Baixar

Distância

16,13 km

Desnível positivo

702 m

Dificuldade técnica

Moderada

Desnível negativo

702 m

Elevação máx

676 m

Trailrank

86 4,7

Elevação min

279 m

Tipo de trilha

Circular

Hora

7 horas 19 minutos

Coordenadas

4205

Enviada em

21 de novembro de 2021

Registrada em

novembro 2021
  • Avaliação

     
  • Informações

     
  • Fácil de fazer

     
  • Paisagem

     

Monitoramento ao Vivo

Compartilhe sua localização com amigos e entes queridos durante uma atividade.

Obtenha o Wikiloc Premium Atualização para remover Anúncios
Monitoramento ao Vivo Monitoramento ao Vivo
Compartilhar
-
-
676 m
279 m
16,13 km

Visualizado 1187 vezes, baixado 75 vezes

perto de Ruivãis, Braga (Portugal)

VÊ AS NOSSAS FOTOS PARA INSPIRAR A TUA PRÓXIMA AVENTURA
Never Stop Exploring
Caminhantes, trails to inspire your next adventure





PR8 VRM - AS PONTES DA 2ª INVASÃO FRANCESA

O trilho das Pontes da 2ª Invasão Francesa tem início no lugar de Vila na freguesia de Ruivães, em frente à Junta de Freguesia e termino na Ponte da Misarela. Desenvolve-se essencialmente por caminhos rurais e ancestrais e foi idealizado de forma a abranger, num mesmo percurso, as 3 pontes associadas à 2ª Invasão Francesa ordenada por Napoleão Bonaparte: Ponte de Rês (Ponte Velha), Ponte do Saltadouro (submersa) e Ponte da Misarela.

Tem uma extensão aproximada de 11 km, com uma duração de cerca de 3h. Trata-se de um percurso que poderá ser realizado em qualquer altura do ano, apesar da sua exposição. Apresenta ao longo do seu traçado vários pontos de interesse cultural, histórico, patrimonial e natural.

Por se tratar de um percurso linear teríamos de deixar um dos carros no final do trilho para o regresso. Para evitar, por um lado, a logística de colocar um dos carros no final do trilho, ou realizar o regresso pelo mesmo itinerário, optamos por seguir por um caminho florestal em direção ao lugar de Botica e tornar assim o trilho circular.


Panorâmica Albufeira de Salomonde


DESCRIÇÃO DO TRILHO

Saímos do Largo do lugar de Vila (Em frente à Junta de Freguesia de Ruivães) e seguimos pela Igreja Matriz e Pelourinho em direção à Ponte de Rês por um caminho antigo, romano, denominado como Caminho de Ruivães, integrado no traçado Via Romana XVII que fazia ligação entre Braga e Chaves. Percorremos esse caminho, sempre a descer, pontuado por linhas de água e várias estruturas de cariz rural, onde são visíveis extensos trechos pavimentados com lajeado de tipologia romana, chegamos à Ponte de Rês, ou Ponte Velha de Ruivães, que liga as margens do Rio Saltadouro. Na 2ª Invasão Francesa, foi defendida por populares e, conjuntamente com o Caminho de Ruivães, obteve a classificação de Conjunto de Interesse Público, em 2020.


Ponte de Rês

Depois de apreciar a ponte e das fotos da praxe, recuamos 100 metros Bifurcação (Ida e Volta 100m) para seguir em direção ao Lugar de Vale, onde se destaca a Casa do Corvo, pertencente à família de Domingos Abreu, ilustre vieirense.

Agora, o trilho continua por caminho florestal em ziguezague até à Albufeira de Salamonde, com sublimes vistas Panorâmicas das Serras da Cabreira e do Gerês e da própria Albufeira, alimentada pelo Rio Cávado.

Na Bifurcação (Ida e Volta 600m), continuamos a descer até ao Rio Saltadouro, esse pequeno desvio leva-nos à nova Ponte do Saltadouro. A antiga e original Ponte do Saltadouro encontra-se submersa, fruto da subida do nível das águas, resultante da construção da Albufeira de Salamonde. Na noite de 15 para 16 de maio de 1809 travou-se, neste local, uma batalha entre o exército francês e populares portugueses.

Fizemos uma pequena pausa para o reforço da manhã. Retomando o trilho, recuamos até à bifurcação, para seguir pela Margem esquerda da Albufeira de Salamonde e um antigo caminho rural que serpenteia por entre as sombras do arvoredo e desemboca no lugar de Frades.

O trilho atravessa a estrada municipal e continua por um amplo caminho ao longo da margem esquerda do Rio Rabagão até à Ponte da Misarela, popularmente conhecida como “Ponte do Diabo”. Edificado na Idade Media, sobre o leito do rio Rabagão e no fundo de um desfiladeiro, mas em completa sintonia com a natureza envolvente, este monumento está ligado a várias crenças pagãs e lendas centenárias que têm sobrevivido à passagem do tempo. Para além do postal turístico aqui apresentado, devemos relembrar que a Ponte da Misarela foi testemunho de um marco importante da História de Portugal, pois foi neste local que se deu um combate sangrento entre o exército de Napoleão e as tropas luso-britânicas na 2ª Invasão Francesa.


Ponte da Mizarela

Seguiu-se uma longa pausa para almoço, depois retomamos o trilho, recuando até encontrar à nossa esquerda um caminho florestal que sobe a encosta em ziguezague até à Subestação de Frades. Subida ingreme e longa, mas com magnificas vistas panorâmicas das serranias envolventes à albufeira. Atravessamos a estrada (EN 103) e seguimos agora por um antigo caminho rural que nos leva ao Lugar de Botica. Atravessamos o lugar e continuando por Caminho Rural, em alguns sítios empedrado, chegamos a Ruivães, local de inicio e término deste trilho.


FICHA TÉCNICA
Realização: 20 novembro de 2021
Percurso: Ruivães - Ponte de Rês - Lugar de Vale - Ponte de Saltadouro - Lugar de Frades - Ponte de Mizarela - Lugar de Botica - Ruivães
Distancia: 16,1 km
Duração: 7h19min
Tempo em movimento: 3h52min
Tempo parado: 3h27min
Movimento médio: 4,20km/h
Acumulado positivo: 683m
Acumulado negativo: 683m







Se gosta das nossas trilhas adiciona a tua avaliação no final da página.
Obrigado pelo seu comentário e avaliação.

Si te gusta nuestras rutas haz tu propia valoración al final de la página.
Gracias por tu comentario y valoración.

If you like our trails, leave your own review at the end of the page.
Thank you for your comment and review.

A equipa Caminhantes
Waypoint

INICIO/FIM (RUIVÃES)

  • Foto de INICIO/FIM (RUIVÃES)
  • Foto de INICIO/FIM (RUIVÃES)
  • Foto de INICIO/FIM (RUIVÃES)
Waypoint

IGREJA MATRIZ

  • Foto de IGREJA MATRIZ
  • Foto de IGREJA MATRIZ
  • Foto de IGREJA MATRIZ
Waypoint

PELOURINHO

  • Foto de PELOURINHO
  • Foto de PELOURINHO
Waypoint

CAMINHO DE RUIVÃES

  • Foto de CAMINHO DE RUIVÃES
  • Foto de CAMINHO DE RUIVÃES
  • Foto de CAMINHO DE RUIVÃES
Waypoint

BIDURCAÇÃO (IDA E VOLTA 100M)

  • Foto de BIDURCAÇÃO (IDA E VOLTA 100M)
  • Foto de BIDURCAÇÃO (IDA E VOLTA 100M)
  • Foto de BIDURCAÇÃO (IDA E VOLTA 100M)
Waypoint

PONTE DE RÊS

  • Foto de PONTE DE RÊS
  • Foto de PONTE DE RÊS
  • Foto de PONTE DE RÊS
Waypoint

LUGAR DE VALE

  • Foto de LUGAR DE VALE
  • Foto de LUGAR DE VALE
  • Foto de LUGAR DE VALE
Waypoint

PANORAMICA SERRAS CABREIRA E GERÊS

  • Foto de PANORAMICA SERRAS CABREIRA E GERÊS
  • Foto de PANORAMICA SERRAS CABREIRA E GERÊS
  • Foto de PANORAMICA SERRAS CABREIRA E GERÊS
Waypoint

PNR ALBUFEIRA SALOMONDE

  • Foto de PNR ALBUFEIRA SALOMONDE
  • Foto de PNR ALBUFEIRA SALOMONDE
  • Foto de PNR ALBUFEIRA SALOMONDE
Waypoint

BIFURCAÇÃO (IDA E VOLTA 600M)

  • Foto de BIFURCAÇÃO (IDA E VOLTA 600M)
  • Foto de BIFURCAÇÃO (IDA E VOLTA 600M)
  • Foto de BIFURCAÇÃO (IDA E VOLTA 600M)
Waypoint

PONTE DO SALTADOURO (SUBMERSA)

  • Foto de PONTE DO SALTADOURO (SUBMERSA)
  • Foto de PONTE DO SALTADOURO (SUBMERSA)
  • Foto de PONTE DO SALTADOURO (SUBMERSA)
Waypoint

MARGEM ALBUFEIRA DE SALOMONDE

  • Foto de MARGEM ALBUFEIRA DE SALOMONDE
  • Foto de MARGEM ALBUFEIRA DE SALOMONDE
  • Foto de MARGEM ALBUFEIRA DE SALOMONDE
Waypoint

PONTE DA MIZARELA

  • Foto de PONTE DA MIZARELA
  • Foto de PONTE DA MIZARELA
  • Foto de PONTE DA MIZARELA
  • Foto de PONTE DA MIZARELA
  • Foto de PONTE DA MIZARELA
  • Foto de PONTE DA MIZARELA
Waypoint

PANORÂMICA

  • Foto de PANORÂMICA
  • Foto de PANORÂMICA
Waypoint

SUBESTAÇÃO DE FRADES

  • Foto de SUBESTAÇÃO DE FRADES
  • Foto de SUBESTAÇÃO DE FRADES
Waypoint

LUGAR DE BOTICA

  • Foto de LUGAR DE BOTICA
  • Foto de LUGAR DE BOTICA
  • Foto de LUGAR DE BOTICA
Waypoint

CAMINHO RURAL

  • Foto de CAMINHO RURAL
  • Foto de CAMINHO RURAL
  • Foto de CAMINHO RURAL

6 comentários

  • Foto de João Marques Fernandes (CSM)

    João Marques Fernandes (CSM) 21 de nov. de 2021

    Eu fiz esta trilha  Ver mais

    É um trilho interessante e esta alternativa circular só reforça o interesse do mesmo.
    Mais uma bela caminhada, com boa companhia.
    Abraço e continuação de boas caminhadas.

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 21 de nov. de 2021

    Olá João!
    Obrigado pelo comentário e avaliação da trilha, assim como a companhia sempre agradável dos CSM.

  • Foto de PicosAlpinos

    PicosAlpinos 23 de nov. de 2021

    Eu fiz esta trilha  Ver mais

    Bonito trilho que tem o seu momento auge na Ponte da Misarela!

  • Foto de fsoares81

    fsoares81 27 de nov. de 2021

    Eu fiz esta trilha  verificado  Ver mais

    Excelente trilho! Recomendado!!

  • Foto de Caminhantes

    Caminhantes 6 de dez. de 2021

    Obrigado pelos comentários e avaliação da trilha.
    Saudações.

  • Bruno Ferreira 60 24 de ago. de 2022

    Eu fiz esta trilha  Ver mais

    Belo trilho. Feito em 4H30 em pleno sol de agosto (erro de principiante).
    Encontrámos uns cães assustadores na povoação de Vale.
    Caminho penoso até à freguesia de Boticas pelo que voltámos para o ponto inicial pela N103.

Você pode ou esta trilha