Coordenadas 1847

Uploaded 9 de Janeiro de 2019

Recorded Janeiro 2019

-
-
272 m
92 m
0
2,0
3,9
7,81 km

Visualizado 167 vezes, baixado 9 vezes

próximo a Vilar de Murteda, Viana do Castelo (Portugal)

Neste trilho, relativamente curto, somos convidados a um passeio por terras da freguesia de Vilar de Murteda, concelho de Viana do Castelo.
São lugares com um passado de agricultura de minifúndio, com uma relação sempre próxima com a natureza. As ruínas de moinhos e as levadas que continuam a levar a água aos campos serão talvez os pontos de interesse mais relevantes deste percurso pedestre. Algumas levadas conduzem-nos mesmo para dentro dos quintais de algumas das habitações.

Na passagem pelo Monte do Castro estamos rodeados por uma mata de eucaliptos e acácias que irão bloquear a vista mais cedo ou mais tarde. De momento, ainda é possível apreciar um bonito cenário do Vale do Rio Lima e a presença marcada da Serra de Arga e da Serra de Santa Luzia.

Encontrei na página relativa a Percursos Pedestres da Câmara Municipal de Viana do castelo um ficheiro de GPS para orientação no trilho. Infelizmente, ainda não disponibilizam o habitual folheto com a descrição do trilho. Só dispomos dessa descrição no painel informativo que marca o ponto de início e fim do percurso, junto à Igreja de Vilar de Murteda.

Nos primeiros 2,5 km do percurso o traçado é comum ao do PR22 VCT - Trilho dos Romeiros.
Temos também o "Caminho de Santiago" e o "Caminho de Fátima"a seguirem o mesmo traçado deste trilho entre os km 0 e 0,5 e entre os km 1,6 e 2,9. Encontrei também em várias zonas sinalização relativa a o que será um trilho equestre "Percursos do Homem e do Garrano", mais concretamente o PEQ2 - Percurso Equestre Lanheses - Montaria (Serra de Arga).


O trilho está sinalizado, com as marcações a serem suficientes para a orientação. Há uma marcação menos óbvia após atravessar a N305 (ao km 4,0), em que temos que procurar acompanhar a levada em direcção às ruínas dos moinhos.
O trilho segue por um misto de ruas das povoações visitadas e caminhos agrícolas. Não encontrei obstáculos difíceis de ultrapassar. Encontrei uma pequena derrocada e algumas acácias derrubadas a bloquear caminho ao km 3,7 (antes da Ponte dos Asnos), mas que pode ser facilmente contornado pelo terreno ao lado.
O acesso ao Poço Negro também está bloqueado por árvores derrubadas. Apresento esse waypoint com base apenas no que é indicado no folheto e ficheiro de GPS.
A cobertura florestal existe apenas em algumas partes do percurso, pelo que existe alguma exposição solar.
Por estes motivos que enumerei, considero a Dificuldade Técnica como "Fácil".


Boas Caminhadas!

Comentários

    You can or this trail