Coordenadas 1539

Uploaded 7 de Junho de 2018

Recorded Junho 2018

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
933 m
333 m
0
3,5
7,0
14,03 km

Visualizado 683 vezes, baixado 33 vezes

próximo a Geres, Braga (Portugal)

Neste trilho somos convidados a percorrer a encosta a poente da vila de Gerês, Freguesia de Vilar da Veiga, Concelho de Terras de Bouro.
A paisagem do vale do Rio Gerês é aqui tornada o principal ponto de interesse deste trilho, com a passagem por alguns miradouros e alguns troços com vistas amplas para nascente e para sul. Os maciços graníticos do Gerês e a Albufeira da Caniçada são os cenários que aqui dão a garantia de agradar a todos os visitantes.
O único ponto a lamentar será a invasão das zonas mais baixas da encosta com acácias (mimosas), que eliminou por completo a flora nativa...

Uma versão anterior deste trilho tinha início junto ao Posto de Turismo da vila de Gerês. Ainda lá encontramos o antigo painel de apresentação do trilho. Foi a partir desse ponto que iniciei o percurso, e podemos ainda encontrar muitas das suas marcações. Aparentemente, a nova versão do trilho não inclui esta "extensão" de cerca de 850 m, pelo que no total acabamos por fazer cerca de 1,7 km para além do está estabelecido no trilho oficial. O ponto de início oficial situa-se ao km 1,6 deste trilho que aqui publico, e incluo um waypoint para o mesmo.

Chegados às cotas mais altas encontramos a Casa do Guarda Florestal de Junceda (ao km 5,0) que é também o ponto de início do trilho PR11 TBR - Trilho da Silha dos Ursos cujo traçado está descrito num outro trilho que aqui publiquei.

Podemos encontrar a apresentação deste e de outros trilhos do concelho na página da Câmara Municipal de Terrras de Bouro e é-nos apresentado um folheto que podemos descarregar. Lamentavemmente, o mapa apresentado tem um traçado com muito pouco rigor e apenas permite deduzir os contornos gerais do percurso, de forma muito grosseira. Há detalhes que deveriam ser claramente marcados neste mapa para ajudar o visitante a chegar, por exemplo, ao miradouro da Boneca. As marcações no terreno também não nos alertam que teremos que retroceder cerca de 200 m e depois seguir por um outro caminho, à direita.
É também caricato o facto de o folheto incluir na descrição a referência aos miradouros do Mirante Novo e do Mirante Velho, que faziam parte da versão antiga do trilho, mas agora não estão incluídos no percurso...

O trilho está sinalizado, mas as marcações já não existem em diversos cruzamentos e entroncamentos. A simples a análise do mapa existente no folheto não serve para o apoio à orientação, pelos motivos que já enumerei. O uso de GPS é sempre uma boa medida de precaução.
Não existe o habitual painel informativo no início do percurso, apenas a sinalização do ponto de início.
Não encontrei obstáculos a ultrapassar. Os caminhos estavam todos desimpedidos.
A cobertura florestal existe ao longo de parte do percurso, pelo que a exposição solar é moderada.
Assim, considero a Dificuldade Técnica como "Moderada".
Os quase 800 m de desnível acumulado colocam-nos alguma exigência física.


Boas Caminhadas!

1 comment

  • hubert oostenbroek 7/set/2018

    I have followed this trail  verificado  View more

    Very nice trail, variation in flora, enviroment. Sometimes the trail is difficult to follow, the trail marks are sometimes not easy to find. Use GPS and nothing goes wrong. In the ¾ part of the trail, unfortunately, the trail was destroyed for many hundreds of meters by human (bulldozer) activity. We can only guess why this has happened.

You can or this trail