Tempo em movimento  11 horas 20 minutos

Horas  2 dias 5 horas 30 minutos

Coordenadas 3711

Uploaded 18 de Novembro de 2018

Recorded Novembro 2018

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.442 m
1.003 m
0
12
24
47,36 km

Visualizado 193 vezes, baixado 14 vezes

próximo a Riacho Fundo, Minas Gerais (Brazil)

Travessia Lapinha-Tabuleiro ida e volta - indo de carro até Lapinha da Serra
Igreja que marca o início da nossa trilha em Lapinha da Serra.
Bem no início da trilha, cruzamos uma ponte para chegar à planície do lago.
Entrada para a trilha que passa por propriedade privada - preço 25 reais. Optamos ir pelo outro caminho que é grátis.
Início da trilha grátis. Um caminho entre árvores, que passa por três porteiras.
Após a terceira porteira, seguimos à esquerda para andar próximo a montanha.
Seguindo próximo a montanha o terreno fica cheio de pedras.
Trilha que leva à borda da montanha.
Início da subida.
Mais subida.
Mais a frente chegamos a essa capelinha. Logo a frente, deve-se pegar o caminho da esquerda, em pior estado em vez do da direita em melhor estado. E seguir subindo no sentido contrário que estava vindo.
Já com chuva, nesse trecho optamos por seguir à esquerda mais a frente, subindo por um caminho mais difícil.
Caminho difícil, subindo a encosta.
Já do outro lado da montanha, encontramos um vale, onde paramos para descansar.
A trilha segue pelo vale em direção a um pequeno morro.
Passamos ao lado do curral de pedras para seguir pelo vale.
Subimos o morro para dar sequência à trilha.
Encontra-se uma porteira logo depois de sair do primeiro vale.
Seguimos por um pasto com alguns bois.
Segue-se por esse relevo e encontra-se uma casa abandonada com um curral.
Passamos por essa porteira, indicando a distância restante até os próximos acampamentos.
Entre as vegetações que cruzamos, tem uma mata com um pequeno riacho para atravessar.
Em um dado momento, chega-se à prainha. Aqui você pode curtir um pouco a água e descansar. Alguns locais podem não gostar que você tome banho aqui. Deve-se cruzar o rio mais a frente para dar continuidade.
Seguimos por um campo aberto em direção ao primeiro camping.
Conseguimos avistar o camping da Dona Ana Benta.
Saindo da Dona Ana Benta, segue-se por uma estrada 4x4 até o ponto de apoio do IEF (Instituto Estadual de Florestas).
Subimos outro morro de pedras após o fim da estrada, em direção à casa da Dona Maria e Seu Zé.
Chegamos ao final de nosso primeiro dia, no Camping do seu Zé e dona Maria.
Seguimos pela trilha no topo do morro até a descida.
Aqui encontramos uma placa em que temos uma bifurcação. A trilha da esquerda leva ao mirante que vê a queda de perfil (a vista da trilha). À direita, segue-se para os poços de tomar banho e podemos seguir no leito do rio até perto da queda (apenas se estiver com pouco volume da água, nem tente passar dos poços se estiver chovendo).
Como o rio estava muito cheio, ficamos limitados a aproveitar apenas os primeiros poços, não conseguindo ir até a queda.
Aqui foi o mais longe que conseguimos chegar no leito do rio.
Indescritível.
Fim da trilha, na mesma igreja do início.

2 comentários

  • Foto de rumoamontanha

    rumoamontanha 2/mai/2019

    O cenário da trilha é maravilhoso porém, o início é difícil pela falta de marcação sinalização e principalmente pela atenção a ser vencida, depois que chega na Prainha Tudo fica melhor mais fácil e muito mais prazeroso. O primeiro ponto de descanso seria Ana Benta, mas preferimos seguir adiante e pernoitar no Seli, na sede do sítio do senhor Chico Lages. A noite foi muito agradável com um Bom papo sentados em volta do fogão a lenha, depois de um jantar dos Deuses deito de pelo Ronaldo.

  • Foto de rumoamontanha

    rumoamontanha 2/mai/2019

    I have followed this trail  verificado  View more

    O cenário da trilha é maravilhoso porém, o início é difícil pela falta de marcação sinalização e principalmente pela atenção a ser vencida, depois que chega na Prainha Tudo fica melhor mais fácil e muito mais prazeroso. O primeiro ponto de descanso seria Ana Benta, mas preferimos seguir adiante e pernoitar no Seli, na sede do sítio do senhor Chico Lages. A noite foi muito agradável com um Bom papo sentados em volta do fogão a lenha, depois de um jantar dos Deuses deito de pelo Ronaldo.

You can or this trail