Baixar

Distância

31,08 km

Desnível positivo

1.242 m

Dificuldade técnica

Moderada

Desnível negativo

1.242 m

Elevação máx

1.071 m

Trailrank

49

Elevação min

217 m

Tipo de trilha

Circular

Tempo em movimento

6 horas 42 minutos

Hora

9 horas 46 minutos

Coordenadas

5450

Enviada em

1 de novembro de 2020

Registrada em

outubro 2020
Seja o primeiro a aplaudir
Compartilhar
-
-
1.071 m
217 m
31,08 km

Visualizado 382 vezes, baixado 18 vezes

perto de Almofala, Viseu (Portugal)

Esta Grande Rota no concelho de Tondela tem cerca de 30km, quem pretender efetuar a variante ao Cabeço da Neve acrescenta cerca de 1 km (variante GR 53.1).
A Grande Rota do Caramulo foi pensada para ter início no Museu do Caramulo, mas como é circular, podemos iniciar em qualquer dos locais onde passe a GR, nós e porque tínhamos agendado o almoço na vila do Caramulo, optamos por iniciar no Caramulinho, para fazer cerca de 23 km de manhã e no final do almoço os restantes 8 km.
Desta forma, com saída do Caramulinho, onde tem inicio a Rota dos Caleiros, seguimos em sentido contrário aos ponteiros do relógio, para ser possível chegar à Vila do Caramulo já com cerca de 23 km percorridos, o percurso segue inicialmente pelo estradãos das eólicas bem no alto da Serra do Caramulo, onde a panorâmica é fabulosa, após percorrer o planalto deixamo o estradão e viramos à esquerda por um trilho a descer por entre os muitos blocos de granito existentes, tão característicos desta zona, o trilho termina na estrada de alcatrão que segue para a aldeia de Jueus, atravessamos a estrada e seguimos para a referida aldeia por caminho agrícola, na aldeia de Jueus visita à capela local onde se tem uma magnifica panorâmica da cidade de Tondela e todo o Vale de Besteiros.
Deixamos a capela e entramos num caminho florestal de ligação de Jueus a Múceres, este caminho sempre a descer tem cerca de 7 km e tem pouco interesse porque se faz por uma floresta onde predomina os eucaliptos, após chegar à aldeia de Múceres o percurso segue por trilhos agricolas por entre algumas aldeias do concelho de Tondela e leva-nos a conhecer a riqueza destes povoados, esta parte na zona mais baixa de todo o percurso é coincidente com o PR Rota do Linha e Rota da Laranja.
Após passar pelas aldeias de Castelões e das Eiras o trilho é sempre a subir até ao Caramulo, esta subida com cerca de 6 km tem algumas subidas bem duras, mas os caminhos ora em terra ora no alcatrão não têm qualquer dificuldade, a entrada na Vila do Caramulo faz-se pelo maravilhoso jardim existente no centro da Vila, após percorrer o jardim chega-se ao bem conhecido Museu do Caramulo com cerca de 23 km já percorridos.
Nós optamos por almoçar em restaurante nesta Vila, mas o almoço pode muito bem ser transportado na mochila que esta Vila tem bastantes parques de merendas.
Após o almoço a dificuldade para caminhar aumenta, mas lá seguimos, agora por trilho de montanha, coincidente com o PR Rota dos Caleiros, esta parte do percurso é maravilhosa o trilho leva-nos encosta acima, ligeiramente a subir até bem perto da aldeia de Cadraços e é antes de chegar a esta aldeia que a GR53 tem a variante para o Cabeço da Neve, em frente segue-se para a aldeia e desta ao Caramulinho (GR53), nós optamos por seguir pela GR53.1 e viramos à esquerda, descemos e pela encosta da Serra seguimos na direção do Cabeço da Neve, antes de chegar a este magnifico local e com uma subida bem dificil, atravessamos um bosque muito interessante, após o bosque entramos na estrada de alcatrão que nos leva a este ponto panorâmico desta Serra do Caramulo, o Cabeço da Neve onde se encontra um marco geodésico é também local para a prática da modalidade de para pente.
Após as fotos da praxe, regressamos pela mesma estrada de alcatrão, mais a baixo, viramos à esquerda e atravessamos um pinhal onde o caminho não se encontra muito visivel em virtude de terem andado a cortar árvores, neste pinhal danificaram o caminho e as marcações não são visíveis mas após alguns metros entramos novamente na estrada de alcatrão e é pelo alcatrão que o percurso segue até ao Caramulinho, ponto onde iniciamos esta GR.
A Grande Rota do Caramulo é uma junção de vários PRs de Tondela, junta parte da Rota do Linho, parte da Rota dos Caleiros, parte da Rota dos Laranjais e parte da Rota das Cruzes, encontra-se bem sinalizada e a dificuldade técnica é reduzida porque o percurso segue por estradões, alcatrão e algum trilho de montanha mas sem qualquer dificuldades, embora a distância a percorrer possa trazer alguma dificuldade aos menos experientes em Grandes Rotas.
Esta GR permite a passagem pelo Museu do Caramulo, sendo ainda pontos de interesses os espigueiros, moinhos e rio de Múceres, as diversas Capelas, aldeia de Jueus, a Vila do Caramulo e, inevitavelmente, as paisagens da Serra do Caramulo.
O ponto menos interessante é a distância a percorrer pelo alcatrão e a descida de Jueus a Múceres onde predomina o eucalipto.
Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Foto

Comentários

    Você pode ou esta trilha