Hora  2 horas 40 minutos

Coordenadas 2168

Enviada em 30 de Janeiro de 2021

Registrada em Janeiro 2021

-
-
287 m
31 m
0
2,0
3,9
7,89 km

Visualizado 350 vezes, baixado 16 vezes

perto de Pedrogo, Porto (Portugal)

VÊ AS NOSSAS FOTOS PARA INSPIRAR A TUA PRÓXIMA AVENTURA
Never Stop Exploring
Caminhantes, trails to inspire your next adventure



PARQUE DAS SERRAS DO PORTO

O Parque das Serras do Porto, com perto de 6.000 hectares, é composto por seis serras: Santa Justa, Pias, Castiçal, Santa Iria, Flores e Banjas, abrangendo território dos municípios de Gondomar, Paredes e Valongo. Esta área, classificada desde 2017, como Paisagem Protegida Regional, integra o Sítio Rede Natura “Valongo” e o Parque Paleozóico de Valongo. Aqui, os visitantes podem desfrutar da imensa beleza cultural e paisagística de serras, vales e rios, salientando-se a singularidade geológica, que nos leva a uma interessante viagem pela Era Paleozoica.

Os vales dos rios Ferreira e Sousa convidam a um certo isolamento em estreito contacto com a natureza, enquanto o efeito miradouro das linhas de cumeada proporciona uma excelente perspetiva do território envolvente. Atualmente, o Parque das Serras do Porto tem três centros de receção ao visitante com informação útil sobre o Parque (Visitar Página oficial).



TRILHOS DAS SERRAS DO PORTO

O Parque está, desde setembro de 2020, a criar uma Rede de Percursos Pedestres que irá ligar os vários trilhos e sinalizar o seu património biológico, geológico, arqueológico, imaterial e construído. São quase 260 km de trilhos para calcorrear por terras de Gondomar, Paredes e Valongo. A rede será composta por uma grande rota, que deverá totalizar 57km ao longo dos três concelhos, e 19 percursos distintos, com pequenas rotas em cada território que deverá estar finalizada na Primavera de 2021. O projeto prevê a instalação de mobiliário, sinalética e uma página web para ajudar quem fizer os percursos, fornecendo informação sobre o território e os pontos de interesse. Enquanto aguardamos a conclusão do projeto começamos a percorrer os trilhos previstos, naquilo que podemos chamar de uma versão de reconhecimento, para inspirar a tua próxima aventura pelo Parque das Serras do Porto…


DESCRIÇÃO DO TRILHO REALIZADO
PR - TRILHO DE BELÓI - ALTO DA PENECA


O trilho percorre o lugar de Belói, na mineira freguesia de S. Pedro da Cova, parte integrante do Concelho de Gondomar. Neste percurso é possível o contacto com a natureza e o desfrute da paisagem envolvente, bem como a zona ribeirinha de Belói. O percurso, nas zonas mais altas, é realizado predominantemente por caminho florestal, onde predominam os eucaliptos e nas zonas mais baixas, por caminhos rurais. Aconselha-se o uso de GPS, os referidos trilhos estão em fase de implementação e não encontramos sinalética suficiente e inequívoca do trilho que seguíamos, podendo levar a erros de orientação no terreno, principalmente nos aglomerados habitacionais.

!ALERTA PERIGO!
Este percurso inclui a travessia do Rio Ferreira, atualmente (janeiro 2021) não dispõem de qualquer estrutura para a sua travessia em segurança. Identificamos no local um conjunto de blocos de granito a ligar as duas margens, no entanto o caudal do rio cobriu por completo os blocos e juntamente com a força da água a passagem torna-se impossível. Aguarda-se intervenção adequada da entidade promotora do PR no garante da segurança da travessia do rio.


Iniciamos o trilho no lugar de Belói, Mateus da Ponte, não sabemos se será o local oficial de inicio e fim deste trilho, mas aqui encontramos um amplo estacionamento e serviços de apoio. No local não encontramos qualquer painel informativo ou sinalética do percurso. Na ausência informação e de marcações no terreno realizamos o trilho no sentido dos ponteiros do relógio.

Seguimos pela Rua da Ribeira, intersetamos a Rua das Congostas onde encontramos a primeira sinalética deste percurso. Por agora o trilho faz-se por caminho alcatroado que atravessa a Ribeira dos Silveirinhos e alcança pouco depois um mirante natural com um magnifico Panorama do Rio Ferreira.



O Rio Ferreira inicia o seu percurso, em labirinto, na freguesia de Campo, concelho de Valongo, desaguando as suas águas tão apetecíveis por turistas, veraneantes, pescadores e população em geral, no rio Sousa, este afluente do famoso Rio Douro. Serviu este rio em tempos idos, de praia muito animada e concorrida, de regadio dos campos que lhe limitam o leito, de instrumento de grande e verdadeira higiene às gentes que habitavam nas suas proximidades, que aproveitando os seus "braços" mais propícios e/ou "levadas" mais acessíveis lavavam, nas suas águas grandes "carregos" de roupa.

Depois de apreciar a panorâmica descemos a Rua de Couce por alguns metros e cortamos à direita, por caminho de terra, em direção à margem do rio para fazer a Travessia do Rio Ferreira. No local existe um conjunto de blocos de granito a ligar as duas margens, no entanto o caudal do rio cobriu por completo os blocos e juntamente com a força da água a passagem torna-se quase impossível nesta época do ano - inverno.

Na outra margem o percurso segue por amplo caminho florestal encosta acima por entre alguns sobreiros. Devemos seguir atentos, pois ao km 2,6 deixamos o caminho para seguir à esquerda por trilho de pé posto que pode passar facilmente despercebido. Intersetamos a estrada N209-1, seguimos à direita por 100 metros, para a abandonar à esquerda por amplo caminho florestal que sobe a encosta em ziguezague até ao Alto da Peneca. Aqui, na cumeada, o amplo caminho florestal dá lugar, por alguns metros, a um trilho de pé posto, onde as panorâmicas são o principal atrativo.



Voltamos a caminho florestal, descemos ligeiramente, aqui requer alguma atenção, estamos numa encruzilhada de caminhos, podendo levar a erros de orientação. A sinalética evidente leva-nos para outro PR, devemos seguir à nossa direita e começar a descer a encosta. O percurso segue para Sul para girar ao km 5,3 a Noroeste, interseta uma linha de água que se atravessa sem dificuldade e entra no núcleo habitacional de Belói. Junto à escola viramos à esquerda para seguir o caminho descendente até à margem esquerda do Rio Ferreira.



O caminho da margem do rio desemboca na Rua Aldeia de Belói, e daqui até Mateus da Ponte (Rua do Ramalho), ponto de inicio e fim deste trilho é um instante.


FICHA TÉCNICA
Realização: 29 de janeiro de 2021
Percurso: Belói (Mateus da Ponte) - Alto da Peneca - Belói
Distancia: 7,8 km
Duração: 3h02min
Tempo em movimento: 2h20min
Tempo parado: 0h42min
Movimento médio: 4,4km/h
Acumulado positivo: 351m
Acumulado negativo: 343m



TRILHOS JÁ REALIZADOS NO PARQUE DAS SERRAS DO PORTO

MUNICÍPIO DE GONDOMAR
TRILHO DA SERRA DO CASTIÇAL
TRILHO DO VOLFRÂMIO - SERRA DAS FLORES
TRILHO DA CARQUEJA - SERRA DAS BANJAS
TRILHO DE BELÓI - ALTO DA PENECA

MUNICÍPIO DE PAREDES
TRILHO HISTÓRICO - SERRA DE SANTA IRIA
TRILHO DO VALE DO TORNO - SERRA DO CASTIÇAL
TRILHO DA RIBEIRA DE SANTA COMBA
TRILHO DE ALVRE
TRILHO DOS MOINHOS
TRILHO DE PIAS E CASTIÇAL
TRILHO DO MEL E DO OURO ROMANO

MUNICÍPIO DE VALONGO
TRILHO DO CASTELO+CORREDOR ECOLÓGICO+ROMANOS





Se gosta das nossas trilhas adiciona a tua avaliação no final da página.
Obrigado pelo seu comentário e avaliação.

Si te gusta nuestras rutas haz tu propia valoración al final de la página.
Gracias por tu comentario y valoración.

If you like our trails, leave your own review at the end of the page.
Thank you for your comment and review.

A equipa Caminhantes
Waypoint

INICIO/FIM (MATEUS DA PONTE)

Waypoint

RIBEIRA DOS SILVEIRINHOS

Waypoint

PANORAMA RIO FERREIRA

Waypoint

TRAVESSIA RIO FERREIRA

Waypoint

ALTO DA PENECA

Waypoint

RIBEIRO

Waypoint

BELÓI

Waypoint

RIO FERREIRA

Waypoint

PONTE RIO FERREIRA

Comentários

    Você pode ou esta trilha