Horas  7 horas 36 minutos

Coordenadas 1953

Uploaded 17 de Maio de 2015

Recorded Maio 2015

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.367 m
451 m
0
4,5
9,0
17,94 km

Visualizado 2106 vezes, baixado 74 vezes

próximo a Lindoso, Viana do Castelo (Portugal)

Percurso no Parque Nacional da Peneda-Gerês, de tipologia circular, não sinalizado, classificado de DIFICÍL, que tem início na Porta do PNPG, no Castelo de Lindoso, que se desenvolve-se em plena Serra Amarela, num percurso ascendente de Lindoso até ao Alto da Louriça, onde atinge a sua cota máxima aos 1369 metros - é o ponto mais alto da Serra Amarela. Deste ponto tem-se uma vista de 360º de toda a área, incluindo uma magnífica vista do vale glaciário da parte superior do Rio Homem. O trilho segue pelo Alto do Corisco a 1263 metros de altitude, para daí, já na outra vertente da serra, nos conduzir, numa descida mais ou menos acentuada, novamente até ao Castelo de Lindoso.

PERCURSO:
Castelo de Lindoso-Nogueira-Outeiro das Virgens-Curral do Porto Chão-Refúgio de Carqueijal-Abrigo do Rio da Perdiz-Mata Redonda-Alto da Louriça-Abrigo de Fial-Alto do Corisco-Colado da Porta-Curral da Travanquinha-Casa de Guarda de Porto Chão-Peixarrão-Castelo de Lindoso

CRÓNICA DO TRILHO:
Iniciamos o percurso junto ao Castelo de Lindoso, seguimos pelas ruelas da aldeia, passando pela eira com o conjunto de 50 espigueiros, saímos da aldeia por um caminho estreito e antigo que nos levou até Nogueira. Surgem as primeiras panorâmicas do Rio Lima, da albufeira da barragem do alto Lindoso, do castelo e da eira com o seu conjunto de espigueiros, paisagem deslumbrante! Depois de algumas fotos, seguimos por caminho pé posto até à linha de água que facilmente atravessamos, seguindo o caminho de pé posto chegamos ao Outeiro das Virgens. Seguimos o caminho empedrado, sempre a subir, as belas panorâmicas mantêm-se, até alcançar a cabana-abrigo do Tio João Ilheno em Porto Chão.
Fizemos uma pequena paragem para o reforço da manhã e continuamos o trilho com um pouco de corta mato até alcançar o estradão da Cumieira que nos levou até à Casa-Refúgio de Carqueijal. Cortamos à esquerda por caminho de pé posto sempre na margem do ribeiro até alcançar o Parque de Merendas, com a sua fonte de água fresca.
O percurso segue por entre as cores da serra, sempre muito bonitas nesta época do ano, até ao Abrigo do Rio da Perdiz e pouco mais à frente atravessamos o Rio da Perdiz. Daqui começamos a corta mato até ao estradão que nos conduziu até ao alto da Louriça (1369 metros), é o ponto mais alto da Serra Amarela. Deste ponto tem-se uma vista de 360º de toda a área. Aproveitamos o local para fazer a pausa de almoço enquanto apreciávamos as magnificas vistas de toda a área circundante…
Estávamos sensivelmente a meio do percurso que até agora tinha sido sempre a subir, iríamos iniciar o regresso a Lindoso, este sempre a descer! Para evitar o estradão, iniciamos a descida da Louriça a corta mato, e rapidamente atingimos o Abrigo de Fial e pouco depois o Alto do Corisco (1263 metros). Aqui encontramos diversas cabeças de gado em pastagem livre. O trilho prossegue ora por caminho de pé posto, ora a corta mato até ao Colado da Porta, Fonte de Rebordelo e Curral da Travanquinha. No curral encontramos diversos garranos com as suas crias. Seguindo pelo antigo caminho que ligava Lindoso a Vilarinho chegamos ao estradão de Peixarrão, a ideia era continuar pelo antigo caminho, mas estava intransitável pelo que seguimos pelo estradão, pouco depois cortamos à esquerda por caminho comum à GR que nos levou à aldeia e Castelo de Lindoso, onde terminamos o trilho na casa do povo à refrescar as gargantas neste dia extremamente quente (temperatura 31ºC)!

ATENÇÃO:
É um trilho DIFÍCIL, onde aproximadamente 10 kms são sempre a subir até ao Alto da Louriça, por terreno bastante sinuoso percorrendo alguns sítios a corta mato, que noutras alturas do ano poderão estar intransitáveis, sendo necessário encontrar alternativa no local.

HISTÓRIA DO CASTELO DE LINDOSO:
Este castelo situa-se na freguesia e lugar de Lindoso no concelho de Ponte da Barca, distrito de Viana do Castelo. Foi erguido na Idade Média, nos princípios do séc.XIII, com a função de vigia defesa e marco de soberania da fronteira. Apesar de não ter estado envolvido em grandes batalhas ou episódios de história militar, é considerado um dos mais importantes monumentos militares portugueses. Este teve particular importância no período de conflitos militares com Castela.
No séc. XVII, altura das Guerras da Restauração acabou por ter uma grande importância devido à sua localização fronteiriça.
Tendo estado sempre relacionado com a defesa da portela da Serra Amarela e o Vale de Cabril, este castelo já aparece referido nas Inquirições de 1258. Mandado restaurar por D. Dinis mais tarde, em 1662, foi ocupado pelos Espanhóis (nas Guerras da Restauração) tendo sido ampliado com uma muralha do tipo Vauban, em forma de estrela pentagonal. O castelo acabou por ser recuperado, pelos portugueses, 2 anos mais tarde. Este monumento de defesa nacional permaneceu ocupado com guarnições militares ao longo do séc.XVIII, até que em 1895 acabou por ser desactivado.
Existe ainda, junto ao castelo, uma eira composta por 50 espigueiros dos séc.XVII e XVIII. Este aglomerado é único no país e tem uma beleza fora do comum. Cada exemplar apoia-se em vários pilares curtos, assentes na rocha com mós ou mesas. Sobre estes, repousa o espigueiro com a cobertura de duas lajes de granito unidas, ornamentado com cruzes protectoras. Estas cruzes, para além do efeito decorativo serviam também para arejar os espigueiros.

5 comentários

  • EduRam 21/jun/2015

    I have followed this trail  View more

    Paisagens diversificadas.
    Exigente fisicamente.
    Mau foi a dificuldade em seguir o track gps.
    Partes não há trilho e a vegetação é extremamente densa.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 21/jun/2015

    Boas EduRam!
    Concordamos perfeitamente, mas também chamamos a ATENÇÃO na descrição do trilho:
    "É um trilho DIFÍCIL, onde aproximadamente 10 kms são sempre a subir até ao Alto da Louriça, por terreno bastante sinuoso percorrendo alguns sítios a corta mato, que noutras alturas do ano poderão estar intransitáveis, sendo necessário encontrar alternativa no local."
    Boas caminhadas!

  • Foto de Omar Ortiz de Lejarazu

    Omar Ortiz de Lejarazu 9/ago/2015

    I have followed this trail  View more

    Resulta cansado subir todo el rato desde el comienzo de la ruta, pero se consigue sin mucha queja. El camino a seguir a veces no está muy claro ya que el entorno ha cambiado y algunos caminos supongo que ya no son lo que eran. Por lo demas, el paisaje super bonito, las vacas mansas y una ruta merecedora de haber sido hecha. La recomiendo.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 10/ago/2015

    Gracias por el comentario Omar Ortiz de Lejarazu
    Es un sendero DURO, donde cerca de 10 kms siempre están subiendo al Alto da Louriça por camino muy revirado, que en otras épocas del año puede ser intransitables, siendo necesario encontrar una alternativa en el sitio.
    Bueno senderismo!

  • Foto de Love mountains

    Love mountains 17/abr/2018

    I have followed this trail  View more

    bom. para nao apanhar vegetaçao basta nao cortar logo a esquerda na descida para o rio da perdiz. quando virem um curral ( do rio da perdiz é que começam a cortar)

You can or this trail