Baixar

Distância

25,54 km

Desnível positivo

204 m

Dificuldade técnica

Difícil

Desnível negativo

689 m

Elevação máx

1.064 m

Trailrank

54 4

Elevação min

912 m

Tipo de trilha

Mão Única
  • Foto de Travessia São Jorge-Capela (Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros)
  • Foto de Travessia São Jorge-Capela (Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros)
  • Foto de Travessia São Jorge-Capela (Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros)
  • Foto de Travessia São Jorge-Capela (Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros)
  • Foto de Travessia São Jorge-Capela (Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros)
  • Foto de Travessia São Jorge-Capela (Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros)

Coordenadas

1870

Enviada em

14 de setembro de 2022

Registrada em

setembro 2022
  • Avaliação

     
  • Informações

     
  • Fácil de fazer

     
  • Paisagem

     

Navegação Outdoor

Oriente-se ao longo de milhões de trilhas ao ar livre a partir de seu smartphone. Mesmo off-line!

Obtenha o Wikiloc Premium Atualização para remover Anúncios
Navegação Outdoor Navegação Outdoor
Compartilhar
-
-
1.064 m
912 m
25,54 km

Visualizado 616 vezes, baixado 30 vezes

perto de São Jorge, Goiás (Brazil)

ATENÇÃO:
- Essa travessia passa em área do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e um ecossistema sensível. A violação às orientações de conduta está sujeita à multa.
- Contribua para a conservação do local ao respeitar a trilha sinalizada.
- A conduta consciente dos visitantes é essencial para que a visitação continue no local.
- O acampamento é permitido apenas nas áreas designadas: Área de Acampamento das Sete Quedas e Área de Acampamento da Boa Sorte.
- Recomenda-se a contratação de condutor(a) de visitantes credenciado(a) no Parque Nacional. Enriqueça sua experiência!
- Ao sair do Parque Nacional, a trilha passa por propriedades privadas antes de chegar à comunidade da Capela. Ao passar por essas propriedades, deixe sempre as porteiras e colchetes fechados. Nesse trecho, também não interaja ou alimente os animais domésticos.
- Assim como São Jorge, a comunidade da Capela abriga imenso patrimônio histórico e cultural. Respeite e valorize a cultura local!
- Atualmente não há restaurantes, hospedagens ou transporte público na comunidade da Capela. Para esses serviços, é imprescindível agendar previamente com os contatos dos prestadores de serviço indicados abaixo

DESCRIÇÃO GERAL:
Localização: Alto Paraíso de Goiás e Cavalcante (GO)
Extensão: 25,7 km (ida)
Tipo: Travessia
Duração: travessia de aproximadamente 9h; ou dois dias com um pernoite (acampamento da Boa sorte ou das Sete Quedas)
Severidade do meio: Moderada
Esforço físico: Difícil
Acessos: Para percorrer a travessia no sentido São Jorge para Capela, o acesso é pelo Centro de Visitantes do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, na vila de São Jorge.
Para percorrer a travessia no sentido Capela para São Jorge, o início é no Povoado da Capela, que fica na estrada que liga os municípios de Colinas do Sul e Cavalcante.
Navegação: Pelo acesso do Centro de Visitantes, os primeiros 15km da trilha percorrem o mesmo traçado da Travessia das Sete Quedas, que está bem estabelecida e sinalizada. Seguir a trilha que leva para os Cânions e Cariocas com as setas vermelhas até a bifurcação sentido Sete Quedas e Cânion I, sinalizada em diante com setas de cor laranja. A bifurcação para a Capela está sinalizada com tabuletas direcionais de madeira. No novo trecho, seguir as orientações das sinalizações rústicas (pegada) do Caminho dos Veadeiros.
No sentido Sul-Norte (São Jorge para Capela) seguir as pegadas amarelas em fundo preto. No sentido Norte-Sul (Capela para São Jorge) seguir as pegadas pretas em fundo amarelo. Tipo de terreno/ambiente: Maior parte da trilha em terreno rochoso, com algumas partes mais arenosas. Alguns trechos há rochas e cascalho solto (risco de acidentes). Maior parte da trilha com alta exposição ao sol. O ambiente é predominantemente de Cerrado Rupestre, com variações de campos e formações florestais.
Melhor época: A melhor época é de junho a outubro. Os meses de novembro a maio correspondem à estação chuvosa e geralmente não é possível atravessar o Rio Preto, portanto o acesso por São Jorge fica temporariamente fechado. Nesse período, será possível acessar a trilha pela entrada da Capela.
É obrigatório efetuar a reserva da área de acampamento caso a opção de entrada seja pela Capela. Além disso, há risco de cabeça d´água nos córregos e cachoeiras. Recomenda-se ter cuidado redobrado durante a estação chuvosa.
Obrigatoriedade de guia: Não. Porém é altamente recomendada a contratação.
Custos: Ingresso PNCV: R$ 40 (visitantes estrangeiros); R$ 20 (visitantes brasileiros); R$ 4 (visitantes do entorno/moradores); isenção de cobrança (guia credenciado).
Agendamento: A reserva de pernoite para as áreas de acampamento depende da disponibilidade de vagas. Recomenda-se planejar e efetuar a reserva e compra de ingressos com antecedência na página da concessionária Sociparques.

DESCRITIVO DA TRILHA (sentido Sul-Norte, de São Jorge para Capela):
PRIMEIRA SEÇÃO (8 km)
A travessia se inicia no Centro de Visitantes do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, onde os visitantes recebem todas as informações sobre a caminhada, em especial a respeito dos riscos envolvidos na atividade e descrição das características da travessia.
Nesta primeira seção da travessia o visitante deve seguir pela mesma trilha que leva para os Cânions e Cariocas com as setas vermelhas até a bifurcação à direita, após 4 km, que leva à Capela, Sete Quedas e Cânion I. A partir desse ponto siga pelas setas de cor laranja. Aproximadamente 1 km depois, há outra bifurcação sinalizada entre a trilha que dá acesso ao Cânion I (400m) e a trilha que segue para a Capela e Sete Quedas.
Outros 3 km a frente, e pouco antes da primeira travessia do Rio Preto, encontra-se a área de acampamento da Boa Sorte, que conta com banheiro seco.

SEGUNDA SEÇÃO (13 km)
Após a área de acampamento da Boa Sorte a trilha cruza o Rio Preto. Atenção na travessia para evitar acidentes! Algumas pedras podem estar escorregadias. Abasteça com no mínimo 2 litros de água por pessoa no rio antes de continuar a caminhada. Durante o período da seca, só há fontes para reabastecimento de água na parte final dessa seção.
Na outra margem do Rio Preto a trilha prossegue por mais 7 km até a bifurcação que separa os percursos das travessias das Sete Quedas e São Jorge - Capela. Há tabuletas nesse ponto indicando as direções e distâncias. Siga à esquerda na bifurcação, observando a partir de agora a sinalização da pegada do Caminhos dos Veadeiros. A trilha seguirá por trecho de campos abertos até iniciar a descida da Serra de Santana, com paisagens espetaculares. Após 5 km o trecho de descida termina e há aproximadamente 1 km em terreno mais plano em área de formação florestal. Muita atenção à sinalização nas árvores nesse trecho. O limite do PNCV encontra-se próximo da cerca com passagem aberta para os caminhantes e onde há placa de sinalização, finalizando este trecho.

TERCEIRA SEÇÃO (4 km)
Da placa de sinalização o visitante deve seguir por estrada de terra com a sinalização do Caminho dos Veadeiros nas árvores e cercas por aproximadamente 2 km, até a travessia do Córrego Fiandeiras, que possui bom volume de água corrente todo o ano e é uma boa oportunidade para refrescar e abastecimento de água. Depois do Córrego há um colchete para atravessar a cerca (mantenha-o fechado!) e 500m de estrada recém aberta (pouco batida) em meio a um pasto antes de chegar à porteira (mantenha fechada!) que dá acesso à estrada municipal que liga os municípios de Cavalcante e Colinas do Sul. Então, siga à esquerda na estrada em direção ao Povoado da Capela por 1,5 km. Atenção que apenas nesse último trecho de 1,5 km a navegação irá seguir a pegada em fundo amarelo, pois esse trecho é sobreposto à trilha de bicicleta do Caminho dos Veadeiros que passa pela estrada.
Ao chegar ao Povoado, adentrando 100m após as primeiras casas, a Capela estará visível no lado esquerdo. Ela é o ponto central do povoado. Nas proximidades existem alguns bares, que oferecem principalmente bebidas. Não há restaurantes, hospedagens ou transporte público no local. Para esses serviços, é imprescindível agendar previamente com os contatos dos prestadores de serviço indicados abaixo.

CONDUTA CONSCIENTE (para uma conduta consciente, por favor sigam essas orientações inspiradas nos princípios do Leave No Trace e/ou o Guia de Conduta Consciente em Ambientes Naturais do ICMBio):
- Planejamento é fundamental. Informe-se sobre as condições climáticas e consulte a previsão do tempo.
- Você é responsável por sua segurança. Tenha certeza que você tem experiência necessária e equipamentos adequados para cada situação. Na dúvida, contrate um guia ou condutor local e enriqueça sua experiência.
- Cuide dos locais por onde passar, das trilhas e dos locais de acampamento.
- Mantenha-se nas trilhas determinadas e não use atalhos.
- Monte acampamento apenas nas áreas designadas. Não faça valetas ao redor das barracas.
- Leve de volta todos os seus resíduos. Dê uma atenção especial aos microrresíduos. Você é responsável por todos eles.
- A trilha não tem instalações sanitárias, exceto no Centro de Visitantes e nas áreas de acampamento. Recomendamos o uso de um "Kit Dejetos" (Shit tube, Dry sack, etc.) para acondicionar as fezes. É uma conduta importantíssima a ser adotada para minimizar o impacto da visitação. A maioria dos solos da região são rasos e impedem que as fezes sejam enterradas adequadamente. Ajude a difundir essa prática e dê o exemplo!
- Tire apenas fotografias, deixe apenas suas pegadas, mate apenas o tempo e leve apenas suas memórias.
- NÃO FAÇA FOGUEIRAS EM NENHUMA HIPÓTESE! Alto risco de incêndio! Para cozinhar utilize fogareiro, para iluminação utilize lanternas, e para se aquecer use equipamentos adequados.
- Não alimente a fauna local. E proteja a sua comida para evitar maiores incidentes.
- É proibido o consumo de bebidas alcoólicas, cigarros e quaisquer outras substâncias ilícitas dentro do Parque.
- É proibido o uso de caixas de som em qualquer volume. Respeite os demais visitantes e seja gentil.
- Lembre-se que depois de você outros também visitarão este local.
- Respeite a cultura e costumes locais.

CHECKLIST BÁSICO (travessia sem pernoite)
- Mochila de ataque (mínimo 10L)
- Calçado fechado para trekking
- Meia de cano longo
- Roupas leves para caminhada
- Boné/chapéu
- Óculos de sol
- Protetor solar
- Bastão de caminhada
- Kit de primeiros socorros
- Lanterna de cabeça com pilhas reserva
- Reservatórios para 3 L de água
- GPS ou Smartphone com App de navegação

CHECKLIST BÁSICO (travessia com pernoite)
- Mochila cargueira para pernoite (mínimo 45L)
- Barraca ou rede
- Saco de dormir
- Isolante
- Roupa de banho
- Fogareiro e kit de cozinha
- Alimentação para os dias e noites
- Papel higiênico e "kit dejetos"

CONTATOS ÚTEIS:
Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros - (62) 34551114 (pnchapadadosveadeiros@icmbio.gov.br)
Sociparques - (62) 996429828 (https://sociparques.com.br)
Polícia - 190
SAMU - 192
Bombeiros - 193
Polícia Militar de Alto Paraíso de Goiás - (62) 98589-7451
Centro de Atendimento ao Turista de Cavalcante - (62) 3494 1507

SERVIÇOS:
Alimentação / Camping - Capela: Adriana (62) 99902-3175 (por encomenda)
Alimentação - Capela: Elza (62) 99678-3318 (por encomenda)
Alimentação / "Bar dos amigos" Capela: Neuza & Dé (62) 99618-7949 (por encomenda)
Transporte - Capela: Joel (62) 99635-4147 (fiat strada, capacidade 3 pessoas)

*Lista de condutores credenciados no PNCV e demais informações sobre o PNCV: https://www.icmbio.gov.br/parnachapadadosveadeiros/guia-do-visitante.html

CAMINHO DOS VEADEIROS:
- A sinalização é fruto do trabalho de voluntários no âmbito do movimento ‘Caminho dos Veadeiros’. Não danifique, remova ou altere a sinalização.
- As informações aqui contidas não são um incentivo a visitas desprogramadas ou despreparadas. Trata-se de rota de Caminhada em ambiente natural, sendo necessário conhecimento das técnicas, equipamentos e riscos envolvidos.
- Ambientes naturais estão sujeitos a mudanças e as informações aqui apresentadas podem se encontrar desatualizadas. Não nos responsabilizamos por eventuais inconsistências ou acidentes decorrentes da prática esportiva.
- O CAMINHO DOS VEADEIROS é uma Trilha de Longo Curso que integra o Caminho dos Goyazes, no âmbito da Rede Brasileira de Trilhas. Para maiores informações acesse www.caminhodosveadeiros.com.br
Waypoint

Centro de Visitantes PNCV

Waypoint

Bifucarcao Cariocas&Canions

Bifucarcao_Cariocas&Canions
Waypoint

Bifurcacao Cariocas

Bifurcacao_Cariocas
Waypoint

Bifurcacao Canion1

Bifurcacao_Canion1
Waypoint

Travessia Rio Preto

Travessia_Rio_Preto
Waypoint

Área de acampamento da Boa Sorte

Waypoint

Bifurcacao Capela

Bifurcacao_Capela
Waypoint

Área de Acampamento das Sete Quedas

Waypoint

Entrada via Capela

Entrada_via_Capela
Waypoint

Bifurcacao Capela Cavalcante

Bifurcacao_Capela_Cavalcante
Waypoint

Povoado da Capela

Povoado_da_Capela

4 comentários

  • Foto de Maíra de Oliveira Valadares

    Maíra de Oliveira Valadares 21 de set. de 2022

    Bom dia, tudo bem? Estou com uma necessidade de esclarecimento. Se eu entendi bem, posso unir a primeira e a segunda seção, percorrendo 21 km no primeiro dia e acampando na área da 7 Quedas, certo? Só não compreendi a distância, pois a área de camping da 7 Quedas tinha distância de 18 km aproximadamente, quando eu fiz da última vez. Eu fiquei em dúvida onde acampar fazendo a travessia em 2 dias.

  • JaymeQ 15 de out. de 2022

    Meu entendimento é:
    Se acampar na área das 7 Quedas, o primeiro dia corresponderá ao primeiro dia da Travessia das 7 Quedas. Aí no segundo dia será necessário retornar cerca de 2 Km para iniciar a segunda sessão da Trav Capela (13Km) e depois fazer a terceira sessão (4Km). Ou Seja, no primeiro dia seriam 17Km até a área das 7 Quedas e no segundo dia 12 Km até Capela. 29 Km no total.
    Se acampar na área Boa Sorte, vão ser 8km no primeiro dia e 17km no segundo dia. 25km no total
    A segunda seção da Capela são 13km, só que 7Km coincidem com a Trav 7 Quedas. Qdo chegar na bifurcação, faltarão 2km para área 7 quedas e 6km para completar a segunda seção da Capela.

  • Foto de Maíra de Oliveira Valadares

    Maíra de Oliveira Valadares 16 de out. de 2022

    Obrigada, Jaime. Entendi perfeitamente

  • Foto de adrianofigueir

    adrianofigueir 24 de out. de 2022

    Eu fiz esta trilha  verificado  Ver mais

    A trilha está ótima, as marcações das botas estão recentes, a trilha não é tão larga e e nem tão limpa quanto as trilhas tradicionais do parque, o que já é esperado devido ao volume de visitantes, mas está muito bem demarcada, se for iniciante, recomendo que vá com um guia ou que no mínimo se tenha muita familiaridade com uso de gps etc.

    Considero o uso do GPS com traklog, mapas offline imprescindível (usei o wikiloc), o uso de bastões de caminhadas é altamente recomendado, trata-se de um desnível de aproximadamente 500m a muitas partes do trajeto são bem íngremes. Leve água suficiente para todo o percurso, existe um ponto de água mais ou menos no meio do caminho entre a Capela e a Bifurcação da 7 quedas, mas não é bom contar com ele, levei 3 litros e bebi quase tudo, estava muito calor. Fui em outubro de 2022 ainda tinha um curso de água suficiente para encher as garrafas, se precisasse, e dar uma refrescada.

    Trilha de nível dificil, não precisa de técnicas de escalada, mas em alguns pontos é necessário ter um bom "faro de trilha" e noções de segurança de como caminhar à beira de ribanceiras etc.

    Eu fiz um bate e volta "Capela - 7 Quedas - Capela" mas recomendo que seja feita em seu trajeto tradicional, "São Jorge - Capela". No meu gps "Capela - 7 Quedas" marcou 13km.

    A vista do vale é maravilhosa, o banho no rio preto, cachoeira da 7 quedas é uma recompensa divina. Vale a pena. Recomendo.

Você pode ou esta trilha