Tempo em movimento  3 horas 33 minutos

Horas  4 horas 18 minutos

Coordenadas 2556

Uploaded 9 de Fevereiro de 2020

Recorded Fevereiro 2020

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.075 m
462 m
0
3,6
7,3
14,52 km

Visualizado 48 vezes, baixado 4 vezes

próximo a Carvalhais, Viseu (Portugal)

Retiramos este percurso da prova do Pisão Extreme 15k, realizado no ano de 2019.
Para quem gosta de trilhos de montanha, de pé posto, duros e com paisagens fabulosas devem realizar este percurso.
Com inicio junto ao conhecido Bioparque do Pisão, onde tem inicio também o PR3 de São Pedro do Sul Rota da Carcóda, o caminho começa logo com um local fabuloso, com os seus moinhos e caleiros recuperados, nesta altura com bastante água, este local tem uma beleza extraordinária, a subir lá seguimos nós junto aos moinhos até entrarmos numa subida bem dura por trilho de montanha que nos leva ao estradão florestal, entramos neste caminho mas rapidamente deixamos o estradão, viramos à esquerda e por um trilho de floresta entramos num bosque com bastantes carvalhos, este trilho segue montanha acima, por vezes através de linhas de água e chegamos novamente ao estradão da encosta da Serra que segue para aldeia da Arada.
Agora por alguns metros seguimos neste estradão, mais acima, viramos à direita e entramos no caminho florestal denominado Cimo do Corvo, este caminho, a descer, segue na direção da ribeira, após algumas centenas de metros a descer, deixamos o estradão e viramos à esquerda, através de um trilho de pé posto, trilho que devem ter muita atenção para não escorregarem, este trilho por entre os eucalipto está bem definido e leva-nos até à ribeira, onde termina a descida.
Atravessamos a ribeira e agora entramos na melhor parte do trilho, na minha opinião, subimos em trilho de pé posto uma subida dura, muita dura, com paisagem fabulosa, este trilho leva-nos até bem perto da aldeia da Arada, mas não chegamos a entrar na aldeia, pela sua direita continuamos a subir em direção às eólicas no alto desta Serra da Arada.
Chegamos às eólicas, onde existe também as conhecidas mariolas da Arada, agora no planalto da Serra, seguimos pelo estradão das eólicas, na última eólica, onde se encontra o marco geodésico, seguimos o caminho sempre em frente, este caminho bem definido é sempre a descer, depois deixamos o caminho e entramos à direita através de um trilho com uma descida bastante acentuada e com muita pedra solta, com cuidado lá chegamos ao fundo da Serra onde se encontra o estradão.
Agora o percurso segue pelo estradão sem qualquer dificuldade até chegarmos às marcações do PR3 de SPS, ao encontramos a sinalização do PR e até ao fim é seguir sempre o PR, o percurso deixa o estradão, vira à esquerda e subimos o trilho de pé posto, que faz parte do PR e que nos leva ao lugar da Carcóda, um antigo povoado que de momento está em fase de recuperação.
A partir deste local o percurso entra novamente em estradão e sem mais dificuldades leva-nos até ao Bioparque onde iniciamos este magnifico trilho
De salientar que o percurso é duro, subidas e trilhos de pé posto, apesar de ter apenas 15 km, é um percurso dificil.
No Verão ter atenção que o percurso é muito exposto ao Sol, no Inverno ou em dias de chuva, ter bastante cuidado até porque têm que passar algumas ribeiras e linhas de água que pode ser perigoso.
Quem não conhece aconselho.
foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

foto

Foto

1 comment

You can or this trail