• Foto de (RE)DESCOBRIR A MADEIRA A CAMINHAR - VEREDA DO AREEIRO E DA ILHA
  • Foto de (RE)DESCOBRIR A MADEIRA A CAMINHAR - VEREDA DO AREEIRO E DA ILHA
  • Foto de (RE)DESCOBRIR A MADEIRA A CAMINHAR - VEREDA DO AREEIRO E DA ILHA
  • Foto de (RE)DESCOBRIR A MADEIRA A CAMINHAR - VEREDA DO AREEIRO E DA ILHA
  • Foto de (RE)DESCOBRIR A MADEIRA A CAMINHAR - VEREDA DO AREEIRO E DA ILHA
  • Foto de (RE)DESCOBRIR A MADEIRA A CAMINHAR - VEREDA DO AREEIRO E DA ILHA

Horas  6 horas 44 minutos

Coordenadas 1701

Uploaded 25 de Maio de 2013

Recorded Maio 2013

-
-
1.870 m
379 m
0
4,7
9,5
18,96 km

Visualizado 2656 vezes, baixado 77 vezes

próximo a Curral das Freiras, Madeira (Portugal)

A primeira parte deste trilho linear (vereda do areeiro) tem a particularidade de ligar os dois picos mais altos da ilha da Madeira, o Pico do Areeiro (1817 m) e o (Pico Ruivo 1861m), percorrendo parte da área do Maciço Montanhoso Central, a segunda parte (vereda da Ilha) caracteriza-se por um desnível de 1376 m devendo ser realizado com calma e apreciando a paisagem.
É um percurso de 19Kms com início no Miradouro do Pico do Areeiro passando pelo Pico Ruivo e fim na freguesia da Ilha.
Para atingir o Pico Ruivo, é contornar o Pico das Torres por uma subida íngreme através de uma escadaria escavada na rocha e posteriormente uma descida. A parte mais difícil deste trilho é a subida final até à Casa de Abrigo do Pico Ruivo.
Ao longo do percurso, são encontradas várias grutas escavadas nos tufos vulcânicos onde o gado se refugiava e que serviam de abrigo aos pastores. Chegando à Casa de Abrigo do Pico Ruivo fim da primeira parte deste percurso, encontra-se a vereda com acesso à ilha, dando assim continuidade à caminhada. Depois de subir ao Pico mais alto da ilha seguindo a vereda do Pico Ruivo, desce até à freguesia da ilha. O trilho atravessa dois tipos de ecossistemas que integram a rede europeia de sítios de importância comunitária - Rede Natura 2000: o maciço montanhoso central e a floresta Laurissilva. O primeiro, desde os picos mais altos até aos 1200m de altitude, caracteriza-se pela vegetação herbácea e arbustiva bem adaptadas às grandes variações de temperatura, fortes chuvadas e ventos intensos. Aqui poderemos encontrar exemplares vegetais centenários de Urze das vassouras (Erica platycodon subsp. maderincola), antigamente muito explorados para a produção de carvão vegetal. À medida que se desce em altitude encontramos uma das florestas indígenas da Madeira – Floresta Laurissilva, localizada na zona de nevoeiros, entre os 1200 e os 400m de altitude. Esta floresta adquire especial importância porque a água dos nevoeiros condensa-se nas folhas das plantas e quando chega ao solo, recarrega as nascentes e as ribeiras. Sem dificuldades chega ao sítio da Ilha, que ascendeu a freguesia em 1989, pertencendo ao Concelho de Santana. Seguindo pela estrada é encontrado um pequeno aglomerado populacional, de nome Achada do Marques, fim do percurso. Aqui seguimos de camioneta, carreira regular para o Funchal (17h) até Poiso (Casa de Abrigo Poiso) onde conseguimos boleia até ao Pico do Areeiro, local onde deixamos o carro.

Comentários

    You can or this trail