Hora  5 horas 2 minutos

Coordenadas 2094

Enviada em 3 de Abril de 2018

Registrada em Março 2018

  • Avaliação

     
  • Informações

     
  • Fácil de fazer

     
  • Paisagem

     
-
-
409 m
294 m
0
4,1
8,2
16,39 km

Visualizado 1044 vezes, baixado 51 vezes

perto de Esperança, Portalegre (Portugal)

Com inicio no largo da Junta de Freguesia de Esperança, seguimos a sinalética do percurso no sentido horário, percorrendo o seu casario rumo a Hortas de Cima, sempre em asfalto durante os primeiros dois quilómetros e depois alternadamente por pequenos troços betuminosos, piso que vamos conseguindo contornar usando as bermas de terra.

Na sua grande maioria o trajeto é feito por estradões de terra batida e por veredas, sem grandes desníveis que nos levam por zonas de olival e de montado (azinheiras e sobreiros), onde pudemos ver exemplares de sobreiros de elevada proporção, mostrando, nos seus troncos, a numeração que indica o último ano em que lhes retiraram a cortiça.

Destacam-se como pontos interessantes, a paisagem de montado, a avifauna (com destaque para o avistamento de grifos) o casario típico, a linha de fronteira marcada pela Ribeira de Abrilongo (Arroyo Abrilongo, no lado espanhol), que divide a localidade portuguesa de Várzea Grande e do lado espanhol a localidade de Marco, e que é transposta pela ponte internacional, localmente considerada, mais pequena do mundo (6 m), e o abrigo com pinturas rupestres de Vale de Junco/Lapa dos Gaivões, localizada no meio de um pinhal, na encosta da Serra de Louções.

Contávamos aqui descobrir caminho para a Lapa dos Louções (não faz parte deste circuito), mas concluimos que é mais fácil de lhe chegar vindos do lado oposto da serra com o mesmo nome (ficará para outra oportunidade) e também era nosso objetivo ligar este PR ao Abrigo Pinho Monteiro, na Serra da Cabaça, bem perto de Esperança, também com pinturas rupestres, onde já tínhamos entrado em 1993 (como os anos passam), mas um reconhecimento prévio ao local mostrou que a realidade de hoje é outra, porque, infelizmente, o cercado de arame tomou conta do Alentejo.

Percurso interessante que se recomenda fazer, mais agora que as estevas começam a florir, mas evitando os dias mais quentes.

Curiosidade,

(P1) - Lapa dos Louções:
http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/28850/1/MARTINS%20e%20NEVES%202015.pdf

(P2) - Abrigo Pinho Monteiro:
http://www.monumentos.gov.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=1750
Porta

Inicio

Waypoint

Hortas de Cima

Waypoint

Grifos (Abutres) e o 'Franjinhas', companhia de ocasião durante 7 km

Waypoint

Casa típica do monte

Waypoint

Pormenor do percurso

Waypoint

Pormenor do percurso

Ponte

Ponte da Ribeira de Abrilongo

Ponte internacional mais pequena do mundo (6 metros). Antes de ser construída, pelos portugueses em 2008, existia um pontão que noutros tempos servia de passagem de contrabando.
Waypoint

Pormenor do percurso

Waypoint

A fonte e os animais da quinta

Waypoint

Sobreiral

Waypoint

Vacaria

Waypoint

Olival

Waypoint

Hortas de Baixo

Caverna

Pinturas rupestres de Vale de Junco

Classificado em 1970 como "Monumento Nacional", apresenta pinturas rupestres, do Neolítico e Calcolítico (2500-3000 a.C.), na maioria a ocre vermelho feitas nas suas paredes interiores... (Informação em: http://natural.pt/portal/pt/Poi/Item/504)
Waypoint

Vista para Serra de Louções e localização do Abrigo/Lapa dos Louções.

Waypoint

Pormenor do percurso

Local religioso

Igreja de Nª Sra. da Esperança

(Séc. XVI e reconstruida no Sec.XVII)
Ponto de amarra

Fim

Ponto de informação

P1

Lapa dos Louções
Ponto de informação

P2

Abrigo Rupestre na Herdade do Monte/Abrigo Pinho Monteiro

3 comentários

  • Foto de guesthouse namaste

    guesthouse namaste 26/out/2018

    Eu fiz esta trilha  verificado  Ver mais

    Prachtige en goed te volgen wandeling!

  • Foto de migueleloi

    migueleloi 20/jan/2020

    Eu fiz esta trilha  Ver mais

    Belo trilho, com vários pontos de interesse, como os magníficos Sobreiros e as Pinturas Rupestres da Lapa dos Gaviões.

  • Foto de Ulisses Silva

    Ulisses Silva 21/jan/2020

    Caro Miguel,
    De facto este é um percurso que tem como pontos de interesse, paisagem, flora, fauna e arqueologia, que fazem a delicia de qualquer caminheiro.
    Boas caminhadas..

Você pode ou esta trilha