Tempo em movimento  3 horas 12 minutos

Horas  3 horas 37 minutos

Coordenadas 2454

Uploaded 13 de Junho de 2018

Recorded Junho 2018

-
-
397 m
114 m
0
3,5
7,0
13,95 km

Visualizado 182 vezes, baixado 11 vezes

próximo a Pero Negro, Lisboa (Portugal)

Partimos de Pero Negro em direcção a Patameira de Cima onde encontrámos o 1º Painer informativo da GR30 - Linha de Torres (https://en.calameo.com/read/000552822f0600a0e37e8). Passamos por Q.ta de A de Guerra onde explorámos as suas ruínas e seguimos em direcção à Serra do Socorro onde encontrámos a Ermida de Nossa Senhora do Socorro e o Posto de Comunicação, ponto mais alto desta serra e local com excelentes panorâmicas sobre as Serras do Socorro e Archeira. De regresso ao ponto inicial passámos por São Sebastião, Marmelal e Ervideira.

De uma maneira geral o percurso é simples e fácil de ser feito, seguindo na sua maioria por estradões. As excepções são na zona do Posto de Comunicação da Serra do Socorro onde a vegetação não estava limpa (o que calculo que não seja regra), aos 10,6 km(+/-) havia muita lama e poças devido aos sistemas de rega e entre os 11,3 e os 11,8 km onde praticamente não havia trilho, sendo necessário seguir por vegetação relativamente alta até se chegar ao estradão, neste troço havia também a necessidade de passar por uma linha de água. Todas estas situações foram assinaladas no percurso com fotos.
Para quem quiser uma aventura maior ;)
"As Linhas de Torres, com os seus 100km de extensão, exigiam um sistema de comunicações célere e eficaz. Foram escolhidos os pontos mais elevados em cada uma das linhas de defesa: na 1.ª Linha foram colocados postes de sinais em Moinho Branco (Alhandra), Forte Grande do Sobral, Serra do Socorro, Forte de S.Vicente e Forte do Grilo. A 1.ª Linha comunicava com a 2.ª Linha através da Serra do Socorro, que emitia as mensagens para o posto instalado no Cabeço de Montachique. Para leste deste ficava o posto da Serra de Serves e para oeste os postos de Sonivel, na Tapada de Mafra e de Ribamar (Ericeira). Do Cabeço de Montachique comunicava-se com Lisboa através do posto de sinais do Monsanto." fonte: http://itinerante.pt/comunicar-nas-linhas-de-torres/ mais info: http://www.cm-tvedras.pt/turismo/visitar/paisagem-protegida/
"O telégrafo era constituído por um poste e uma vara, na qual estavam colocadas cinco roldanas, através das quais passavam as cordas que elevavam balões, com cerca de 50cm de diâmetro e cheios de areia. A combinação dos balões com bandeiras e galhardetes colocados no topo do mastro (para a construção das centenas) e na roldana exterior, junto à vara (para a construção dos milhares), tornava possível formar códigos até ao número 10.000." fonte:http://itinerante.pt/comunicar-nas-linhas-de-torres/
Posto de observação de aves: Cartaxo, Cuco, Estorninho preto, Melro, Pintassilgo, Trigueirão e Peneireiro - vulgar
Associação cultural e recreativa s. Sebastião
A rua anterior também dá acesso ao mesmo destino
Tentativa de evitar a lagoa de lama

Comentários

    You can or this trail