Hora  8 horas 24 minutos

Coordenadas 1872

Enviada em 17 de Outubro de 2016

Registrada em Outubro 2016

  • Avaliação

     
  • Informações

     
  • Fácil de fazer

     
  • Paisagem

     
-
-
1.720 m
858 m
0
4,1
8,2
16,45 km

Visualizado 1740 vezes, baixado 110 vezes

perto de Vargem, São Paulo (Brazil)

Ponto de começo é um Restaurante do Posto BR que fica logo depois de divisa com SP e MG. Termino é onde começa a Trilha do Pinheirinho junto com reservatório da água. Deixamos carro no posto e retorno arrumamos um carro para levar os motoristas pegar os carros. Foi por R$30,00.
Waypoint

Pedra Altar - Mirante p Pedra 5 Dedos

Waypoint

Rampa Vôo Livre Norte

Pampa Vôo Livre Norte
Interseção

Cruzamento - Reto p Trilha Pinheirinho

Cruzamento - Reto p Trilha Pinheirinho
Waypoint

Torres do Embratel

Torres do Embratel
Fonte

2o. Corrego - Ponto água bom

2o. Corrego - Ponto água bom
Interseção

Bif Direita p Pedra Sapo

Waypoint

Pedra do Sapo

Pedra do Sapo
Fonte

Ponto água c Rocha Grande

Ponto água c Rocha Grande
Fonte

Bicão da Água

Bicão da Água
Waypoint

Fim Trilha - Reservatório Água

Foto

Mirante da Laje

Mirante da Laje
Fonte

Ponto Água - Corrego pequena

Ponto Água - Corrego pequena
Interseção

Direita p Cume - Esquerda P. Flor

Pico

Pedra Cume

Pedra Cume
Fonte

Ponto água pequeno

Foto

Pedra da Flôr

Interseção

Bif. Direita p Pedra Cabrito

Interseção

Bif Direita p Sitio Agua Branca

Waypoint

Casas abandonadas

Casas abandonadas
Waypoint

Rocha grande

Interseção

Bif Direita p Cachu

Queda d'água

Cachoeira

Cachoeira P12024
Estacionamento

Resaurante do Posto BR

Pico

Cume verdadeiro

Cume verdadeiro
Foto

Cume Pedra Cabrito

Cume Pedra Cabrito

10 comentários

  • allanblopes 4/mai/2017

    Olá, tentei copiar seu trajeto porem o começo da trilha estava muito fechado e com muitas aranhas pelo caminho. Deixando o ritmo muito lento, acabei desistindo. Quando você fez estava desse jeito tambem? Abraços.

  • Foto de myung lee

    myung lee 5/mai/2017

    Olá Allan. Quando nós fomos também tive bem fechada. Por causado do roubo dos carros estacionados na casa parece ninguém frequenta mas só no começo da trilha depois fica aberto.

  • Foto de mex_abrusio

    mex_abrusio 11/jun/2018

    Eu fiz esta trilha  verificado  Ver mais

    A trilha tem uma entrada bem fácil, mas fica um pouco difícil de segui-la nos primeiros 30 minutos... Mas depois a trilha fica mais fácil de seguir mesmo com a mata fechada pela pouca frequência. Em alguns momentos existem bifurcações, mas não é muito difícil achar qual é a correta pois deixamos várias marcações nas cascas das arvores para os próximos aventureiros. A cachoeira tem um bom fluxo de água e fica quase na metade da trilha, você pode iniciar a trilha com 1L de água e recarregar com mais 1L para conquistar o cume. Lá em cima as coisas ficam bem mais tranquilas e tem um ponto de água pequeno. Tratamos todas as águas com cloro e filtro. Na pedra das flores fizemos um lanche que atraiu uns roedores bem espertos, fiquem atentos com a mochila com comida. No cume não fizemos o conquista da pedra do livro, pois é necessária uma corda de 10m para ter uma segurança básica. Até dava pra ir, mas decidimos não arriscar pois a queda ali é fatal. E alguém deixou a caixa do livro aberta e encharcou o livro... A noite encontramos uns amigos que foram de carro até a torre e voltamos com eles de carona até o posto BR onde deixamos o carro.
    É um passeio tranquilo, apesar da forte subida até o cume, mas saindo as 9h da manhã da tempo de fazer a trilha com bastante tempo para parada, assistir o por-do-sol no final da trilha e voltar pra casa... Eu não arriscaria dormir no local pois é muito perto e fácil acesso de Extrema. Mas existem vários lugares para isso durante todo o plano entre o cume e pedra do altar...

  • Foto de GLAUCO COELHO

    GLAUCO COELHO 19/jun/2019

    Olá ! Obrigado pelo relato.
    Estou pensando em fazer essa trilha e deixar o carro próximo ao começo da trilha. Será que e possível ou arriscado.
    Do posto BR até o início da trilha é muito longe?

  • Foto de mex_abrusio

    mex_abrusio 19/jun/2019

    Oi Glauco! Tudo bem?
    Você pode deixar seu carro no posto, mas terá uma caminhada de pelo menos 3km até a entrada da trilha... Nós optamos por entrar na estrada de terra e desbravar as opções de onde estacionar. Tem muitos lugares abertos, não sei se é realmente seguro, mas arriscamos e deixamos o carro ao lado de uma casa e gratificamos financeiramente os moradores para dar uma olhada no carro... Deu certo... abs

  • Foto de myung lee

    myung lee 20/jun/2019

    Olá mex_abrusio.
    Obrigado pelo informação atualizadas da trilha.
    E Glauco Coelho. Antigamente estacionava onde começa da trilha mas parou de estacionar por alguns arrombamento de carro. Agora não sei como está e se poder facilitaria muito.

  • Foto de GLAUCO COELHO

    GLAUCO COELHO 23/jun/2019

    Obrigado Mex pelas informações! Deixei minha esposa e amiga com as cargueiras no início da trilha e depois deixei o carro em uma rua onde tinha vários carros estacionados. Subimos bem pesados pois acampamos no cume. Apesar de ser uma trilha bem cansativa por causa do peso que levamos, adorei a trilha porque é bem fresca com sombra o caminho inteiro. Realmente o incio está bem fechado com muitas plantas espinhosas e muitas teias de aranha..

  • Foto de GLAUCO COELHO

    GLAUCO COELHO 23/jun/2019

    Myung Lee obrigado pelo tracklog , sem ele não faríamos nunca esse caminho. Já é a 5° vez que acampo no lopo e apenas a 1° vez fomos sem ter cobrança pra acessar a trilha . E cada vez só cobravam mais foi quando comecei a pesquisar outros acessos e achei esse.

  • Foto de mex_abrusio

    mex_abrusio 24/jun/2019

    Essa cobrança realmente é chata! Quanto cobraram na ultima vez?

  • Gabriel Vicino 5/jul/2020

    Eu fiz esta trilha  Ver mais

    Bom dia pessoal,

    Realizei a Travessia do Pico do Lopo, dia 04.07.2020. Possuo uma experiência média em Trekking e achei essa Travessia um pouco desafiadora e uma experiência incrível, em especial para quem a utiliza para Experiência para Trekkings mais difíceis no futuro.

    Sem dúvida a grande dificuldade da trilha encontra-se no início, em especial, do Waypoint (WP) 1 da Bifurcação a direita para o Sítio Água Branca, passando pelo WP 2 da Casa Abandonada até realmente o início da mata que têm a trilha. Essa dificuldade se dá principalmente pelo começo incerto da trilha que passa por propriedades privadas e, em seguida, trilha praticamente fechada com pasto alto e bastante espinho que leva ao início da mata.

    A entrada que escolhemos se dá cruzando uma cerca, na qual há uma placa de perigo, cerca de 50m depois dá bifurcação do WP 1. Logo em seguida, trilha fácil passando na frente das casas abandonadas e aí começa o desafio. O ideal, é seguir sempre paralelo a cerca, muitas vezes é necessário se afastar por pouco tempo desta pela presença de espinhos. A cerca terminará no início da mata.

    Dentro da mata a trilha fica bem clara e não há grandes dificuldades em segui-la, apenas a dificuldade física, uma vez que é nela que se faz toda a subida até a pedra das flores e estávamos com cargueira. Ela irá passar por 2 pontos de abastecimento de água. Sugiro reabastecer. Pernoitamos na Pedra das Flores e lá não há pontos de abastecimento muito próximos (cerca de 15 minutos no sentido Pedra do Cabrito). Quando fomos, havia acontecido um deslizamento, e perto da Pedra das Flores estava um pouco difícil encontrar a trilha principal, relativamente aberta, mas com um pouco de calma não tivemos problema nessa parte, além do esforço físico.

    Pernoitamos na Pedra das Flores.

    No segundo dia da travessia, decidimos não atacar o Pico do Cume, uma vez que preferimos aproveitar o tempo para curtir o local. Em seguida, pegamos a trilha em direção à Pedra do Cabrito. Trilha bem tranquila, sem dificuldades de navegação, praticamente uma reta em meio ao bosque. Nesse ponto, praticamente na metade de toda travessia há um ponto de fuga, que é a pousada do Céu da Mantiqueira. A trilha termina em uma porteira em que se dá para uma estrada de paralelepípedo.

    Na estrada de paralelepípedo começa uma descida que passa pelas pistas de voo, há alguns carros que estão subindo e descendo a serra. A estrada termina em um encruzilhamento. Seguir reto para trilha do Pinheirinho para continuar a travessia. Pouco tempo depois, chegará às torres da Embratel.

    A trilha se reinicia logo após à direita da cerca da torre e volta a adentrar a mata. Trilha bem aberta sem grandes dificuldades de navegação. Seguir sempre descendo, até uma bifucarcação, onde a direita existe um bom córrego para captação de água. Almoçamos rapidamente no local. Não atravessar o córrego. Voltar até a bifurcação e continuar na trilha da esquerda.

    Seguir sempre descendo em trilha praticamente aberta, descida íngrime nessa parte. Tomar especial cuidado se estiver molhada. A trilha irá passar por diversos pontos de água a partir da descida. Um bom ponto de água é da Pedra Grande, onde dá para se refrescar tranquilamente.

    No final da trilha, já fora da mata, em pasto baixo, tomar cuidado para ficar na trilha principal, uma vez que há diversas trilhas de moradores perto e é difícil saber qual é a ideal. Acabamos pegando uma secundária nessa parte e terminando em uma área particular. No entanto tivemos ajuda do morador, que nos deixou passar para o final da Travessia na rua. Terminamos uma rua paralela do final correto da trilha.

    Chamamos um motorista que nos retornou ao carro.

    Abraços e bom Trekking!

Você pode ou esta trilha