Tempo em movimento  7 horas 53 minutos

Hora  um dia 3 horas 38 minutos

Coordenadas 4223

Enviada em 30 de Setembro de 2018

Registrada em Setembro 2018

-
-
1.263 m
569 m
0
5,8
12
23,18 km

Visualizado 952 vezes, baixado 49 vezes

perto de São Bonifácio, Santa Catarina (Brazil)

[DESCRIÇÃO EM CONSTRUÇÃO]
Serra do Tabuleiro. Via São Bonifácio

Trilha da Serra do Tabuleiro via São Bonifácio

O Parque Estadual do Tabuleiro (P.E. Serra do Tabuleiro) é a maior unidade de conservação de proteção integral do Estado de Santa Catarina, com o objetivo de proteger a rica biodiversidade da região e os mananciais hídricos que abastecem as cidades da Grande Florianópolis e do Sul do Estado.
O Parque Estadual da Serra do Tabuleiro ocupa cerca de 1% do território catarinense. Abrange áreas dos municípios de Florianópolis, Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz, Águas Mornas, São Bonifácio, São Martinho, Imaruí e Paulo Lopes. Fazem parte do Parque as ilhas do Siriú, dos Cardos, do Largo, do Andrade e do Coral, e os arquipélagos das Três Irmãs e Moleques do Sul.
O nome da unidade de conservação é emprestado de uma das serras da área do Parque, que possui um cume de formato tabular, bastante visível da região de Florianópolis: a Serra do Tabuleiro.
Formada por ecossistemas de Floresta Pluvial Atlântica, Matinha Nebular e Campos de Altitude, com direito à admiração das belezas e espinhos de arbustos, bromélias, samambaias e capins cortantes.
No litoral, sob forte influência marítima, são encontradas as formações de restinga e manguezal. A Floresta Ombrófila Densa, riquíssima em plantas epífitas, cobre as serras e ocupa a maior parte da área do Parque. Nas encostas superiores da serra, envolta em neblina formada pela condensação da umidade que chega do mar, aparece a matinha nebular. Nas partes mais altas do Parque se faz presente a Floresta Ombrofila Mista (Floresta com Araucárias) e os campos de altitudes. Cada ecossistema tem sua fauna e flora características, assim como suas espécies dominantes. As ilhas costeiras que fazem parte da unidade também apresentam suas singularidades.
Essencial para a proteção desses ecossistemas e toda sua biodiversidade, o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro também é de extrema importância por outros motivos. Protegidas pela exuberante vegetação da unidade estão as nascentes de rios como o da Vargem do Braço, Cubatão e D’Una. Esses rios fornecem água para grande parte dos domicílios da Grande Florianópolis e do litoral sul do Estado. O Parque atua ainda, devido a suas características de solo, relevo e vegetação, como um importante regulador climático para essas regiões.
As árvores altas gentilmente permitem que a luz dourada do Sol enfeitasse a trilha, descortinando um espetáculo gracioso de efeitos visuais desconcertantes no caminho até o visual do topo, das cadeias de montanhas que abraçam as cidades em sua volta.

São Bonifácio está encravada e isolada entre o vale formado pela Serra do Tabuleiro, a leste, e a Serra da Garganta a oeste. Por estas características geomorfológicas, parece ser uma pérola no meio da Serra do Tabuleiro.

O acesso via São Bonifácio é considerado mais fácil e também mais belo que o caminho via Santo Amaro. Essa trilha se inicia pela região de São Bonifácio  iniciando pela mata e cruza-se um riacho cerca de 15 vezes até chegar em um descampado onde a subida mais pesada começa. Acesso até o acampamento deste dia foi de 8km.

ATENÇÃO: Acesso permitido somente através de autorização do proprietário, combine antes de realizar o acesso já que o inicio da-se por terras particulares.  

Trilha realizada com o grupo: Sem Limites!
(Anderson, Aroldo, Carlise, Clarice, Dayanne, Denise, Dianne, Edezio, Jhônatas Kuhn, Johnny, Karin, Tere, Thiago, Leo Amazonas, Maria, Joara e Jordão).
29-30.09.2018

Orientações:
Lembrem-se: NÃO FAÇA FOGUEIRAS: Ao acampar as fogueiras são proibidas em locais ambientalmente protegidos. A atividade enfraquece o solo e representa uma das grandes causas de incêndios florestais.
Ao cozinhar utilize fogareiro, para iluminação use lanterna e para se aquecer, basta ter a roupa adequada ao clima do local que se está visitando.
EVITE ao máximo FUMAR e, se o fizer, sobretudo não descarte suas bitucas no caminho - bituca também é LIXO, apague-as com água e traga junto com o seu lixo. 
Muita atenção ao horário de retorno (variável de acordo com a estação), leve SEMPRE lanterna e baterias sobressalentes.   
Confira a previsão climática mas mantenha-se preparada para uma mudança repentina do clima.
Para sua segurança mantenha pessoas informadas sobre o seu cronograma antes de sua saída.
Sempre hidrate-se e coma bem: Água e comida são fatores que determinam a nossa existência e na trilha eles são ainda mais importantes. Crie o hábito de beber água pontualmente, mesmo que você ainda não esteja sentindo sede. Aliás, a própria sede já é um sinal de desidratação. A comida também. Alimente-se bem antes de ir e faça o cálculo de calorias e nutrientes necessários e que devem ser consumidos ao longo do dia.
Lembre-se: em ambientes naturais há riscos de diversos acidentes e a fadiga pode favorecê-los, por isso a grande importância de respeitar a si mesmo.
NUNCA deixe nenhuma forma de lixo nas trilhas recolha o lixo que encontrar se for possível.
 
Toda trilha possui seu esforço é importante conhecer seus limites.
A felicidade verdadeira deve ser compartilhada!
Respeite a natureza! Preservemos a beleza natural do mundo.
foto

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio e apiários

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

Rio

foto

Foto. Outro traçado

Rio

Rio

panorama

Panorama

panorama

Panorama

foto

Foto

panorama

Panorama

panorama

Panorama

panorama

Panorama

camping

Acampamento

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Área seca para acampamento

panorama

Pedra do Beijo

foto

Foto

foto

Apiário

9 comentários

  • Foto de Andersonzendron

    Andersonzendron 25/mai/2019

    Trilha fantástica. Lugar muito lindo e muito abastecido de água.

  • Foto de Johnny S

    Johnny S 27/mai/2019

    Sim este lugar é realmente Fantástico.
    Abraços e boas trilhas.

  • Foto de Geo Silva

    Geo Silva 2/out/2019

    Bom dia amigo. Duas dúvidas... Você teria o contato do proprietário do terreno onde inicia a trilha? Ou é só chegar e falar com o pessoal? E sobre a orientação da trilha, como é? Ela é bem demarcada?

  • Foto de Johnny S

    Johnny S 2/out/2019

    Olá Amigo.
    Não tenho o contato dele, acabei perdendo o telefone dele. Como já conheço ele a um bom tempo sempre solicito autorização na hora. O pessoal é bem prestativo e amigável somente solicitar permissão para realizar o acesso.
    E se gosta de uma cachacinha ele produz uma artesanal que é um espetáculo, e vende por um valor super em conta.
    A trilha agora tem demarcações, mas é uma trilha bem batida e você que já tem experiência vai conseguir seguir por ela sem problemas.
    Abraços e boa trilha.

  • Foto de Geo Silva

    Geo Silva 3/out/2019

    Show! Agradeço pelas orientações. Abraços.

  • Foto de Johnny S

    Johnny S 22/abr/2020

    Obrigado Geovane
    Fico a disposição.
    Abraços.

  • Foto de Quiro Adventure

    Quiro Adventure 26/abr/2020

    Olá Johnny! Sabe dizer em que altura da trilha

  • Foto de Quiro Adventure

    Quiro Adventure 26/abr/2020

    Opa, foi sem querer. Quis perguntar se lembras a que ponto da trilha fica a última fonte de água?

  • Foto de Johnny S

    Johnny S 27/abr/2020

    Os 4,5km iniciais de trilha tem bastante água devido aos rios.
    A partir deste ponto começa a rarear um pouco, tem alguns pontos de água que nesse período de seca devem estar sem água. A região do platô é bem difícil encontrar pontos de água.
    Recomendo pegar a água no último rio (5km)
    Abraços e boas trilhas.

Você pode ou esta trilha