Hora  4 horas 40 minutos

Coordenadas 1075

Enviada em 20 de Setembro de 2018

Registrada em Setembro 2018

-
-
2.354 m
1.542 m
0
0,9
1,9
3,77 km

Visualizado 539 vezes, baixado 23 vezes

perto de Frades, Rio de Janeiro (Brazil)

O PARQUE

O Parque Estadual dos Três Picos (PETP) localiza-se na Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro, no Brasil. O seu nome evoca os Três Picos de Friburgo, imponente conjunto de montanhas graníticas que, elevando-se a de 2.366 metros acima do nível do mar, e é o ponto culminante de toda a Serra do Mar. No cume da Cabeça de Dragão conseguimos medir cerca de 2.082 metros de altitude.

Com uma área aproximada de 65.113 hectares, é o maior parque estadual do Rio de Janeiro, abrangendo porções dos municípios de Cachoeiras de Macacu, Teresópolis, Nova Friburgo, Silva Jardim, e Guapimirim.


A TRILHA

A trilha para o cume do pico Menor e Médio é considerada de nível pesado e tem aproximadamente 9 quilômetros de caminhada considerando ida e volta, a partir da bifurcação localizada no Vale do Toledo.

Deixamos o carro ao lado da porteira que fica próxima ao refúgio República Três Picos e iniciamos a caminhada pela trilha que começa logo após a porteira principal.

Seguimos por uma trilha bem marcada para logo em seguida passar por um trecho mais aberto até chegar numa porteira que dá acesso a um belo pasto. A trilha continua sempre a frente e bem marcado e em pouco tempo chega-se no Vale do Toledo. No local existem diversas araucárias e as placas indicativas dando orientação para acesso à sede do parque. Desse ponto é possível visualizar uma casinha e os Três Picos a frente.

Seguindo a esquerda do Vale do Toledo, a trilha segue em frente cruzando um curso d’água, uma porteira e outro curso d’água até chegar em uma laje de pedra. Seguir subindo a íngreme laje de pedra, até chegar numa laje para subir via aderência pois não há corda no local. A dica é subir pela esquerda e fixar uma pequena corda (10m) para dar segurança ao grupo (antigamente existia uma corda neste local mas ela foi retirada).

Após uma subida, uma laje, o objetivo é contorna a parede da rocha, na base do Pico Menor, passando por uma pequena gruta e seguindo até uma via ferrata - vergalhões fixos na rocha.

Após a via ferrata, a trilha sobe bem íngrime com diversos lances de escalaminhada. Chega-se numa placa informativa do parque onde será necessário seguir à direita para subir até o cume do Pico Menor.

Após descansarmos no cume do Pico Médio, voltamos e seguimos em frente a bifurcação até a trilha seguindo para um ponto de ancoragem para descermos com o auxílio de corda até a base do Pico Médio. A trilha segue em frente entre arbustos e escalaminhadas até chegarmos no cume do Pico Médio.

No ponto mais alto do Pico Maior temos uma vista incrível para o Vale dos Frades, o Pico Maior do Frade, Branca de Neve, Mulher de Pedra e outros.

DICAS
- Se for seguir para o Pico Médio, leve uma corda de pelo menos 30 metros;
- Abasteça os cantis na cachoeirinha que será transposta ao longo da trilha;
- Verifique as condições climáticas antes de subir; e
- Se for no inverno lembre-se de não ficar muito tempo no cume pois o Sol nesta época do ano se põe cedo.

VOO DE DRONE
- No cume do Pico Menor acabei sacando o drone da mochila e fiz algumas tomadas do visual impressionante de Teresópolis e Nova Friburgo.

(https://www.youtube.com/watch?v=iD22IBAauzA&t=201s)


[FEMERJ] Alertas e Recomendações para o Pico Menor e Médio e Caixa de Fósforo 25/7/2019.

Localizados no Parque Estadual dos Três Picos, a via normal do Pico Menor e Médio e a trilha técnica da Caixa de Fósforo estarão em manutenção a partir do dia 27/07/2019. A FEMERJ está atualizando e divulgando os alertas e recomendações elaborados em parceria com o INEA. Novas recomendações podem ser estabelecidas conforme indiquem os monitoramentos realizados.

>> Recomendações gerais

Não confie em cordas fixas deixadas na parede! Não conte com a presença das cordas fixas para sua subida ou descida da montanha. Nunca abandone cordas fixas nas ancoragens ou em árvores. Qualquer corda fixa será removida. Guia de escalada, ajude na segurança removendo cordas fixas deixadas por outros.
Não se apoie ou pise na vegetação às margens da trilha.
Evite ir a esses picos em dias de chuvas, ou em quando o solo ainda estiver muito encharcado.
Não abra ou use atalhos.
As excursões devem ser formadas por grupos pequenos, de até 8 pessoas.
Não é permitido acampar no cume.

>>Recomendações para o Pico Menor e Médio

A Via Normal do Pico Médio e Menor é uma escalada com lances de até 2º grau.
Como escalada é importante estar atento aos seguintes requisitos:
Ter experiência e conhecimento em técnicas de escalada. Caso não possua experiência, esteja acompanhado de um guia de escalada ou um escalador experiente, observando a proporção de um guia de escalada para cada 3 participantes inexperientes, no máximo.
Estar equipado com material de escalada, como: cadeirinha, corda, mosquetões, fitas, aparelhos de asseguramento e descida, mochila e calçado adequados.
Estar física e psicologicamente preparado para realizar uma atividade de no mínimo 6h, com mais de 900m de desnível, passando por lances técnicos e expostos.

Para ler no site, clique aqui http://www.femerj.org/2019/07/25/alertas-e-recomendacoes-para-o-pico-menor-e-medio-e-caixa-de-fosforo-2/
Waypoint

Carro

Deixamos o carro no último ponto de acesso permitido.
Waypoint

Cume Pico Menor

Waypoint

Cume Pico Médio

Waypoint

Elevador

Via ferrata para seguir até o cume.
Waypoint

Entrada para Trilha

Waypoint

Fixar Corda

Waypoint

Gruta

Waypoint

Mirante01

Waypoint

Mirante02

Waypoint

Mirante03

Waypoint

Mirante04

Waypoint

Pedra Para Subir

Waypoint

Porteira01

Waypoint

Porteira02

Waypoint

Riacho01

Waypoint

Riacho02

Waypoint

Riacho03

Comentários

    Você pode ou esta trilha