Tempo em movimento  4 horas 2 minutos

Horas  7 horas 57 minutos

Coordenadas 2076

Uploaded 6 de Dezembro de 2018

Recorded Dezembro 2018

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
154 m
-11 m
0
2,9
5,7
11,42 km

Visualizado 683 vezes, baixado 39 vezes

próximo a Bombas, Santa Catarina (Brazil)

Bombinhas/SC.
- Praia do Retiro dos Padres
- Praia do Inglês
- Mirante da Praia de Quatro Ilhas e Bombinhas
- Praia de Quatro Ilhas
- Praia de Bombinhas
- Praia do Embrulho
- Prainha
- Praia da Lagoinha
- Praia da Sepultura

Bombinhas chama a atenção pela natureza preservada. Com praias e vegetação de mata Atlântica por quase todos os lados, a cidade tem rígidas regras ambientais que impedem a degradação e garantem paisagens limpas mesmo na temporada, quando recebe cerca de dez vezes sua população fixa, que gira em torno de nove mil habitantes. Para garantir a limpeza e a conservação, é cobrada uma Taxa de Preservação Ambiental dos turistas que chegam motorizados entre os meses de novembro e abril.
É na alta estação que Bombinhas, literalmente, pega fogo, atraindo brasileiros de diversos estados e muitos argentinos que chegam em busca de suas praias - das movimentadas Bombinhas e Bombas às tranquilas Zimbros, Morrinhos e Canto Grande.
O público jovem toma conta de Quatro Ilhas, cenário dos luaus, boas ondas e de onde avista-se as ilhas de Arvoredo, Galés, Deserta e Macuco. O arquipélago, que compõe a Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, é considerado um dos melhores pontos de mergulho do Brasil, com águas transparentes, exuberante vida marinha e naufrágios. Já as famílias marcam presença nas piscinas naturais da praia da Sepultura, enquanto os casais encontram clima de romance em Mariscal.
Diversas trilhas bem conservadas e repletas de bromélias e orquídeas - entre elas a Laelia purpurata, símbolo de Santa Catarina – levam a mirantes naturais como o Morro do Macaco, a 190 metros de altitude e que descortina o mais belo pôr do sol da região; e o Eco 360º, que revela cada recanto da cidadezinha de apenas 36 quilômetros quadrados.

Praia do Retiro dos Padres ou Ingleses: na metade do século XIX, um navio inglês ficou avariado no local. O fato atiçou a curiosidade dos moradores, que acorriam ao local para ver o navio e seus tripulantes, pois nunca haviam visto um inglês autêntico. A partir deste acontecimento, a praia ficou conhecida como Praia dos Ingleses. Em 1967, a praia foi adquirida pelos padres salesianos de Itajaí, onde construíram uma casa de retiro espiritual, razão para o novo batismo da praia. De beleza agreste, quase selvagem, a praia de águas cristalinas é cercada pela Mata Atlântica.

Praia de Quatro Ilhas: é conhecida pelos moradores mais antigos como Praia de Fora, devido sua localização e característica de mar aberto. O nome Quatro Ilhas deve-se às quatro ilhas avistadas desde a praia. Uma delas, a Ilha do Macuco, próxima ao continente. As outras três, Ilha das Galés, Deserta e Arvoredo, são as que compõem a Reserva Biológica Marinha do Arvoredo. A praia também é conhecida pela grande cruz instalada em suas areias. Contam os moradores que dois pescadores, após terem encontrado a cruz na beira do mar, ficaram tão impressionados que resolveram fincá-la no mesmo local onde a acharam. Segundo os moradores e pescadores daquela região, após esse acontecimento realizaram um lance (pesca) de tainhas jamais visto, tal a abundância do pescado. Desde então, todos os anos, no dia 3 de maio, alguns pescadores adornam a cruz com flores e fazem pequenas preces, para que haja sempre a mesma fartura na pesca da tainha. Com o passar do tempo, a cruz de madeira foi se deteriorando, sendo substituída por uma cruz de concreto. A belíssima praia preservada por restinga, possui 1km de extensão. É reduto de jovens que buscam suas boas ondas para a prática do surf.

Bombinhas: É a praia que dá nome a cidade e onde se encontra o maior centro comercial da cidade. Sua faixa de areia é composta por cristais de quartzo, que dão um tom incrivelmente branco, emoldurando o mar calmo e transparente com pequenas ondas, garantindo a alegria das crianças. Os mesmos cristais produzem um som característico sob os pés, semelhantes a estalidos, o que rendeu o nome à praia. Possui 1.227 metros de extensão. Em Bombinhas, estão localizadas as principais escolas e operadoras de mergulho autônomo, com saídas diárias para os costões da península e na parte sul da Ilha do Arvoredo. Uma das grandes atrações da Praia de Bombinhas é a tradicional Corrida de Canoas-de-um-Pau-Só, evento anual, sempre na comemoração do aniversário da cidade, em março, que atrai pescadores de todo o estado, com suas canoas peculiares.

Prainha, Embrulho e Lagoinha: São três praias pequenas localizadas no costão direito da praia de Bombinhas. A Prainha é onde se localiza o trapiche, de onde partem barcos de passeio e barcos das escolas de mergulho. Ao lado do Trapiche, existe uma oficina lítica, denunciando os indícios do povoamento pré-histórico na região. A Praia do Embrulho, ao lado da Prainha, é tranqüila, tem uma bela vista das embarcações e da baía de Bombas. Foi chamada assim por sua característica de praia de tombo, que provocava alguns incidentes, “embrulhando” nativos que descarregavam mercadorias das embarcações por ali, quando ainda não existia o trapiche da Prainha. A Praia da Lagoinha é belíssima para o mergulho de superfície, sua grande quantidade de piscina naturais, entre as grandes pedras à beira-mar, atraem diversas espécies de peixes que podem ser avistadas até mesmo sem entrar na água. Mas é difícil resistir ao mergulho em suas águas transparentes e sem ondas.

A Praia da Sepultura: é uma das mais famosas e procuradas praias de Bombinhas. Simplesmente, paradisíaca. Suas águas transparentes e sem ondas e com muitas animais marinhas, fazem da Sepultura o melhor lugar para praticar as diferentes modalidades de mergulho em Bombinhas. Com aproximadamente 95 metros de extensão de areia, a praia da Sepultura guarda beleza e lendas. Contam os moradores mais antigos que a praia passou a ser chamada assim pela suposta existência da sepultura de um escravo, que teria sido morto após uma briga no local, em 1840.


Trilha realizada no município de Bombinhas/SC.
Iniciamos na Praia do Retiro dos Padres ou Praia do Inglês em direção até o extremo do costão que possui um lugar belíssimo e neste dia fomos privilegiados de visualizar tartarugas nadando bem próxima do costão.
Infelizmente encontramos muito lixo nessa região muito provenientes de pescarias, chegamos encher algumas sacolas de lixo para trazer, muitas latinhas de cerveja.
Retornamos mais por dentro do morro para passar no Mirante da Praia de Quatro Ilhas e Bombinhas, que possui uma bela imagem das praias.
Passamos na Praia de Quatro Ilhas e retornamos pela estrada até a Praia de Bombinhas, dando continuidade passando pela Praia do Embrulho e Prainha que estava bem lotada e com águas claras tranquilas que nos proporciona um espetáculo fenomenal.
A Praia da Lagoinha estava também fascinante sendo muito fácil a visualização de pequenos peixes que circulavam as pessoas na água.
Retornamos pela estrada para acesso a região da Praia da Sepultura, indo primeiramente até o ponto extremo do costão para apreciar a bela vista da costa e com retorno pela costa, que tem alguns pontos com faixas de areais e com rochas que formam quase piscinas naturais belíssimas e neste ponto não resistimos a um banho de mar com toda essa beleza do local.
Neste ponto de retorno desde o costão encontramos infelizmente muito lixo e novamente enchemos algumas sacolas, e pets e latinhas de cerveja continuaram o lixo mais encontrado além de bitucas de cigarros.
Retornando ao ponto de Origem onde deixamos o veículo na Praia do Retiro do Padres, aproveitamos e nos deliciamos com uma excelente Anchova grelhada que recomendamos no Restaurante do Retiro dos Padres de frente para a praia. (Excelente localização, comida boa, ótima estrutura, bom atendimento e preocupação para servir um prato sem glúten solicitado. Recomendamos!).

Trilha realizada em 06 Dezembro 2018 em comemoração ao meu aniversário: Dayanne, Johnny.

Orientações:
Lembre-se: NÃO FAÇA FOGUEIRAS: Ao acampar as fogueiras são proibidas em locais ambientalmente protegidos. A atividade enfraquece o solo e representa uma das grandes causas de incêndios florestais.
Ao cozinhar utilize fogareiro, para iluminação use lanterna e para se aquecer, basta ter a roupa adequada ao clima do local que se está visitando.
EVITE ao máximo FUMAR e, se o fizer, sobretudo não descarte suas bitucas no caminho - bituca também é LIXO, apague-as com água e traga junto com o seu lixo.
Muita atenção ao horário de retorno (variável de acordo com a estação), leve SEMPRE lanterna e baterias sobressalentes. Ao atravessar ou banhar-se em rios tenha consciência que os mesmos podem subir repentinamente. Isso pode gerar situações perigosas, ilhando ou até arrastando as pessoas.
Lembre-se: em ambientes naturais há riscos de diversos acidentes e a fadiga pode favorecê-los.
NUNCA deixe nenhuma forma de lixo nas trilhas recolha o lixo que encontrar se for possível.

Toda trilha possui seu esforço é importante conhecer seus limites.
A felicidade verdadeira deve ser compartilhada!
Respeite a natureza! Preservemos a beleza natural do mundo.
Na metade do século XIX, um navio inglês ficou avariado no local. O fato atiçou a curiosidade dos moradores, que acorriam ao local para ver o navio e seus tripulantes, pois nunca haviam visto um inglês autêntico. A partir deste acontecimento, a praia ficou conhecida como Praia dos Ingleses. Em 1967, a praia foi adquirida pelos padres salesianos de Itajaí, onde construíram uma casa de retiro espiritual, razão para o novo batismo da praia. De beleza agreste, quase selvagem, a praia de águas cristalinas é cercada pela Mata Atlântica.
Belíssima vista da Praia de Quatro Ilhas e Bombinhas.
É conhecida pelos moradores mais antigos como Praia de Fora, devido sua localização e característica de mar aberto. O nome Quatro Ilhas deve-se às quatro ilhas avistadas desde a praia. Uma delas, a Ilha do Macuco, próxima ao continente. As outras três, Ilha das Galés, Deserta e Arvoredo, são as que compõem a Reserva Biológica Marinha do Arvoredo. A praia também é conhecida pela grande cruz instalada em suas areias. Contam os moradores que dois pescadores, após terem encontrado a cruz na beira do mar, ficaram tão impressionados que resolveram fincá-la no mesmo local onde a acharam. Segundo os moradores e pescadores daquela região, após esse acontecimento realizaram um lance (pesca) de tainhas jamais visto, tal a abundância do pescado. Desde então, todos os anos, no dia 3 de maio, alguns pescadores adornam a cruz com flores e fazem pequenas preces, para que haja sempre a mesma fartura na pesca da tainha. Com o passar do tempo, a cruz de madeira foi se deteriorando, sendo substituída por uma cruz de concreto. A belíssima praia preservada por restinga, possui 1km de extensão. É reduto de jovens que buscam suas boas ondas para a prática do surf.
Bombinhas É a praia que dá nome a cidade e onde se encontra o maior centro comercial da cidade. Sua faixa de areia é composta por cristais de quartzo, que dão um tom incrivelmente branco, emoldurando o mar calmo e transparente com pequenas ondas, garantindo a alegria das crianças. Os mesmos cristais produzem um som característico sob os pés, semelhantes a estalidos, o que rendeu o nome à praia. Possui 1.227 metros de extensão. Em Bombinhas, estão localizadas as principais escolas e operadoras de mergulho autônomo, com saídas diárias para os costões da península e na parte sul da Ilha do Arvoredo. Uma das grandes atrações da Praia de Bombinhas é a tradicional Corrida de Canoas-de-um-Pau-Só, evento anual, sempre na comemoração do aniversário da cidade, em março, que atrai pescadores de todo o estado, com suas canoas peculiares.
A Praia do Embrulho, ao lado da Prainha, é tranqüila, tem uma bela vista das embarcações e da baía de Bombas. Foi chamada assim por sua característica de praia de tombo, que provocava alguns incidentes, “embrulhando” nativos que descarregavam mercadorias das embarcações por ali, quando ainda não existia o trapiche da Prainha.
Costão extremo, Trilha da Sepultura
A Praia da Sepultura é uma das mais famosas e procuradas praias de Bombinhas. Simplesmente, paradisíaca. Suas águas transparentes e sem ondas e com muitas animais marinhas, fazem da Sepultura o melhor lugar para praticar as diferentes modalidades de mergulho em Bombinhas. Com aproximadamente 95 metros de extensão de areia, a praia da Sepultura guarda beleza e lendas. Contam os moradores mais antigos que a praia passou a ser chamada assim pela suposta existência da sepultura de um escravo, que teria sido morto após uma briga no local, em 1840.

4 comentários

  • Rat_1969 19/jan/2019

    I have followed this trail  View more

    Ótima descrição do percurso. Dá para seguir sem problemas de navegação e as paisagens são belíssimas, pena o lixo que se encontra na trilha, especialmente na temporada de verão, em que se multiplica por 1000 o número de pessoas fazendo a trilha. Teve locais em que tive que esperar na fila.

  • Foto de Johnny S

    Johnny S 21/jan/2019

    Muito obrigado pela avaliação Rat_1969, seu feedback é importante.
    Realmente o lixo complica bastante e popularização da trilha em época de tempora acaba tornando-se difícil a circulação por ela.
    Abraços e boas trilhas.

  • Foto de fernando garcez

    fernando garcez 12/fev/2019

    Ola. Vou ir este sabado para bombinhas para passar 5 dias. Alguem sabe como eu faço pra colocar essa trilha no maps ou algum app de localizaçao???

    Obrigado.

  • Foto de Johnny S

    Johnny S 12/fev/2019

    Olá. No wikiloc existe algumas opções de download com arquivos diferentes para ser carregado em outros Gps e até mesmo software.
    Devido as vantagens e facilidades recomendo o uso no próprio wikiloc que tem um custo bem acessível a assinatura que te permite baixar a trilha que desejar para seguir.
    Abraços e boas trilhas.

You can or this trail