Baixar

Distância

11,39 km

Desnível positivo

319 m

Dificuldade técnica

Moderada

Desnível negativo

319 m

Elevação máx

342 m

Trailrank

59

Elevação min

158 m

Tipo de trilha

Circular

Hora

4 horas 59 minutos

Coordenadas

1266

Enviada em

26 de março de 2015

Registrada em

março 2015

Navegação Outdoor

Oriente-se ao longo de milhões de trilhas ao ar livre a partir de seu smartphone. Mesmo off-line!

Obtenha o Wikiloc Premium Atualização para remover Anúncios
Navegação Outdoor Navegação Outdoor
Seja o primeiro a aplaudir
Compartilhar
-
-
342 m
158 m
11,39 km

Visualizado 1827 vezes, baixado 43 vezes

perto de Porcelhe, Viseu (Portugal)

PERCURSO - Circular com aproximadamente 13 km. Tem fim e inicio na Lavandeira - Vila Chã (Arcozelo das Maias) junto à EN 16.

Além da paisagem moldada pelo trabalho de gerações sucessivas, podem, também, ser visitados espaços naturais associados a lendas e historias do passado mais distante.

A Gruta dos Mouros, os lameiros e as escadas antigas utilizadas em tempos como serventia para cultivar os férteis terrenos junto ao rio, são agora colocados à nossa disposição para uma viagem maravilhosa no presente, pelo passado.

As levadas servem-nos de trilho durante grande parte do percurso. Foram estas, nas gerações passadas, essenciais para a sobrevivência do povo local. por elas corria a água que irrigava os campos e lameiros, de onde saía o sustento de todas as famílias.

Sempre com o rio como fundo, ora caminhando na margem, ora afastando-nos para contemplar, ao longe o conjunto paisagístico que se formou, depara mo nos com a imensa beleza deste local.

Descendo à ponte de pedra, troço do antigo caminho do sacramento, passando à pedra má e seguindo o caminho que nos levará até à antiga ponte de pau. No Cadavau, repleto de historias do imaginário das gentes locais podemos descansar um pouco e observar o Poço e a Mina dos Mouros, a Ponte de Pau e alguns moinhos, já no rio Gaia.

Descemos, apenas o suficiente para contemplar a beleza da queda de água, onde se juntam o rio Gaia e a Ribeira das Lavandeiras.
Continuando, pelas levadas do louredo, onde os loureiros predominam, subimos ao Cabeço da Feitiça e a cerca de 100 metros, voltamos a descer ao rio.
Deixando para trás, definitivamente, as margens destes rios dirigi mo nos à Ribeira de Pias e à Ribeira dos Tombos, onde se podem ver as ruínas do antigo lagar de azeite. Após pequena marcha chegamos à povoação de Porcelhe, onde pode ser vista a velhinha Capela de Nossa Senhora do Pilar. Retomando a rota, deixamos para trás o casario de Porcelhe, alcançamos a Aldeia de Vila Chã, e termina assim o nosso percurso chegando de novo à Lavandeira.

FLORA - A vegetação é diversificada, com inúmeras variedades de fetos, de flores silvestres, de arbustos e grande diversidade de árvores. Nas margens do Gaia encontramos com alguma frequência o lodoeiro (esta árvore era deixada crescer o suficiente para dar madeira da qual eram feitas as cangas para as vacas). São, ainda, abundantes os carvalhos, os louros, os choupos, os amieiros, os sabugueiros, os salgueiros e muitas outras espécies ribeirinhas.

FAUNA - Própria das zonas ribeirinhas, poderá encontrar trutas, enguias, lagartos de água, tritões, rouxinois, cotovias, pica-paus vermelhos, mochos galegos, raposas, javalis, gatos-bravos, texugos, entre outros.

Contactos Úteis:

Equipa de Busca e Salvamento: 910 528 112
GNR: 232 761 236
Bombeiros: 232 761 115
Numero Europeu de Socorro: 112
Incêndios: 117

-----------------------------------------------------------------------------------------------------

JOURNEY - Circular approximately 13 km. -Ending and beginning in Lavandeira - Vila Chã (Arcozelo das Maias) with the EN 16.

In addition to the landscape shaped by the work of successive generations, can also be visited natural areas associated with legends and stories of the more distant past.

The Cave of the Moors, the marshes and the old stairs used to time as use for cultivating the fertile land along the river, are now made available to us for a wonderful trip in the present, the past.

The brought us serve rail for much of the route. These were in past generations, essential for the survival of the local people. they ran for the water that irrigated the fields and marshes, where went the livelihood of all families.

Always with the river as background, sometimes walking on the shore, sometimes pushing us to contemplate the distant landscape together which formed faced in hand with the immense beauty of this place.

Down to the stone bridge, the old way of the sacrament of the stretch, going to poor stone and following the path that leads to the old wooden bridge. In Cadavau full of imaginary stories of local people can take a rest and watch the Well and the Mine Moorish, the Pau Bridge and some mills, already in the river Gaia.

We went down, just enough to contemplate the beauty of the waterfall, where they join the river Gaia and Ribeira of Lavandeiras.
Continuing, by taken the Louredo, where the laurels predominate, we went up to the Cabeço Feitiça and about 100 meters, we turn down the river.
Leaving behind definitely the banks of these rivers drove mo in the Ribeira de Pias and the Ribeira of Tombos, where you can see the ruins of ancient olive press. After short march we reached the village of Porcelhe, where can be seen the old lady Chapel of Our Lady of Pilar. Returning to the route, we leave behind the houses of Porcelhe, reached the village Village Tea, and so ends our journey coming back to Lavandeira.

FLORA - The vegetation is diverse, with numerous varieties of ferns, wildflowers, shrubs and great diversity of trees. In Gaia margins found with some frequency the lodoeiro (this tree was left to grow enough to give wood from which the yokes for the cows were made). They are also abundant oaks, laurels, poplars, alders, the sabugueiros, willows and many other riparian species.

FAUNA - Own coastal areas, you can find trout, eels, water lizards, newts, nightingales, larks, red woodpeckers, owls Galician, foxes, wild boars, wild cats, badgers, among others.

Useful Contacts:

Search and Rescue Team: 910 528 112
Police: 232 761 236
Firefighters: 232 761 115
European Relief Number: 112
Fire: 117
Rio

Poça da Falisca

  • Foto de Poça da Falisca
  • Foto de Poça da Falisca
Poça da Falisca
Interseção

Ramal facultativo

  • Foto de Ramal facultativo
Ramal facultativo
Queda d'água

Queda de água

  • Foto de Queda de água
Queda de água
Lago

Silval

  • Foto de Silval
  • Foto de Silval
Silval
Rua sem saída

Fim do ramal do Silval

Queda d'água

Queda de água da ponte

  • Foto de Queda de água da ponte
Queda de água da ponte
Interseção

Ponte de pau

  • Foto de Ponte de pau
Ponte de pau
Ponte

Ponte de pau

  • Foto de Ponte de pau
Ponte de pau
Risco

Poço dos Mouros

  • Foto de Poço dos Mouros
  • Foto de Poço dos Mouros
  • Foto de Poço dos Mouros
Poço dos Mouros
Mina

Mina dos Mouros

  • Foto de Mina dos Mouros
  • Foto de Mina dos Mouros
Mina dos Mouros
Ponte

Ponte

  • Foto de Ponte
  • Foto de Ponte
Ponte
Waypoint

Moinho de Água

  • Foto de Moinho de Água
Moinho de Água
Queda d'água

Queda de água

  • Foto de Queda de água
Queda de água
Foto

Curso de água

  • Foto de Curso de água
  • Foto de Curso de água
Curso de água
Ponto de informação

Cabeço da Feitiça

  • Foto de Cabeço da Feitiça
Cabeço da Feitiça
Waypoint

Geleira

  • Foto de Geleira
Geleira
Queda d'água

Tombos

  • Foto de Tombos
  • Foto de Tombos
  • Foto de Tombos
Tombos
Abrigo de montanha gratuito

ABRIGO

  • Foto de ABRIGO
  • Foto de ABRIGO
ABRIGO
Sítio arqueológico

Ruinas

  • Foto de Ruinas
Ruinas
Lago

1

  • Foto de 1
1
Queda d'água

Água

  • Foto de Água
Água
Queda d'água

Pena quebrada

  • Foto de Pena quebrada
  • Foto de Pena quebrada
Pena quebrada

Comentários

    Você pode ou esta trilha