Baixar

Distância

11,6 km

Desnível positivo

692 m

Dificuldade técnica

Moderada

Desnível negativo

692 m

Elevação máx

1.238 m

Trailrank

39

Elevação min

616 m

Tipo de trilha

Circular
  • Foto de SERRA DO GEREZ - PÉ DE CABRIL PELA FACE NORTE - CIRCULAR
  • Foto de SERRA DO GEREZ - PÉ DE CABRIL PELA FACE NORTE - CIRCULAR
  • Foto de SERRA DO GEREZ - PÉ DE CABRIL PELA FACE NORTE - CIRCULAR
  • Foto de SERRA DO GEREZ - PÉ DE CABRIL PELA FACE NORTE - CIRCULAR
  • Foto de SERRA DO GEREZ - PÉ DE CABRIL PELA FACE NORTE - CIRCULAR
  • Foto de SERRA DO GEREZ - PÉ DE CABRIL PELA FACE NORTE - CIRCULAR

Hora

6 horas 28 minutos

Coordenadas

1730

Enviada em

27 de maio de 2016

Registrada em

maio 2016
Seja o primeiro a aplaudir
Compartilhar
-
-
1.238 m
616 m
11,6 km

Visualizado 529 vezes, baixado 16 vezes

perto de Campo do Gerez, Braga (Portugal)

Trilho do Pé do Cabril desde o Campo do Gerês, contornado a sua face oeste e norte.
Podemos alcançar o Pé de Cabril de várias formas, mas este trilho é dos mais interessantes. Ao contornar toda a face oeste e norte percorremos uma longa extensão da encosta do maciço, acompanhando uma ampla faixa da albufeira de Vilarinho das Furnas.
O trilho inicia-se por um estradão de terra batida que parte da curva antes da ponte e da Vila do Campo de Gerês
Cerca de 500 metros após, o trilho bifurca-se; o da direita sobe em direção à Casa da Junceda; o da esquerda permite um acesso mais direto ao Pé de Cabril. Seguimos pela esquerda, deixando duas linhas de água ao nosso lado direito.
Mais adiante viramos a norte, iniciando uma longa subida, contornando a Fraga do Suadouro. Ao atingir o primeiro prado, sensivelmente à cota de 1000mts deparamo-nos com nova bifurcação. Pela direita alcançaríamos o Pé de Cabril pela Face Sul. Seguimos pelo caminho da esquerda, pior marcado que o primeiro.
Seguimos então pela longa encosta oeste e norte do Maciço, podendo observar vários vales de grande declive, bem como as Fragas do Sarrilhão e claro, a Albufeira de Vilarinho das Furnas.
Na encosta Norte o caminho cruza-se com outro que vem da Portela de Leonte; a partir daqui aproximamo-nos da imponente elevação granítica e depois de travessar um túnel inicia-se a trepada para o cume. Ultrapassamos alguns passos mais difíceis que obrigam a um cuidado especial com a rocha molhada.
Com ânimo chegamos ao cume: são 1238 metros de altitude. A paisagem é magnifica: albufeira da Caniçada e Vilarinho das Furnas; os inúmeros vales profundos do Gerês; a Serra Amarela e o Borrageiro e toda a serrania envolvente.
O destrepe é feito com cuidado; o caminho de regresso foi feito pela face Sul. O terreno é menos acidentado. Apos um primeiro prado com cabana, viramos à direita. Apos nova descida alcançamos o prado da subida. A partir daqui usamos o mesmo caminho.
Foram 6 horas em contacto íntimo com a magnífica Natureza que o Gerês nos proporciona

Comentários

    Você pode ou esta trilha