Horas  7 horas 33 minutos

Coordenadas 1944

Uploaded 7 de Outubro de 2013

Recorded Outubro 2013

-
-
1.261 m
582 m
0
4,4
8,8
17,55 km

Visualizado 2434 vezes, baixado 69 vezes

próximo a Rouças, Viana do Castelo (Portugal)

Este trilho com início na localidade de ROUÇAS, freguesia de Gavieira, é uma viagem pelo passado às BRANDAS DA GAVIEIRA - pequenas aldeias situadas a maior altitude - que durante os meses de Verão serviam de refúgio aos pastores e às suas famílias, enquanto colhiam os fenos, carqueja, e pastavam o gado, regressando, no Outono, para as aldeias inverneiras com os carros de bois carregados com colheitas para todo o inverno.
Saímos de Rouças, a uma altitude de 599 metros, por um ingreme caminho, percorrendo pouco mais de 1,6kms até a BRANDA DE GORBELAS, a uma altitude de 982m.
À entrada da Branda de Gorbelas deixamos o percurso sinalizado e seguimos pela esquerda da Branda, por caminhos mal definidos, até ao Paúlo da Seida a 1211 metros de altitude, para visitar o FOJO DO LOBO - consistiam em duas longas paredes de pedra, com cerca de 2 metros de altura, que convergiam a um fosso revestido de pedra, que era disfarçado com vegetação. As populações rurais das aldeias vizinhas organizavam batidas, nas quais os lobos em fuga eram conduzidos ao fosso, sendo depois mortos. Dos três tipos de fojos que existem, este é o mais espetacular e dos fojos que há nesta zona, este é o maior com cerca de 1Km.
Estávamos no habitat natural do Lobo Ibérico, mas não conseguimos nem ouvir um, quanto mais, vê-lo!
No alto do Paúlo da Seida a paisagem é, simplesmente, espetacular!... Neste dia com o céu limpo ainda se tornou mais maravilhosa.
Iniciamos a descida da serra pelas CARDENHAS - são construções rudimentares feitas de pedra tosca que servia de abrigo aos pastores e aos rebanhos do frio da noite e das investidas do lobo - até Gorbelas, onde paramos para comer o farnel da jornada. Retomamos caminho para norte na direção da BRANDA DA JUNQUEIRA mais 1,1kms num terreno sem grandes desníveis. Aqui metemo-nos à fala com um dos habitantes para percebermos um pouco mais sobre os seus costumes.
Seguimos caminho, mais à frente, com alguma aventura e algum mato, chegamos à BRANDA DAS BOSGALINHAS, e daqui fomos até à BRANDA DE SÃO BENTO DO CANDO, que segundo os habitantes da aldeia, este sim é o verdadeiro São Bento.
Depois do reforço da tarde, no café e mercearia S. Bento, iniciamos a descida de regresso até a aldeia da Gavieira, a 645m de altitude, e daqui até Rouças que é sempre a descer, cerca de 1kms depois estávamos no final do trilho no café central, em Rouças, para umas bebidas frescas.
Assim foi mais um dia pela montanha, a passear com uns amigos caminhantes, a recordar como viviam as pessoas de outros tempos... Obrigado!

Comentários

    You can or this trail