Horas  9 horas 2 minutos

Coordenadas 1938

Uploaded 12 de Outubro de 2019

Recorded Outubro 2019

-
-
2.628 m
855 m
0
2,7
5,3
10,62 km

Visualizado 135 vezes, baixado 6 vezes

próximo a Cordiñanes, Castilla y León (España)

FOTOS DESTA E DE OUTRAS TRILHAS EM ”CAMINHANTES"

TORRE DE LLAMBRIÓN POR TIRO CALLEJO E ARESTA NORTE

A Torre del Llambrión (2.642 metros) é o segundo cume mais alto dos Picos de Europa e das montanhas da Cantábria que carrega os galões com humildade. O Llambrión não é um cume proeminente, não se destaca nem é um daqueles que se apaixonam à primeira vista pelas suas simetrias ou pelas suas grandes paredes de calcário cinza que são tão abundantes no maciço.

Por outro lado, sua posição estratégica como um excelente ponto de vista dos Picos é indiscutível. Do seu cume, obtém-se magnificas panorâmicas da Peña Santa de Castilla até El Espigüete, passando, é claro, pela silhueta inconfundível do Uriellu (Naranjo de Bulnes) e Torrecerredo.

Além disso, quem deseja uma ascensão com algum desafio e adrenalina, esta é uma boa opção. Tanto no verão quanto no inverno, quer os passos do Tiro Callejo (II) e (III+), quer a crista norte, com passos expostos (III), propõem desafios para os montanheiros mais exigentes.

A via normal para a ascensão do Llambrión sai do refugio de Collado Jermoso, no entanto a via por Tiro Callejo e Crista Norte é uma opção, provavelmente a mais complicada de todas as ascensões à Torre del Llambrión. Essa dificuldade pode ser reduzida se mantivermos a ascensão pelas marcas amarelas, evitando os passos de Tiro Callejo (II e III+) e da Crista Norte (II e III), no entanto essa via também tem um passo muito aéreo, uma passagem razoavelmente inclinada de cerca de quatro a seis metros que não permite falhas. Outra opção para evitar os passos de Tiro Callejo (II e III+) é ascendermos ao Tiro Callejo a partir da Cabaña Verónica e não de Collado Jermoso. Mas, mesmo neste caso, seria necessário percorrer a cordilheira norte da montanha, resultando num percurso mais longo.


Panorâmica desde Torre del Llambrión


DESCRIÇÃO DO TRILHO

Iniciamos a nossa atividade no Refugio do Collado Jermoso, local da pernoita. Desde o Refúgio de Collado Jermoso seguimos pelo caminho das Colladinas por meio quilómetro, onde encontramos um caminho que sobe à esquerda em direção a Hoyo del Llambrión e Tiro Callejo. Seguimos para noroeste, o caminho mariolado e com marcas de tinta amarela leva-nos a um primeiro ressalto fácil que tivemos de trepar.

Um pouco depois do ressalto, o caminho bifurca-se, à esquerda (marcado apenas com mariolas) segue a direção da Torre de La Palanca, o da direita (marcado com tinta amarela) vai para Tiro Callejo e Torre del Lambrión. Seguimos este último, que é o que nos interessa, segue rumo a este, subindo na direção de Hoyo del Llambrión. Quando as marcas de tinta amarela se dirigem para as paredes do Llambrión (à direita), deixamos de segui-las e, mantendo o nosso trilho pelas mariolas, continuamos a nossa subida por uma zona de pedreira desconfortável que nos deixa junto das paredes.

Alcançamos o inicio do Passo de Tiro Callejo. Esta passagem tem duas seções complicadas, começa como um tipo de fissura que sobe para a direita (sul). Um pouco mais acima, torna-se um canal cada vez mais amplo, que, depois de virar à esquerda, vence a divisão. No primeiro, devemos superar a fissura inicial. Esta seção é mais longa e mais exposta que a seguinte, mas também é um pouco mais fácil (II). Logo de seguida aparece a segunda, enormes blocos de pedra. A fissura já se tornou num canal estreito e os blocos de pedra entalhados obstruem a passagem, obrigando a subir cerca de 5 metros ao longo da parede direita (III+), de rocha um tanto polida e com poucas saliências para nos agarrar. A saída é delicada devido à grande quantidade de pedra solta que se acumula no topo dos blocos. O destrepe desta seção pode ser muito complicado caso não se tenha corda para descer em rapel.


Pormenor do Passo de Tiro Callejo: Fissura (II) e Bloco de Pedras (III+)

Nas duas seções, encontramos cordas fixas (em condições melhores ou piores) para ajudar a superá-las. No caso da seção mais complicada, a corda esta ancorada na parede esquerda (na direção da subida), no entanto, o outro lado é o mais fácil para subir e descer. Na descida usamos a nossa corda de 60 metros e fizemos a descida em rapel praticamente até à base da passagem.

Depois de passar o bloco de pedras, continuamos por terrenos irregulares, num canal onde há muito risco de cair pedras quando há alguém à nossa frente. O canal alarga-se progressivamente e sem complicações de maior atingimos o Collado de Tiro Callejo (2580m).

Agora o trilho continua pela Crista Norte do Llambrión. Subimos à crista em ziguezague e, seguimos a crista por alguns metros, quando esta se estreita, flanqueamos pela direita, até à primeira brecha. A seguir, estão os dois passos mais complicados da Crista Norte do Llambrión. O primeiro consiste numa subida não muito difícil (II), mas bastante exposta e um tanto polida na parte inferior. O segundo passo, trata-se de uma descida de uma brecha de cerca de 4 metros (III) através de uma parede, na maior parte lisa e vertical, que oferece apenas agarras descendo ligeiramente à esquerda. É necessário proceder com calma, procurar as agarras, boas e sólidas, embora no final sejam escassas.

Achamos que este passo é mais difícil no regresso, ou seja, na subida, porque a escassez de agarras perto do solo obriga a usar força e determinação para trepar o primeiro metro. Considerando este facto, montamos a corda na ancoragem existente e descemos em rapel, optamos também por deixar a corda para subir no regresso uma vez que já estávamos a poucos metros do cume e não precisaríamos mais da corda e seria indispensável na subida.

Uma vez ultrapassada esta ultima brecha, o cume da Torre del Llambrión (2.642 metros) é alcançado prontamente com vistas espetaculares dos maciços central e ocidental. As panorâmicas de 360º são simplesmente de cortar a respiração: Peña Santa; Torre Santa Maria; Torre del Alba; Torre de Peñalba; Torre Delgado Úbeda; Torre Diego Mella; La Robliza; Cuvicente; Jultayu; Torre de la Palanca; Pico de los Cabrones; Torrecerredo; Torre Bermeja; Torre de Coello; Tiro del Oso; Torre de la Párdida; Picos Arenizas; Pico Urriellu; La Morra; Tesorero; Tiros Navarro; Picos de Santa Ana; Pico Cortés; Peña Vieja; Torre de Salinas; Torre de Olavarria; Torre del Hoyo de Liordes; Torre de Casiano Prado; Torre del Friero e em dias de céu limpo no longínquo horizonte; Curavacas; Coriscão e Espiguete.


Cume da Torre del Llambrión (2642m)

O regresso ao Refúgio Collado Jermoso foi no sentido inverso do mesmo itinerário. Usamos a nossa corda para nos passos mais complicados descer em rapel como já referimos anteriormente. Passamos no refugio para recolher as nossas coisas e refrescar as gargantas com uma caña. Depois iniciamos o regresso a Cordiñanes descendo ao longo do Argayo Congosto, troço ingreme onde por vezes é necessário usar as mãos para descer algumas rochas. Já na parte final atravessa o Argayo Congosto para seguir para o Collado Solano pela Travessia Congosto, na base da encosta da Torre de Llaz e da Torre Jermosa, onde vamos perdendo altitude progressivamente.

Chegamos ao Collado Solano, depois de uma breve pausa, seguimos pela esquerda, por uma ingreme descida em direção à Vega de Asotin (1380m). O caminho continua em direção ao Hayedo de Asotin, e deixando o bosque continuamos por caminho por vezes talhado na rocha até à La Rienda de Asotin, agora começamos a perder rapidamente altitude até alcançar o estacionamento de Cordiñanes, local de termino desta magnifica ascensão à Torre del Llambrión.


FICHA TÉCNICA
Realização: Outubro 2019
Percurso: Collado Jermoso - Hoyo del Llambrión - Tiro Callejo - Torre del Llambrión - Refúgio Collado Jermoso - Argayo Congosto - Collado Solano - Vega de Asotin - Cordiñanes
Distancia: 10,6 km
Duração: 9h01min
Tempo em movimento: 3h53min
Tempo parado: 5h08min
Movimento médio: 2,74kms/h
Acumulado positivo: 874m
Acumulado negativo: 2054m





Se gosta das nossas trilhas adicione a sua avaliação no final da página.
Obrigado pelo seu comentário e avaliação.

Si te gusta nuestras rutas haz tu propia valoración al final de la página.
Gracias por tu comentario y valoración.

If you like our trails, leave your own review at the end of the page.
Thank you for your comment and review.

A equipa Caminhantes
Waypoint

REFUGIO COLLADO JERMOSO

Waypoint

IZQUIERDA (TIRO CALLEJO)

Waypoint

RESSALTO FÁCIL

Waypoint

PASO DE TIRO CALLEJO (II) Y (III+)

Waypoint

TIRO CALLEJO

Waypoint

CRESTA NORTE

Waypoint

BRECHA (III)

Waypoint

TORRE DE LLAMBRIÓN (2642M)

Waypoint

REFUGIO COLLADO JERMOSO

Waypoint

ARGAYO CONGOSTO

Waypoint

TRAVESSIA DE CONGOSTO

Waypoint

COLLADO SOLANO

Waypoint

VEGA DE ASOTIN

Waypoint

HAYEDO DE ASOTIN

Waypoint

LA RIENDA DE ASOTIN

Waypoint

APARCAMENTO DE CORDIÑANES

Comentários

    You can or this trail