 minutos

Coordenadas 2121

Uploaded 26 de Abril de 2018

Recorded Abril 2018

-
-
440 m
112 m
0
3,8
7,7
15,4 km

Visualizado 106 vezes, baixado 0 vezes

próximo a Sistelo, Viana do Castelo (Portugal)

O trilho tem início e fim na aldeia de Sistelo, classificada como Paisagem Cultural e Monumento Nacional. Uma vez que o percurso é circular, fica ao critério de cada caminhante se visita os seus pontos de interesse antes ou no final da caminhada. De destacar a Igreja Matriz, os socalcos e o ex-líbris da aldeia: a Casa do Castelo do Visconde de Sistelo.

Iniciada a marcha, descemos até à Ponte Oitocentista e atravessamo-la, de forma a posicionarmo-nos na margem direita do Rio Vez. Esta primeira parte do trilho é de uma beleza ímpar. Vamos avançando paralelamente ao rio, percorrendo uma parte da Ecovia que vai até Arcos de Valdevez. Neste troço, somos surpreendidos por várias quedas de água que vão desaguar ao rio, ideais para breves momentos de pausa para abastecer o cantil, captar o momento em fotografia ou simplesmente contemplar a beleza dos cursos de água que descem pela montanha. Muita sombra, muitas árvores e muita água.

Volvidos cerca de 6,5 km, voltamos à margem esquerda do rio e abandonamos a Ecovia rumo a um percurso mais árido do que o inicial. Subindo alguns metros encontramo-nos em frente à Casa do Guarda Florestal de Sobreira, onde aproveitamos para fazer uma pausa para almoço.
Neste momento estamos sensivelmente a meio do percurso e vamos avançar para uma segunda parte um pouco mais exigente em termos de elevação, temperatura e regularidade do piso. Aqui o trilho não se encontra sinalizado, pelo que convém ir consultando o GPS para evitar desvios desnecessários.

Nesta parte enfrentamos um cenário mais montanhoso e seco, o que acaba por conferir alguma heterogeneidade ao trilho, na medida em que permite o contacto com várias caraterísticas diferentes dentro da mesma experiência.

Visitamos a aldeia de Barreirô, seguimos rumo a uma antiga branda (completamente reconquistada pela flora selvagem) e daí chegamos à aldeia de Tabarca, que se encontra no ponto mais alto do nosso trajeto (cerca de 440 metros). Tabarca é uma aldeia muito bonita, recuperada q.b., mantendo as características originais, possui algumas fontes e não tem mais do que 30 habitantes. Tempo para mais umas fotos e, quiçá, dois dedos de conversa regada de simpatia minhota.

Os últimos quilómetros são de regresso a Sistelo e permitem-nos observar os tão famosos socalcos deste “pequeno Tibete português”.
  • Foto de Antiga Branda
  • Foto de Antiga Branda
  • Foto de Antiga Branda
  • Foto de Barreirô
  • Foto de Casa Guarda Florestal Sobreira
  • Foto de Casa Guarda Florestal Sobreira
  • Foto de Casa Guarda Florestal Sobreira
  • Foto de Passadiço/Ecovia do Vez
  • Foto de Passadiço/Ecovia do Vez
  • Foto de Passadiço/Ecovia do Vez
  • Foto de Passadiço/Ecovia do Vez
  • Foto de Passadiço/Ecovia do Vez
  • Foto de Passadiço/Ecovia do Vez
  • Foto de Ponte Oitocentista
  • Foto de Ponte Oitocentista
  • Foto de Ponte Oitocentista
  • Foto de Sistelo
  • Foto de Sistelo
  • Foto de Sistelo
  • Foto de Sistelo
  • Foto de Tabarca
  • Foto de Tabarca

Comentários

    You can or this trail