Coordenadas 313

Enviada em 12 de Agosto de 2020

  • Avaliação

     
  • Informações

     
  • Fácil de fazer

     
  • Paisagem

     
-
-
177 m
147 m
0
2,4
4,8
9,59 km

Visualizado 163 vezes, baixado 3 vezes

perto de Beringel, Beja (Portugal)

Percurso nas margens da Barragem do Pisão, junto á vila de Beringel.
Muito agradável e com fortes possibilidades de visualização de várias espécies de aves aquáticas.
Monumento

Beringel

Situada a meia encosta de um outeiro, na margem esquerda do rio Galego, Beringel é povoação muito antiga. Não se sabe ao certo quando ou por quem foi fundada, adiantando os autores que nas suas proximidades abundam os vestígios arqueológicos dos períodos proto-histórico, romano e visigótico. Segundo Pinho Leal, o nome do povoado derivou do termo muçulmano "badanjan", que significa beringela. Na altura da reconquista do Baixo Alentejo, no reinado de D.Afonso III, deveria esta povoação encontrar-se num estado próximo da ruína, e praticamente despovoada, foi talvez por isso que o monarca a doou, em 1255, ao mosteiro de Alcobaça. O grau de desenvolvimento conseguido pelos frades bernardos é hoje impossível de precisar, sabendo-se apenas que ali mandaram construir um convento com a sua respectiva igreja. O certo é que no reinado de D.Dinis, Beringel receberia a sua primeira carta de foral. Com D.Afonso V, Beringel deixou de fazer parte dos feudos de Alcobaça para passar, em 1479, ao senhorio de D.Rui de Sousa, incumbido do seu "novo repovoamento". As razões para esta mudança de senhorio não nos são dadas pelos autores, adiantando-se a hipótese de os antigos donatários terem estagnado na sua missão dinamizadora do povoamento, o que teria implicado a caducidade do diploma outorgado por D.Dinis. O segundo foral de Beringel é conferido por D. Manuel em 1519, passando Beringel à categoria de vila ainda por intenção deste monarca. É na vigência de D. Pedro, 1º conde do Prado e alcaide de Beja, que a vila de Beringel começou a expandir-se, sendo dotada, em 1533, de Misericórdia com o seu hospital, e desenvolvendo-se nela várias actividades económicas ainda hoje presentes, como sejam o amanho das culturas de regadio, dos pomares, dos cereais, da vinha, a produção de azeite, a recolha de mel, a criação de gado, a obra de olaria e de lambazes, a moagem a vento e a água, além da prática da caça. Há ainda a salientar que os seus moradores estavam isentos do pagamento de sisas e de portagens. Em l839 o concelho de Beringel é extinto, passando a integrar-se no conjunto das freguesias do concelho de Beja, entrando a vila em acelerado processo de degradação económica e sucessiva perda de relevância político-administrativa. Dos antigos edifícios que testemunhavam a importância e a autonomia da vila (pelourinho, o paço dos condes do Prado, marqueses das Minas, o convento dos frades bernardos, o hospital da Misericórdia) quase todos se perderam, subsistindo apenas as várias igrejas, o edifício da cadeia velha, a antiga casa da Câmara e um ou outro prédio de feição senhorial. Desta forma, a extensão do casario, ordenado em várias ruas e pracetas, convergindo no rossio de Santo António, bem como o elevado número de igrejas que despontam por entre as casas térreas, constituem o testemunho mais evidente da antiga importância deste povo, situado junto da estrada de Lisboa, a meio caminho entre Beja e Ferreira do Alentejo.
Lago

Barragem do Pisão

Local religioso

Igreja

Foto

Junta de Freguesia

1 comentário

  • jose.vieira1 22/dez/2020

    Eu fiz esta trilha  verificado  Ver mais

    Muito fácil. A barragem estava cheia, algumas partes do trilho só a nado

Você pode ou esta trilha