Tempo em movimento  11 horas 20 minutos

Hora  2 dias 5 horas 30 minutos

Coordenadas 3711

Enviada em 18 de Novembro de 2018

Registrada em Novembro 2018

  • Avaliação

     
  • Informações

     
  • Fácil de fazer

     
  • Paisagem

     
-
-
1.442 m
1.003 m
0
12
24
47,36 km

Visualizado 634 vezes, baixado 38 vezes

perto de Riacho Fundo, Minas Gerais (Brazil)

Travessia Lapinha-Tabuleiro ida e volta - indo de carro até Lapinha da Serra
foto

Igreja

Igreja que marca o início da nossa trilha em Lapinha da Serra.
foto

Ponte sobre o rio

Bem no início da trilha, cruzamos uma ponte para chegar à planície do lago.
foto

Entrada da trilha paga

Entrada para a trilha que passa por propriedade privada - preço 25 reais. Optamos ir pelo outro caminho que é grátis.
foto

Início da trilha

Início da trilha grátis. Um caminho entre árvores, que passa por três porteiras.
foto

Bifurcação

Após a terceira porteira, seguimos à esquerda para andar próximo a montanha.
foto

Foto

Seguindo próximo a montanha o terreno fica cheio de pedras.
foto

Foto

Trilha que leva à borda da montanha.
foto

Foto

Início da subida.
foto

Foto

Mais subida.
foto

Capelinha de uma-pessoa-só

Mais a frente chegamos a essa capelinha. Logo a frente, deve-se pegar o caminho da esquerda, em pior estado em vez do da direita em melhor estado. E seguir subindo no sentido contrário que estava vindo.
foto

Foto

Já com chuva, nesse trecho optamos por seguir à esquerda mais a frente, subindo por um caminho mais difícil.
foto

Foto

Caminho difícil, subindo a encosta.
foto

Foto

Já do outro lado da montanha, encontramos um vale, onde paramos para descansar.
foto

Foto

A trilha segue pelo vale em direção a um pequeno morro.
foto

Foto

Passamos ao lado do curral de pedras para seguir pelo vale.
foto

Foto

Subimos o morro para dar sequência à trilha.
foto

Porteira

Encontra-se uma porteira logo depois de sair do primeiro vale.
foto

Trilha pelo pasto

Seguimos por um pasto com alguns bois.
foto

Foto

Segue-se por esse relevo e encontra-se uma casa abandonada com um curral.
foto

Porteira

Passamos por essa porteira, indicando a distância restante até os próximos acampamentos.
foto

Trilha pela mata

Entre as vegetações que cruzamos, tem uma mata com um pequeno riacho para atravessar.
foto

Prainha

Em um dado momento, chega-se à prainha. Aqui você pode curtir um pouco a água e descansar. Alguns locais podem não gostar que você tome banho aqui. Deve-se cruzar o rio mais a frente para dar continuidade.
foto

Campo aberto

Seguimos por um campo aberto em direção ao primeiro camping.
foto

Foto

foto

Primeiro camping à vista

Conseguimos avistar o camping da Dona Ana Benta.
foto

Camping dona Ana Benta

foto

Estrada de terra

Saindo da Dona Ana Benta, segue-se por uma estrada 4x4 até o ponto de apoio do IEF (Instituto Estadual de Florestas).
foto

Foto

foto

Morro de pedras

Subimos outro morro de pedras após o fim da estrada, em direção à casa da Dona Maria e Seu Zé.
foto

Casa seu Zé

Chegamos ao final de nosso primeiro dia, no Camping do seu Zé e dona Maria.
foto

Início da trilha para Tabuleiro de cima

foto

Porteira

foto

Topo do morro

foto

Trilha

Seguimos pela trilha no topo do morro até a descida.
foto

Bom ponto de fotos

foto

Início da descida

foto

Bifurcação Mirante a esquerda, poços a direita

Aqui encontramos uma placa em que temos uma bifurcação. A trilha da esquerda leva ao mirante que vê a queda de perfil (a vista da trilha). À direita, segue-se para os poços de tomar banho e podemos seguir no leito do rio até perto da queda (apenas se estiver com pouco volume da água, nem tente passar dos poços se estiver chovendo).
foto

Primeiro poço

foto

Rio

Como o rio estava muito cheio, ficamos limitados a aproveitar apenas os primeiros poços, não conseguindo ir até a queda.
foto

Ponto final

Aqui foi o mais longe que conseguimos chegar no leito do rio.
foto

Vista do mirante

Indescritível.
foto

Foto

foto

Final da trilha

Fim da trilha, na mesma igreja do início.

3 comentários

  • Foto de rumoamontanha

    rumoamontanha 2/mai/2019

    O cenário da trilha é maravilhoso porém, o início é difícil pela falta de marcação sinalização e principalmente pela atenção a ser vencida, depois que chega na Prainha Tudo fica melhor mais fácil e muito mais prazeroso. O primeiro ponto de descanso seria Ana Benta, mas preferimos seguir adiante e pernoitar no Seli, na sede do sítio do senhor Chico Lages. A noite foi muito agradável com um Bom papo sentados em volta do fogão a lenha, depois de um jantar dos Deuses deito de pelo Ronaldo.

  • Foto de rumoamontanha

    rumoamontanha 2/mai/2019

    Eu fiz esta trilha  verificado  Ver mais

    O cenário da trilha é maravilhoso porém, o início é difícil pela falta de marcação sinalização e principalmente pela atenção a ser vencida, depois que chega na Prainha Tudo fica melhor mais fácil e muito mais prazeroso. O primeiro ponto de descanso seria Ana Benta, mas preferimos seguir adiante e pernoitar no Seli, na sede do sítio do senhor Chico Lages. A noite foi muito agradável com um Bom papo sentados em volta do fogão a lenha, depois de um jantar dos Deuses deito de pelo Ronaldo.

  • caiocamaral 3/jun/2019

    Boa tarde
    Vamos ficar na casa do seu Chico niquinho, seria o mesmo lugar que você ficou? Estamos conversando com o filho dele, o celso

Você pode ou esta trilha