• Foto de Rota dos Laranjais
  • Foto de Rota dos Laranjais
  • Foto de Rota dos Laranjais
  • Foto de Rota dos Laranjais
  • Foto de Rota dos Laranjais
  • Foto de Rota dos Laranjais

Dificuldade técnica   Fácil

Horas  3 horas 3 minutos

Coordenadas 1128

Uploaded 15 de Abril de 2012

Recorded Abril 2012

-
-
480 m
263 m
0
2,3
4,5
9,02 km

Visualizado 1300 vezes, baixado 14 vezes

próximo a Castelões, Viseu (Portugal)

Dia: 15 de Abril de 2012
Local: Castelões, Tondela
Distância: 9 km
Estado do tempo: Nublado
Nível de dificuldade: Fácil
Desníveis: tem uma subida complicada
Subida acumulada: 401 metros
Altitude mínima: 293 metros
Altitude máxima: 542 metros

Inicia-se esta caminhada pelo circuito de manutenção existente no Santuário do Coração de Maria, que conduz a uma visita à povoação de Portela e seguimos o caminho da igreja, em direcção a Costa da Várzea. No Cacharral, segue-se até à povoação de Eiras para conhecer a Fonte Funda e Fonte de Chafurdo, os seus moinhos de água, o Poço Silveira, uma queda de água e o açude. A caminhada prossegue pelo caminho fundo para a localidade de Quintal, cuja toponímia nos reporta à família de Antero de Quental, que com a sua presença deu origem ao nome destas paragens, e onde pode visitar-se a capela de Nª Senhora da Conceição, as casas brasonadas e a Fonte de Stº António. Logo a seguir, subindo o caminho do povo, encontra-se a Quinta da Cruz com uma grande extensão de castanheiros e a sua casa solarenga em ruínas, e um eucalipto centenário com uma dimensão imponente, que a 1,5m do solo apresenta um perímetro de 12m. Ao passar a quinta, até chegar ao Cruzeiro percorre-se o Caminho das Ladaínhas, também percorrido pelos fieis no dia da Festa da Cruzes, que saindo da Igreja Matriz segue em procissão, até Guardão. Esta é uma das celebrações religiosas mais importantes desta zona, que decorre na Quinta-feira de Ascensão, em Maio e na qual participam várias freguesias. Continuando pelos carreiros, pouca é a distância a percorrer até Vila de Rei, aldeia com inúmeros exemplos de casas que conservam a traça tradicional utilizando maioritariamente o granito na sua construção, e onde se pode visitar a capela de Stº António. É ainda possível conhecer uma casa brasonada, o cruzeiro da aldeia, diversas almas. É altura para uma merecida pausa no parque de São Lourenço, preparatória e necessária para em seguida vencer o declive acentuado em direcção à povoação de Figueiral, onde se vê a Capela de S. Simão e as almas, e se pode visitar a Central Eléctrica e o Poço da Grade que é uma belíssima queda de água. Este é também um local privilegiado para observar a paisagem da encosta da Serra do Caramulo que protege e envolve todo o Vale de Besteiros. Depois, ao longo do Rio de Castelões abraçado por pomares de citrinos, segue-se pelo caminho dos moinhos onde, como o nome indica se observam alguns moinhos antigos, agora desactivados aguardando recuperação. Atravessando o rio na Costa, segue-se pelo Rego de Regadio, nome dado pelo povo ao caminho acompanhado, de um lado e em toda a sua extensão, pelas águas de rega dos campos, do outro pelas as águas da Ribeira e pontualmente alguns moinhos. Por fim surge a povoação de Ribeiro onde, além do cruzeiro, da ponte da aldeia e dos fontanários, se pode visitar a Igreja Matriz e percorrer a povoação ao longo dos caminhos que levam ao Santuário do Coração de Maria. O total da distância percorrida é de 7,5km e a zona que poderá ser de algum risco é aquela em que se visitam os laranjais junto ao ribeiro, pelo que, está previsto aplicar-se em longa extensão um corrimão que a torne perfeitamente segura. Pode considerar-se de maior dificuldade o troço desde o Parque de São Lourenço até ao Figueiral, onde se atinge a cota máxima deste percurso, os 460m.


Avaliação:
Foi um percurso muito bom, com paisagens muito bonitas, principalmente junto ao Rio de Castelões

View more external

Comentários

    You can or this trail