Dificuldade técnica   Moderado

Horas  3 dias 6 horas 29 minutos

Coordenadas 8093

Uploaded 3 de Março de 2017

Recorded Fevereiro 2017

-
-
1.467 m
636 m
0
14
29
57,53 km

Visualizado 1347 vezes, baixado 50 vezes

próximo a Riacho Fundo, Minas Gerais (Brazil)

Travessia pela região originalmente conhecida como Serra do Cipó, segundo o IBGE. Iniciamos a caminhada nos arredores de Lapinha da Serra, local conhecido como pé de manga e finalizamos no povoado dos Inhames. A ideia original era fazer um circuito, retornando a Lapinha pela casa do Sr Álvaro (trilha Fechados x Lapinha), infelizmente fomos impedidos de passar por uma fazenda, sendo que a única opção viável que restou foi descer para os Inhames.

LOGÍSTICA:
Deixamos os carros no povoado de Lapinha da Serra, no terreno do Seu Tarcísio, que nem nos cobrou pelo estacionamento. No restaurante Sempre Viva, próximo às capelinhas, tivemos a indicação do Zé Dias, que poderia nos levar até o pé de manga, que fica a 5km do povoado, ele nos cobrou 10$ por pessoa. Este trecho inicial é de estradão, muito poeirento em virtude do grande movimento de carros na manhã do sábado de Carnaval. Recomendo que faça a pé esta parte em último caso, só se não tiver ninguém para levar de carro ou se gostar muito de caminhar. Também combinamos o resgate no mesmo local com o Zé Dias, mas infelizmente não conseguimos retornar ao pé de manga.
Nos Inhames, o Sr Alberto, que pode ser procurado no bar da Dona Beta, nos transportou até a Lapinha em um caminhão, são cerca de 45km de estradinhas. Ele nos cobrou 40$ por pessoa.
Se não for em veículo próprio ou van, tem como fazer a logística de ônibus. A viação Saritur tem ônibus regulares para Santana do Riacho. A sede do município fica a 13km de Lapinha da Serra. Por lá é preciso combinar uma carona paga até o pé de manga ou o povoado. Fica em torno de 10$ por pessoa.
Nos Inhames tem pelo menos um ônibus diário para Santana do Pirapama, sede do município. Em Pirapama não tenho certeza se tem ônibus direto para BH, mas para Sete Lagoas sim. Chegando a Sete Lagoas tem ônibus de linha para capital. A volta dos Inhames é um pouco mais complexa por ônibus, tente conseguir uma carona até Santana do Riacho e de lá pegar o ônibus direto para BH.

A TRILHA:
1º dia: Lapinha da Serra x Afluente do Rio das Pedras
.
Saímos de BH por volta das 9h no sábado de Carnaval. Chegando em Santana do Riacho ficamos um bom tempo procurando quem poderia nos levar até o pé de manga. Por volta de 12h14 conseguimos o transporte e saímos do povoado. Desembarcamos no pé de manga e começamos a caminhada 12h48. O primeiro dia é praticamente seguindo pela estradinha Transamante, antiga ligação entre Santana do Riacho e Congonhas do Norte. É um caminho de fácil navegação, praticamente impossível de se perder, já que é só seguir uma estradinha em mau estado de conservação.
O trânsito de veículos automotores nesta estrada é restrito aos proprietários da RPPN e aos funcionários da casinha da administração, o Sr. Wilson e a Dona Aparecida.
Embora seja uma estradinha, os desafios do 1º dia ficam por conta dos aclives e declives muito acentuados, os trechos sobre pedras soltas e as muitas erosões pelo caminho. Ponto de água confiável é na casa da administração e nos afluentes do Rio das Pedras. O ataque a Bicame pode ser feito, desde que se inicie a trilha mais cedo, já que são quase 9km de ida e volta. Atualmente não é possível descer de cargueira até a cachoeira. Depois de 8,8km de caminhada, chegamos ao Rio das Pedras, local ótimo para banho. Também há uma área boa de camping próximo a ele, mas preferimos adiantar o caminho em alguns quilômetros e dormir próximo a um afluente do rio, com boa disponibilidade de água e bom espaço para acampar. Após a travessia do rio pela primeira vez, a trilha ganha relevos mais suaves e assim permanece até o ponto onde paramos.

Caminhamos 12,3km neste dia.

2º dia: Afluente Rio das Pedras x Cachoeira Carapinas
.
O segundo dia tem NENHUMA (ZERO) disponibilidade de água pelo caminho. Hidrate-se bem antes de sair do camping e encha as garrafinhas. Como o tempo estava ameno, com pouco Sol, com 1L pra cada conseguimos sobreviver numa boa. A "trilha" nada mais é que continuar seguindo pela Transamante, sentido Extrema. O dia começa com uma longa subida, que começa puxada mas vai ficando mais tranquila com a distância, até encontrar o topo do morro. Note que em pelo menos dois pontos, atalhamos por trilhas de vaca. No topo do morro paramos para um lanche reforçado. O único lugar que ameaçou ter água foi nas ruínas de uma provável ponte, mas a mesma estava parada e não pegamos.
Depois do topo do morro é praticamente só descida, bem acentuada em alguns pontos. Em alguns trechos a caminhada se dá bem próximo da borda oeste do Espinhaço, na região da Serra do Intendente, com amplo visual. No final da primeira parte da descida, a estradinha fica mais fechado, entramos em um trecho de capão de mata e logo aparece um sítio, bem cuidado, mas não havia ninguém por lá. A estradinha alterna subidas e descidas acentuadas, até que chegamos a uma parte mais aberta da estrada. Neste ponto pegamos à esquerda na bifurcação, um atalho para a cachoeira Carapinas, desta forma não era preciso seguir até Extrema e retornar.
A chuva caiu e chegou a apertar, ainda assim seguimos, quase sempre em declive, até a Cachoeira Carapinas. No caminho passamos pela casa da Dona Geralda, mas não havia ninguém por lá. Mesmo com tempo ruim e ameaçando chuva, havia um bocado de gente na cachoeira. Quando o grupo foi embora chegou outro, mesmo sob chuva. Pessoal animado mesmo!
Montamos acampamento na outra margem do córrego, para onde seguiríamos no dia seguinte, local menos inclinado e com o solo menos duro, com algum conforto. A barraca ficou próximo a beira de um barranco.

Tínhamos saído do afluente do Rio das Pedras 8h50 e chegamos ao nosso destino do 2º dia 15h34, depois de caminhar 17,6km.

3º dia: Carapinas x Sr. Álvaro
.
Mais uma vez o dia se inicia com uma longa subida, bem puxada nos trechos finais. Ela termina na região do Campo Quadrado, com amplos visuais. Depois de caminhar por campinas em terreno suave, começa uma pesada descida até o vale dos afluentes do Rio Preto, uma declive realmente puxado. Ao final da descida o relevo torna a ser suave. Próximo a casa da Dona Cacilda há uma rápida subida, depos dela o terreno fica favorável até a chegada ao Rio Preto. Neste trecho passamos por algumas fazendas e a trilha segue sempre bem batida.
Chegamos na altura das cascatas do Rio Preto, local excelente para banho com tempo bom. Saindo das cascatas seguimos sentido sul por uma trilha pouco batida, mas por terreno de fácil navegação. Depois de uma subida moderada o terreno fica mais plano e interceptamos o "trilhão" bem batida que leva a casa do Sr. Álvaro. Em alguns pontos da trilha é possível visualizar a igrejinha no alto de um morrote, depois temos o visual do rancho. No fundo do vale atravessamos o córrego Cachoeira e seguimos para a casa, onde acampamos.

Neste dia saímos do acampamento 8h51 e chegamos ao Sr Álvaro 16h25, após caminhar 18,3km.

4º dia: Sr Álvaro x Inhames
.
Começamos o dia em direção ao Soberbo, pela trilha batida Fechados x Lapinha. Depois de 6,5km de caminhada chegamos a fazenda do Dante, que impediu nossa passagem e tentou nos intimidar com um cão e uma arma. A única opção que tivemos foi retornar ao Sr. Álvaro e descer para os Inhames.

Depois de andar 13km, retornamos ao rancho e fizemos um lanche reforçado enquanto esperávamos um dilúvio passar. As 15h20 deixamos a casa em direção aos Inhames. Depois de umas explorações no local, seguimos em direção a igrejinha e continuamos por uma trilha bem batida. Como estava chovendo com força e havia muita água no trilho, acabamos fazendo um desvio, retornando a trilha mais batida adiante. Depois de cruzar um córrego a trilha vai em direção a serra e começa uma subida bem puxada. No fim do aclive o terreno fica plano por pouco tempo e logo começa uma descida muito puxada até os Inhames. São cerca de 600 metros de desnível em menos de 5km de caminhada. Descida exigente para os joelhos.
Ao final da descida, continuamos a caminhada por uma estradinha em condições precárias e, depois, por umas estradinhas de fazenda. Chegamos a fazenda da Cachoeira dos Inhames, mas não havia ninguém por lá. Continuamos a caminhada até o povoado, onde chegamos 19h18. Conseguimos abrigo na Dona Beta, que tem alguns quartos pra alugar.

O trajeto entre o Sr. Álvaro e os Inhames tem 10,3km. Neste dia caminhamos cerca de 24km.

CONSIDERAÇÕES:
- Trilha de nível moderado para experientes em trekking, tem subidas e descidas bem acentuadas, que exigem muito condicionamento e bons joelhos. Para pessoas inexperientes, este trekking pode ser muito desgastante;

- A única rota de fuga é Extrema, um pequeno povoado de Congonhas do Norte, no final do 2º dia ou início do 3º. No 1º dia e início do 2º tem a possibilidade de volta para a Lapinha;

- Para quem pensa em fechar o circuito e retornar andando até a Lapinha da Serra, uma das opções é descer até os Inhames, seguir 1.700 metros pela estrada, sentido Santana do Riacho, e pegar uma trilha que sobe a serra, próximo a cachoeira do Quartel;

- Rota com boa disponibilidade de água pelo caminho, uma garrafa para cada pessoa bastou;

- Bons pontos de acampamento no caminho;

- Fácil navegação, com trilha batida em grande parte do percurso, somente curtos trechos possuem uma trilha menos movimentada;

- Não há qualquer infraestrutura ao longo do caminho, com exceção da casa da administração da RPPN. Leve comida suficiente para 4 dias de caminhada, mas não perca a mão ao montar a cargueira, para não levar peso excedente;

- Grande parte da caminhada se desenvolve por áreas de campos de altitude e campos rupestres, com amplos visuais para onde se olha.

- No mais, boa pernada! Em caso de dúvida entre em contato!

View more external

  • Foto de Apoio Bicame
  • Foto de Porteira RPPN
  • Foto de Rio das Pedras
  • Foto de Rio das Pedras
  • Foto de Rio das Pedras
  • Foto de Afluente Rio das Pedras
  • Foto de Acampamento 1
  • Foto de Acampamento 1
  • Foto de Atenção! Contornar cerca pelo barranco
  • Foto de Atenção! Contornar cerca pelo barranco
  • Foto de Ruínas da capela
  • Foto de Afluente córrego Cachoeira
  • Foto de Cruzeiro
  • Foto de Água
  • Foto de Fim da pirambeira
  • Foto de Campo Quadrado
  • Foto de Campo Quadrado
  • Foto de Erosão
  • Foto de Rio Preto
  • Foto de Rio Preto
  • Foto de Casa Dona Cacilda
  • Foto de Córrego dos Pilões
  • Foto de Fazenda Pinhões da Serra
  • Foto de Córrego dos Pilões
  • Foto de Esquerda para cachoeira do Rio Preto
  • Foto de Cachoeira do Rio Preto
  • Foto de Cachoeira do Rio Preto
  • Foto de Acampamento 2
  • Foto de Acampamento 2
  • Foto de Pé de Manga
  • Foto de Casa Sr Álvaro / Acampamento 3
  • Foto de Cachoeira Carapinas
  • Foto de Cachoeira Carapinas
  • Foto de Cachoeira Carapinas
  • Foto de Ravina
  • Foto de Esquerda para atalho
  • Foto de Ruínas ponte
  • Foto de Esquerda para atalho
  • Foto de Cruzeiro

Comentários

    You can or this trail