Tempo em movimento  4 horas 6 minutos

Horas  6 horas 22 minutos

Coordenadas 2873

Uploaded 24 de Junho de 2018

Recorded Junho 2018

-
-
960 m
177 m
0
4,3
8,5
17,04 km

Visualizado 194 vezes, baixado 11 vezes

próximo a Mondim de Basto, Vila Real (Portugal)

Com inicio junto ao Parque Urbano de Mondim de Basto, onde se encontra o painel identificativo deste PR1 "Caminhos da Senhora da Graça", seguimos inicialmente por entre as ruas desta vila, ao chegar ao Parque Florestal, decidimos fazer um desvio das marcações oficiais e viramos à direita e visitamos este parque com um bosque bastante interessante, após percorrer o parque entramos na estrada em asfalto viramos à esquerda e subimos através da estrada cerca de 500 metros até entrarmos novamente no trilho já na povoação da Serra.
A partir daqui o percurso segue por entre vinhas e floresta composta essencialmente por pinheiro até à povoação de Campos. Nesta povoação subimos por um caminho em calçada, este caminho dos peregrinos, é sempre a subir até encontrar a estrada em alcatrão, aqui, fizemos um desvio à esquerda para visitar o Crastoeiro, um local onde se encontra um conjunto de afloramentos graníticos que representa aquilo que já foi um povoado fortificado com ocupação desde o Séc. IV A.C. até ao Séc. I.
Após a visita, regressamos pela estrada, ao chegar às marcações do PR1 viramos à esquerda, entramos novamente na calçada do peregrino, sempre a subir até encontrar o asfalto, ao chegar ao asfalto, percorremos esta estrada em cerca de 200 metros para iniciar a subida final, até encontrar as capelas que rodeiam o Santuário da Sr.ª da Graça, após encontrar a primeira capela, rapidamente subimos até ao Santuário, a subida é dura, difícil, mas ao chegar a paisagem compensa todo o esforço.
Agora era hora do almoço, neste lugar épico e de devoção, percorremos todo o espaço envolvente, abastecemos as garrafas na torneira existente nas traseiras do Santuário, único ponto de abastecimento liquido que se encontra ao longo desta subida e preparamos para iniciar a descida pela encosta do lado contrário.
A descida faz-se pelas traseiras do Santuário em direção ao Alto dos Palhaços, local de vigia florestal e que decidimos não subir derivado ao calor e sol que se fazia sentir, esta descida entra, agora, novamente por uma calçada até encontrarmos a estrada em asfalto que nos leva até à vila de Mondim de Basto, tirando o Parque de Merendas da Pedreira, local que visitamos, esta descida não tem qualquer interesse pois faz-se sempre em asfalto, sem qualquer marcação do trilho.
Este percurso vale pela subida emblemática, desta mítica subida ao Monte Farinha, tão conhecida do ciclismo, e, ponto alto, a chegada ao Santuário pois a vista é fabulosa.
É uma subida dura, em dias de muito calor e sol, que foi o caso, para quem não estiver habituado vai ser doloroso, obrigatório proteção solar e muita água.
O percurso está bem marcado até ao Santuário, na volta, pelo lado contrário, as marcações são poucas ou nenhumas, julgo que descuraram esta parte, porque o trilho tem pouco interesse.
De salientar, que não existe qualquer ponto de abastecimento de água até ao Santuário, devem ir precavidos.
Para quem tiver dificuldades, na subida, aconselho a não olhar para o cume deste Monte Farinha, pois a visão pode tirar a vontade de subir.

Comentários

    You can or this trail