Tempo em movimento  6 horas 21 minutos

Horas  10 horas 30 minutos

Coordenadas 5121

Uploaded 23 de Fevereiro de 2019

Recorded Fevereiro 2019

-
-
817 m
28 m
0
7,4
15
29,42 km

Visualizado 16 vezes, baixado 3 vezes

próximo a Santa Cruz, São Paulo (Brazil)

Travessia realizada pela estrada de manutenção inteira, com foco em todas as cachoeiras, inclusive uma que não havia relato.
Obra de arte executada pelo grande artista plástico Antonio Luiz Gagni, o mural foi inaugurado em 28 de junho de 1976, data oficial da inauguração da rodovia dos Imigrantes. Gagni foi um renomado muralista em azulejos cujas obras podem sem vistas por vários cantos do Brasil e em várias cidades paulistas, como Itu. O mural da Imigrantes foi solicitado ao artista pela Dersa durante as obras de construção da rodovia. E segue a mesma ideia que foi executada nos murais de azulejos que estão no antigo Caminho do Mar e na Calçada do Lorena. Entretanto, enquanto as demais são bons exemplos de preservação, este mural instalado na rodovia dos Imigrantes está jogado à própria sorte. As três bocas de leão que alimentam o pequeno chafariz há muitos anos estão secas. A pintura está suja e com algumas pichações espalhadas. Dos azulejos que compõem o mural, muitos deles ou já se soltaram e quebraram ou perderam a cor completamente, devido os vários anos expostos ao sol sem qualquer manutenção. No mural, Gagni exortou os imigrantes europeus desbravando a serra paulista rumo ao planalto. Foi uma forma bastante feliz de representar com a arte o que o significado do nome da rodovia. Entretanto, estar diante de uma obra artística tão grandiosa e tão desprezada pelas autoridades causa um grande desconforto aos raros viajantes que ali param para observá-la. Por muito tempo a obra foi conhecida como “Mural do Rancho da Pamonha” em alusão ao famoso estabelecimento que ficava bem ao lado do painel. Entretanto, já faz mais ou menos uma década que o rancho fechou e desde então a pouca atenção que o monumento recebia mudou para nenhuma. Será que veremos alguma atitude da DERSA, Governo do Estado de São Paulo ou mesmo da prefeitura de São Bernardo do Campo para preservar o mural de Gagni, ou teremos de conviver com mais uma obra de arte desprezada e esquecida ? Sem preservação alguma, é questão de tempo para os azulejos se soltarem e caírem ou mesmo a pintura desaparecer com o sol. É simplesmente, lamentável a situação de grande parte de nossos monumentos públicos.
Descida feita com ajuda de corda, 20 metros foram pouco, mas conseguimos chegar até a base da queda.
Lado esquerdo
Lado direito
Lado direito
Lado direito

Comentários

    You can or this trail