Horas  2 horas 48 minutos

Coordenadas 502

Uploaded 18 de Janeiro de 2017

Recorded Janeiro 2017

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
179 m
1 m
0
1,4
2,9
5,72 km

Visualizado 2742 vezes, baixado 40 vezes

próximo a Praia Brava, Santa Catarina (Brazil)

Trilha entre Praia Brava e Praia da Lagoinha, que já foi realizada anteriormente, porém sem descida para Ponta do Bota. Está trilha foi feita às 9h30, pois neste horário possui mais sombra e é mais fresca; porém o sol estava forte, como sempre nesta época, e foi realizada novamente para mapeamento de mais duas bifurcações, a primeira para a Ponta do Bota e outra para rochedo na Ponta do Rapa. Começamos esta trilha na Praia Brava, pois o índice de subidas é mais tranquilo, tornando a jornada mais amena. Porém com o avançar do Sol, como sempre temos temperaturas perto dos 30° Celsius, dificultando muito as subidas de volta das trilhas. Então, como comentando tem-se início da trilha na Praia Brava, logo após a descida do mirante em direção à Praia na Rua geral para a Brava, à esquerda tem-se a entrada da trilha, sinalizada com placa, ela tem um trajeto de 2.800 metros caso você não saía do seu percursso. Caminhando-se 900 metros chega-se até a Pista de parapente, um descampado com vista para várias praias do norte da ilha, e após 100 metros a frente temos a descida à direita para a Ponta do Bota, é um caminho com mata mais fechada, com lugares bonitos entre a mata e seu final quase sem trilha. Chega-se próximo a um grande rochedo, com desfiladeiro para o costão, com altura de uns 50 metros, e é chamado de focinho do burro. Nesta parte caminhamos por diversas trilhas e chega-se à esquerda em um rasgo com mata nativa, sendo impossível de atravessar, pois a trilha acaba antes, possui mmuitos espinhos e altura muito grande; pegando-se as trilhas à direita chega-se até o desfiladeiro e ao rochedo "focinho do burro", fotos maravilhosas, porém muita atenção para risco de queda, deve-se ter cuidado e não se aproximar muito do final do barranco, nesta parte muitas plantas com espinhos dificultando o trajeto. Nesta parte caminhou-se por diversas trilhas para fotos e voltou-se novamente para a trilha principal, por onde havíamos descido. A subida é cansativa e deve-se parar algumas vezes para descanso e água. Chegando-se a trilha principal, seguimos à direita em direção a Ponta do Rapa, grande parte deste trajeto é em descida, diminuindo um pouco o cansaço. Antes de chegar a descida principal para a Ponta do Rapa, antes da janela (caverna), tem-se trilha à direita até o Mirante do urubu, um grande rochedo, para belas fotos e mais um descanso. Volta-se novamente para trilha principal e chegamos até uma caverna, que parece uma grande janela, com a descida final até a Ponta do Rapa. Porém, este é um lugar que merece uma grande parada para descanso, e reposição das energias, com uma vista maravilhosa e um ventinho refrescante. Logo após, faz-se a descida normalmente até final da trilha na Rua Cônego Valmor Castro; neste trajeto ainda fizemos mais uma parada sob um grande rochedo, que serve de refúgio. Já na chegada a Rua Cônego Valmor Castro, caminha-se alguns metros à frente e tem-se descida à direita até o costão, com pequena Prainha, ali tomamos um refrescante banho de mar, descansamos, e seguimos novamente pela Rua geral de acesso até a casa que fica antes da Pousada da vigia; ao lado desta casa tem uma entrada à direita, que seguimos até o costão, se você for para à direita, chegará em uma pequena prainha, seguimos à esquerda, rente ao costão, por pequeno caminho até chegar nas areias da Praia da Lagoinha, próximo ao rio. Final da trilha, e nesta época a praia estava cheia de turistas. Finalizando, é só escolher, um banho de mar, ou aproveitar os restaurantes próximos para uma cerveja gelada e saborear os frutos do mar da região.
  • Foto de Começo trilha
Começo trilha
  • Foto de Caminho de pedras
Caminho de pedras na subida da trilha do Churão. Este caminho foi feito por pessoas contratadas por ONGs ligadas ao meio ambiente e a prefeitura de Florianópolis, para melhorias em algumas trilhas da Ilha.
  • Foto de Rampa parapente
  • Foto de Rampa parapente
  • Foto de Rampa parapente
Rampa de parapente e uns pop metros da entrada da trilha na Praia Brava, com vista exuberante de algumas praias do norte da ilha, tais como Praia Brava, Ingleses, Canasvieiras, Jurerê, além de outros pontos do norte de Floripa. Pela manhã incidência grande do Sol, pois este ponto é de frente para o leste. Local para ver o nascer do Sol. Sombra somente no final da tarde. Em períodos de vento propício, é utilizada por escolas de parapente para decolagem.
  • Foto de Trilha descida bota
  • Foto de Trilha descida bota
Trilha de descida para Ponta do Bota, percurso sempre em descida, com trilha bem fechada pela mata, pontos escorregadios, pontos com muita sombra sob as árvores, com trilha com muitas folhas, local propício para animais peçonhentos, fique ligado. Porém, é um local para um descanso quando da subida da trilha.
  • Foto de Embaúva
  • Foto de Embaúva
A Embaúva é uma árvore nativa do litoral de Santa Catarina, e era muito utilizada pelos pescadores para fazer as estivas e rolos para deslocamento das canoas para o mar.
  • Foto de Vista da Ponta do bota
Uma das vistas da Ponta do Bota, sendo avistada na trilha de descida.
  • Foto de Ponta do Bota
  • Foto de Ponta do Bota
  • Foto de Ponta do Bota
Ponta do Bota na Praia Brava, próximo aos costões. Fotos de parte do local.
  • Foto de Pedra focinho do burro
  • Foto de Pedra focinho do burro
Pedra focinho do burro, rochedos do costão da Praia Brava, sendo o maior com uns 50 metros de altura até o mar. Muito cuidado neste local, pois é muito bonito, porem com risco de quedas aos desavisados e demasiados aventureiros.
  • Foto de Ponto sem saída
  • Foto de Ponto sem saída
Parte da trilha sem saída, tentando travessia para a Ponta do Rapa, se encontra um pequeno quênion, com muita mata nativa, plantas espinhosas e com riscos de quedas, neste ponto não existe passagem. Somente para muitos experientes, tentar baixar para travessia pelos costões, que também não é indicado.
  • Foto de Vista Lagoinha
Vista da Praia da Lagoinha. Praia de areias brancas, água quente e mar calmo, com pouca ondas. É uma praia com 760 metros de extensão, muito frequentada por turistas e locais durante o verão, e por pescadores na pesca da tainha no inverno. A vista é do alto do Morro do Rapa.
  • Foto de Vistas praias
Vistas das praias da Lagoinha, Ponta das canas, Canasvieiras e outras praias do norte da ilha, vistas do alto do Morro do Rapa.
  • Foto de Rochedo mirante do urubu
  • Foto de Rochedo mirante do urubu
  • Foto de Rochedo mirante do urubu
  • Foto de Rochedo mirante do urubu
  • Foto de Rochedo mirante do urubu
  • Foto de Rochedo mirante do urubu
Mirante d0o urubu, um rochedo de boa altura, com vista deslumbrante das Ilhas do Arvoredo, Deserta e Galés, da Ponta do Bota e do Rapa e de parte do continente. Local para sentar e aproveitar a paisagem. Porém, atente-se para não se aproximar extremamente das bordas do rochedo, para evitar acidentes. Esta parte da trilha não possui saída e você deverá voltar por onde entrou.
  • Foto de Caverna com vista da Ponta do Rapa
  • Foto de Caverna com vista da Ponta do Rapa
  • Foto de Caverna com vista da Ponta do Rapa
  • Foto de Caverna com vista da Ponta do Rapa
Vista da Ponta do Rapa, sob caverna em formato de janela, antes da descida mais íngreme até a Ponta do Rapa. Local que serve como abrigo e refúgio caso necessário, e um ponto excelente para recarregar as energias na sombra e muitas vezes com um ventinho refrescante. Tome bastante água para enfrentar o final da trilha. Neste local existe agora uma placa com informações.
  • Foto de Rochedo na trilha de Ponta do Rapa
  • Foto de Rochedo na trilha de Ponta do Rapa
  • Foto de Rochedo na trilha de Ponta do Rapa
Rochedo que serve de refúgio caso necessário, e ponto de parada na sombra para uma água e descanso. Próximo a ele existe trilha de descida para a laje preta.
  • Foto de Local para Banho de mar
  • Foto de Local para Banho de mar
  • Foto de Local para Banho de mar
Um gostoso banho de mar é possível neste ponto, quando o mar não está com muitas ondas. Acesso até o costão por trilha à direita na Rua Cônego Valmor Castro. Este ponto do costão, possui local com areia e com descida pelas pedras. Tomar cuidado com as pedras molhadas para não escorregar. Ficamos uns 20 minutos no mar para nos resfrecar no final desta trilha.
  • Foto de Árvore e regato
  • Foto de Árvore e regato
  • Foto de Árvore e regato
Árvore imensa sobre rochas, com pequena trilha e ponto de água, num pequeno regato. Local com muita sombra na Rua Cônego Valmor Castro, já chegando a praia da Lagoinha.
  • Foto de Vista Lagoinha
  • Foto de Vista Lagoinha
  • Foto de Vista Lagoinha
Vista da Praia da Lagoinha, com muitos turistas, já próximo ao meio-dia do verão.
  • Foto de Praia da Lagoinha
Praia da Lagoinha, próximo ao rio no costão direito.

3 comentários

  • Foto de TIAGO ARAUJO

    TIAGO ARAUJO 18/set/2017

    Trilha bacana.

  • Foto de julioettore

    julioettore 12/mar/2018

    I have followed this trail  View more

    A trilha está bem aberta e demarcada, exceto na descida para a ponta do Bota. É uma área de agricultura constantemente alterada pela passagem do pasto, o que mexe no solo e pode confundir o caminho. O mato cresceu bastante, o que também dificulta. Indispensável o GPS pra descer ali.

  • Foto de valmirdealmeida

    valmirdealmeida 25/jul/2018

    muito boa!!vou ver se consigo fazer pela costa.começando pela praia brava!

You can or this trail