Horas  7 horas 6 minutos

Coordenadas 1913

Uploaded 15 de Abril de 2018

Recorded Abril 2018

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.320 m
713 m
0
4,3
8,6
17,18 km

Visualizado 1009 vezes, baixado 70 vezes

próximo a Ermida, Braga (Portugal)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"

Trilho em plena Serra do Gerês, de tipologia circular, não sinalizado, mariolado, mas como é habitual no PNPG as mariolas levam para diferentes trilhos, aconselha-se o uso de GPS.
Percurso: Ponte do Arado-Curral da Malhadoura-Curral dos Portos-Tribela-Ponte de Servas-Prado do Pinhõ-Prado Pequeno-Prado da Carvalhosa ou Pousada-Prado dos Bicos Altos-Cabana da Pradolã-Prado do Vidoeirinho-Prado da Rocalva-Meda da Rocalva-Curral e Cabana do Cando-Curral e Cabana da Arrocela-Curral e Cabana das Coriscadas-Curral e Cabana da Giesteira-Cascata do Arado-Ponte do Arado

Trilho com início junto à Ponte do Arado, seguimos o estradão florestal em direção à Tribela, passando pelo Curral da Malhadoura e o Curral dos Portos, onde visitamos a cabana com sua bela mesa em granito. Já na Tribela viramos à esquerda e seguimos em direcção à ponte das Servas que atravessa o Rio Conho, subimos até ao Prado do Pinhõ com a sua Cabana, fizemos uma pequena visita ao antigo forno do Pinhõ e iniciamos a subida em direção ao Prado Pequeno e daqui até Carvalhosa, passando por pequenos prados… À medida que subimos, vamos apreciando a paisagem à nossa volta, com o rio Conho ao fundo, os cumes da Arrocela, Cutelo de Pias e Roca Negra vão desfilando à nossa frente e para sul as vistas estendem-se até à serra da Cabreira.
Chegamos ao Prado da Carvalhosa ou da Pousada, um prado verdejante com uma cabana meio escondida na rocha. Daqui seguimos para o Prado dos Bicos Altos com a sua cabana, continuamos até ao Prado de Pradolã com a sua caraterística cabana, num miradouro soberbo para os Bicos Altos. Aproveitamos o local para o reforço da manhã acompanhado pelo café da Helena. Depois da pausa, seguimos o bem conhecido trilho que passa pelo Estreito, onde podemos observar, o vale do rio Laço, as Sombrosas, o Borrageiro e do outro lado a descida para Entre Águas, prosseguimos para o Prado do Vidoeirinho, onde é aconselhável abastecer de água, pois em Rocalva, dependendo da época do ano, a fonte pode estar seca (!). Mais fotos para a posteridade e lá fomos até ao prado da Rocalva sempre com a bela e majestosa Roca Negra assim como a poderosa Meda da Rocalva uma em frente da outra como guardiãs do magnífico Prado. Aqui chegados resolvemos dar uma volta pela Meda da Rocalva, e no final voltamos ao Prado e aproveitamos a Cabana da Rocalva para almoçar e descansar, uma maravilha de puro descanso, enquadrados pelas imponentes Roca Negra e Rocalva. Por muitas vezes que estejamos neste prado, nunca deixamos de nos admirar pela beleza do mesmo. Depois do almoço começamos a descer em direcção ao Prado do Cando e seu curral e daqui até ao Prado e Cabana da Arrocela pelo carreiro, que serpenteia a montanha a meio encosta, onde ainda fomos visitar a Cabana da Arrocela. Escolhemos para atingir o Arado, o trilho a menor cota, que sai da cabana da Arrocela, continuámos para a Cabana das Coriscadas e daqui apanhamos o trilho até à Cabana da Giesteira, onde seguimos a margem do Rio Arado até à Cascata do Arado. A Cascata do Arado é uma das mais famosas quedas de água do Parque, está situada a uma altitude de cerca de 900 metros, criando uma sucessão de cascatas únicas, onde a água pura da montanha encara a dura rocha, plena de beleza, que fascina quem contempla esta maravilha da natureza. Depois de contemplar a queda de água foi descer até à Ponte do Arado, onde deixamos o carro.

OBSERVAÇÕES:
- Percurso não sinalizado, existem mariolas mas levam para diferentes trilhos, aconselha-se o uso de GPS.
- É um trilho acessível, mas para os menos habituados ou para quem não estiver preparado fisicamente pode ser uma experiência dolorosa.
- É um trilho que permite desfrutar de magníficas paisagens.

IMPORTANTE:
Segundo as regras do PNPG, dada a localização em Área de Proteção Parcial de Tipo I, não é permitido a grupos superiores a 10 pessoas a realização deste trilho sem autorização prévia.

1 comment

  • DiogoHiker 26/mai/2018

    Uma vez mais parabéns pela trilha e pela magnifica discrição.
    Obrigado pela vossa partilha.

You can or this trail