Tempo em movimento  uma hora 35 minutos

Horas  6 horas 16 minutos

Coordenadas 1067

Uploaded 6 de Maio de 2018

Recorded Maio 2018

-
-
169 m
6 m
0
1,6
3,1
6,3 km

Visualizado 1194 vezes, baixado 32 vezes

próximo a Praia Brava, Santa Catarina (Brazil)

Trilha do Morro do Rapa (Praia Brava - Lagoinha do Norte) Florianópolis - SC
Trilha realizada no Mutirão de Atividade C.M.A. na trilha do Morro do Rapa

CMA - Caminho da Mata Atlântica
"O Caminho é uma ideia antiga dos entusiastas de trilha no Brasil, que sentem falta de trilhas de mais de mil quilômetros, como existem no exterior", explica Anna Carolina Lobo, coordenadora do Programa Mata Atlântica e Marinho do WWF-Brasil.
O Caminho da Mata Atlântica será a primeira trilha brasileira de grande extensão, começando no Parque Nacional dos Aparados da Serra (RS) e chegando até o Parque Estadual do Desengano (RJ).
A trilha terá um total de mais de três mil quilômetros e ligará o Rio Grande do Sul ao Rio de Janeiro, passando por Santa Catarina, Paraná e São Paulo. O projeto é encabeçado pela sociedade civil, ONGs e governo, incluindo mais de 13 instituições, além de voluntários. O projeto é organizado por uma coordenação geral, comitês regionais e grupos locais.
A ideia é interligar diversas trilhas importantes já existentes, e ao mesmo tempo fortalecer e disseminar iniciativas locais nesses caminhos, como pousadas, campings, restaurantes, atividades de ecoturismo e aspectos históricos e culturais. A trilha cruzará mais de 60 áreas protegidas, incluindo 10 Parques Nacionais e 32 Estaduais, formando um grande corredor e promovendo o ecoturismo, a geração de renda para comunidades locais e a conservação das áreas protegidas.
Irá interligar diversas trilhas importantes já existentes, como a Trilha Transcarioca, os Caminhos da Serra do Mar (Travessia da Serra dos Órgãos), a Volta da Ilhabela, o Caminho do Mar, a Trilha do Continuum (TransPETAR), os caminhos da Conceição e da Graciosa e a Travessia dos Cânions do Sul, entre muitas outras, fortalecendo e disseminando iniciativas locais.
A grande trilha cruzará mais de 60 áreas protegidas, incluindo 10 Parques Nacionais e 32 Estaduais, formando um grande corredor e promovendo o ecoturismo, a geração de renda para comunidades locais e a conservação das áreas protegidas.
O Caminho da Mata Atlântica é uma iniciativa do Borandá, movimento social fomentado pelo WWF-Brasil que conta com muitos parceiros, entre órgãos gestores de Unidades de Conservação, clubes de montanhismo e organizações da sociedade civil.
Em Santa Catarina serão sete trilhas em unidades de conservação, incluindo o Parque Nacional de São Joaquim e o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro.

Mutirão da Trilha Morro do Rapa:
Neste mutirão realizou-se roçagem, limpeza de vegetação rasteira oportunista, limpeza de placas e totens existentes. Também foi realizado reafixação do material já existente de identificação totens e placas quebradas, caídas ou solta.
Facilitação das drenagens dos trechos eroditos e retirada de lixo do trajeto. Foi realizado identificação através de adesivo nas placas existentes que este roteiro também contempla o traçado do CMA Caminhos da Mata Atlântica.
Neste mutirão participou a Federação de Montanhismo e Escalada de Santa Catarina – FEMESC , Associação Catarinense de Escalada e Montanhismo - ACEM, Mariléia Sauer - Bióloga e Educadora Ambiental ,coordenadora do IEATA (Instituto de Estudos Ambientais Trilheiros de Altitude), voluntários e membros do grupo Sem Limites!
O mutirão tambem contou com a orientação e autorização da FLORAM - Fundação Municipal do Meio Ambiente
Participantes: Ricardo Garcia, Oscar Lobo, Adriana Viscardi, Edézio Silva - SL, Johnny Siqueira - SL, Juliana Figueiredo, Carlise Führ - SL, Clarice Altenhofen - SL, Jorge Raul Cassiano, Maria Joara Coral, Cleverson Pohlod, Mariléia Sauer.

Trajeto da Trilha:
Trilha do Morro do Rapa (Praia Brava - Lagoinha do Norte) Florianópolis - SC: A trilha liga a Praia Brava à praia da Lagoinha do Norte, historicamente foi muito utilizada como acesso para os pesqueiros e ligação entre as duas praias. A Ponta do Rapa é o ponto mais ao norte da Ilha de Santa Catarina e está situada entre a Praia da Lagoinha (do Norte) e a Praia Brava. Atualmente vem sendo acessada também para caminhadas, hicking, climbing e para saltos de parapente. É uma trilha de nível fácil-médio, com extensão aproximada de 2,8 km e o tempo aproximado de 1 hora e 30 minutos.
Esta trilha conta com uma magnífica e belissíma mata nativa, e fragmentos da Mata Atlântica, composta de belos mirantes, costões e uma linda vista panorâmica da Praia Brava e Lagoinha.
O inicío da trilha foi realizado pela praia Brava, logo em frente ao Mirante da Brava, passando pela rampa de parapente e de lindos mirantes de onde podemos apreciar a vista das Praias de Jurerê, Ponta das Canas, Brava, Ingleses e Santinho.
Demos continuidade do trajeto até a Praia da Lagoinha do Norte. O retorno se realizou pela estrada até o ponto de início da trilha.

Revitalização:
Esta trilha está bem identificada e foi revitalizada pelo "Programa Roteiros do Ambiente - Trilhas e Caminhos na Ilha de Santa Catarina - PRA", e Instituições parceiras. O programa visa revitalizar um conjunto significativo de trilhas e caminhos do Município de Florianópolis, através de um processo de mapeamento de trajetos, planejamento e implantação de equipamentos padronizados de interpretação, sinalização e segurança, conciliados ao manejo sistemático da vegetação e do solo. A trilha está inserida em área legalmente protegida , neste caso, em uma Área de Preservação Permanente – APP. Destaca-se pelas paisagens de capoeirinhas, capoeiras e de costão rochoso, e uma vasta biodiversidade, a passando por alguns trechos próximos de costões. Dando importância a preservação e conservação da nossa Mata Atlântica.

Orientações:
Lembre-se: NÃO FAÇA FOGUEIRAS: Ao acampar as fogueiras são proibidas em locais ambientalmente protegidos. A atividade enfraquece o solo e representa uma das grandes causas de incêndios florestais.
Ao cozinhar utilize fogareiro, para iluminação use lanterna e para se aquecer, basta ter a roupa adequada ao clima do local que se está visitando.
EVITE ao máximo FUMAR e, se o fizer, sobretudo não descarte suas bitucas no caminho - bituca também é LIXO, apague-as com água e traga junto com o seu lixo.
Lembre-se: em ambientes naturais há riscos de diversos acidentes e a fadiga pode favorecê-los.
NUNCA deixe nenhuma forma de lixo nas trilhas recolha o lixo que encontrar se for possível.

Toda trilha possui seu esforço é importante conhecer seus limites.
A felicidade verdadeira deve ser compartilhada!
Respeite a natureza! Preservemos a beleza natural do mundo.

Comentários

    You can or this trail