Tempo em movimento  9 horas 41 minutos

Hora  13 horas 25 minutos

Coordenadas 7029

Enviada em 15 de Janeiro de 2018

Registrada em Janeiro 2018

-
-
1.401 m
704 m
0
10
20
40,38 km

Visualizado 973 vezes, baixado 34 vezes

perto de Barão de Cocais, Minas Gerais (Brazil)

A Serra do Garimpo está localizada no município de Barão de Cocais e se encontra na porção sul da parcela da Serra do Espinhaço. Trata-se de uma área de transição, apresentando formações de campos rupestres e de altitude em sua parte superior, vegetação característica do serrado, e recortes de mata atlântica ao longo de suas encostas. É um local de rara beleza, que permite bonitos visuais de toda a região que engloba desde a Serra do Curral, a Serra da Piedade e até a Serra do Caraça. É recortada por uma série de antigas trilhas oriundas da criação de gado, que permitem percorrer praticamente toda a extensão das serras.

O Trekking se desenvolve predominantemente no sentido Sul-Norte-Sudeste, formando um V invertido. Parte-se das proximidades de Barão de Cocais, passando pelo bairro Leão XIII, dirigindo-se para Caeté pela estrada de terra. Logo depois, sobe-se uma trilha em aclive em direção ao primeiro cume da Serra do Garimpo (também chamada de Serra da Cambota), o pico do "funil". Já no platô interior predominam pequenos aclives e declives ao longo dos campos. Em sua sua parte final, o pico da bandeira, um dos pontos mais altos da Serra do Garimpo, é contornado e toma-se a direção das imediações do Rio Una (o principal curso d’água que brota no interior da serra do Garimpo e que formará o Complexo das Cachoeiras de Cocais, um dos recantos mais bonitos e singelos de toda aquela região). Aproximando do Complexo, a trilha percorre trechos rodeados de mata atlântica e, novamente, campos rupestres.

Com aproximadamente 40 km de extensão, é um trekking indicado não só para experientes; mas também como oportunidade para primeiras experiências em caminhadas mais longas ou pernoites no estilo natural. Há ainda a possibilidade de encurtar esse Trekking para uma distância aproximada de 25 km (se subirem a estrada de Caeté de carro e descerem até o distrito de Cocais, evitando assim a volta para Barão). Para ver esse trajeto, sugiro seguirem a trilha marcada pelo Chico Trekking, do qual adaptei esta descrição e também o trajeto (https://pt.wikiloc.com/trilhas-trekking/serras-de-cambotas-garimpo-e-complexo-cachoeiras-cocais-18350406). Este trekking pode ser realizado em 1 ou 2 dias. Para realização em 2 dias, o recomendável é acampar no estilo natural nas proximidades do afluente do Ribeirão do Una, cerca de 1h acima do Complexo de Cachoeiras. Além do visual aberto e amplo, outros principais atrativos da rota são as cachoeiras do Complexo de Cocais, que incluem as quedas do Chiado, Lajeado, Leão e da Pedra Pintada.

Importante informar que, nas proximidades de Barão de Cocais e da estradinha de terra que segue para Caeté há a bonita Cachoeira da Cambota. Já pros lados do Distrito de Cocais, nas influências do Rio Una e um pouco abaixo do Complexo de Cachoeiras de Cocais, há o Sítio Arqueológico da Pedra Pintada, um atrativo a mais na região e que pode ser incluído na caminhada (ele contém pinturas rupestres de 8 a 9 mil anos). Há ainda o histórico Distrito de Cocais, que preserva alguns casarões e Igrejas que valem a pena ser visitados. Por lá nasceu e viveu o influente Barão de Cocais, político e militar muito influente durante o período regencial, que inclusive participou da Revolta Liberal de 1842 sob o comando de Teófilo Otoni.

RESUMO:
► Trilhas e Trajeto: Predomina o sentido Sul-Norte-Sudeste. Sombreamento em aproximadamente 15% do trajeto. Trecho inicial por estradinha de terra em bom estado que liga Barão de Cocais a Caeté. A trilha tem início na estrada e sobe até um dos mirantes da Serra do garimpo, próximo ao Pico do Funil. No interior do sistema, há aclives e declives, com trilhas bem marcadas. Há diversas saídas que podem confundir, entretanto, sabendo a direção isto é minimizado, pois é praticamente possível visualizar todo o sistema durante o trajeto. Em sua parte final predominam declives. No Complexo de Cachoeiras recomenda-se muita atenção, pois há degraus e trechos em lajes. Porém em momento algum é necessári
foto

Entrada da trilha

foto

Segunda porteira

foto

H2O

foto

H2O

foto

H2O

foto

H2O

foto

Rio Una

Ande alguns metros e vire à esquerda numa trilha aberta.
foto

Vire à esquerda

foto

Entrada

foto

Portaria

foto

Marco. Vire à esquerda

foto

Siga pela direita

2 comentários

  • Foto de Francisco Chico Trekking

    Francisco Chico Trekking 30/jan/2018

    Obrigado por compartilhar sua experiência.
    É de grande valia. Um abraço, inté!

  • Foto de Rafael Tcheba

    Rafael Tcheba 7/ago/2018

    Por nada, Chico. Obrigado pela base de sua track. Foi muito útil!

    Assim que registrar os outros trekkings da serra eu posto aqui!

Você pode ou esta trilha