Horas  5 horas 5 minutos

Coordenadas 1218

Uploaded 14 de Janeiro de 2019

Recorded Janeiro 2019

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
884 m
822 m
0
3,2
6,5
12,95 km

Visualizado 306 vezes, baixado 11 vezes

próximo a Requiás, Galicia (España)

Percurso circular, pelas margens da albufeira do rio Salas, que permite visitar diversos monumentos megalíticos - imenso tesouro arqueológico , que o vale deste rio alberga. Junto ao embalse de betão, além da anta da Casolo do Foxo, estão os vestígios de um fojo do lobo - do tipo Fojo da Cabrita, diferente dos fojos de paredes convergentes. Este local, tem ainda a particularidade de se poder apreciar os cotos da fronteira luso - galaica, com destaque para o coto das Gralleiras. Todos os monumentos megalíticos estão identificados, com paineis onde se faz uma breve descrição. O itinerário que seguimos, foje nalguns troços, ao percurso marcado. Como a cota da barragem, estava a un nível muito baixo, aproveitamos a oportunidade para caminhar junto ao espelho de água. Não há grande diferença de cota neste trilho, pelo que apresenta um grau de dificuldade muito acessível, do meu ponto de vista.
Partimos do parque de merendas, que fica perto da ponte de Requiás, contornando as margens da albufeira, até à passagem dos regatos do Couseliño e da Ponte Nova, que desaguam a metros um do outro. Depois de os atravessarmos, subimos ao estradão, que nos leva ao embalse de betão, onde muito perto estão a Casola do Fojo ( anta ou dolmen) e o Fojo ( Foxo) do Lobo. Depois de atravessado a "barragem" do lado esquerdo está a anta da Casiña da Moura. Abandonamos a estrada alcatroada para atravessarmos os campos de cultivo, que deveriam estar submersos pelas águas da albufeira, não fosse a situação de seca prolongada. Progredindo sempre fomos emcontrar a primeira mamôa ( Mamoa M1 dfo Outeiro de Covaladre) e em seguida para a mamoa M5, mas este território alberga mais de uma dezena, estando apenas estas duas, escavadas. Atingida a ponte de Requiás, acede-se ao ponto de partida por estrada ou atravessando as poldras de mais um regato que desagua na albufeira.

Cartografia - Folhas 18 ( pitões das Júnias) e 19 ( Tourém ) do IGE - escala 1/ 25.000.

Pontos com interesse:
Casiña da Moura - Dolmen ou anta. Este túmulo funerário foi descoberto no início do séc. XX e está datado entre os 3.OOO - 2.500 a.C. Tem a particularidade de ser um dolmen de corredor, foi retirado do seu local e transportada para onde se encontra aquando da construção da barragem. O polígono é delimitado por 7 esteios.
Casola do Foxo - Anta de planta poligonal formada por 7 esteios- 4.000 a.C.
Fojo ( Foxo) do Lobo - data da alta idade média. É do tipo - Fojo da Cabrita, como os há também nas serras do Gerês e Soajo.
Mamoas M1 e M5 do Outeiro de Covalarde - Muito perto um do outro. As mamoas não eram mais do que o conjunto - cobertura de terra que protegia o domen , mais a anta.
Parque de diversões
vista para o coto das Gralleiras
linha de água
Regato do Couseliño
Regato da Ponte Nova
Anta da Casola do Foxo
Tipo - Fojo da Cabrita
anta de corredor - Casa da Moura
Campos agrícolas - à cota normal, estão submersos
Mamoa escavada com o dolmen imcompleto
Mamoa escavada sem a lage do teto.
poldras - pedras soltas para passagem do regato

2 comentários

  • Foto de Makca

    Makca 15/jan/2019

    Um percurso muito bonito e acessível! Este já ninguém nos tira ;) :)

  • Foto de Janofer

    Janofer 17/fev/2019

    I have followed this trail  verificado  View more

    Lo pasamos genial, un día perfecto, el entorno fantástico, se echa de menos una sombra en un día soleado como tuvimos. Los dólmenes son una sorpresa que no te esperas en esa zona.

You can or this trail