Coordenadas 500

Uploaded 5 de Setembro de 2017

Recorded Setembro 2017

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
799 m
489 m
0
3,1
6,3
12,54 km

Visualizado 1036 vezes, baixado 33 vezes

próximo a Arga de Baixo, Viana do Castelo (Portugal)

Neste passeio pela encosta nordeste da Serra de Arga, no concelho de Caminha, temos a oportunidade de apreciar mais um recanto do Alto Minho, com seus caminhos de lages de granito, prados com criação de gado bovino e garranos, bonitas vistas sobre os vales dos rios Lima, Coura e Minho (e ribeiras que os alimentam) e o sempre interessante casario das localidades de Arga de Baixo, Arga de Cima e Gândara com os seus espigueiros, moinhos, igrejas, capelas, alminhas e cruzeiros.

Podemos encontrar a apresentação deste trilho num folheto da página da WalkingPortugal, que podemos descarregar. A página da responsabilidade da Câmara Municipal de Caminha apresenta apenas uma descrição muito breve e o mapa, separado do resto do folheto, o que é lamentavel.

O trilho inicia-se a cerca de 150 metros a poente da Igreja de Arga de Baixo (onde encontramos o ponto de início do PR4 CMN - Trilho da Chã da Franqueira) e tem partes do seu traçado em comum com outros Percursos Pedestres sinalizados, nomeadamente:
- O PR1 VCT - Trilho da Montanha Sagrada entre os km 5,6 (na Fonte da Urze) e 6,7 (junto à Porta do Lobo);
- O PR3 PTL - Trilho do Lobo Atlântico entre os km 6,7 (junto à Porta do Lobo) e 8,9;
- O GR11-E9 - Caminho do Atlântico (Percurso Pedestre Trans-Europeu) entre os km 9,1 e 10,1 (na Capela de Santo Antão);
- O PR3 CMN - Trilho do Cabeço do Meio-Dia entre os km 10,1 (na Capela de Santo Antão) e 10,8 (na localidade de Gândara).

A grande parte do trilho tem uma configuração circular, mas acrescentando-se pequenos troços lineares no início e no final. O mapa disponível dá a entender que esses pequenos troços lineares não são inteiramente coincidentes, formando um segundo anel (mais pequeno). Fui à procura destes dois trilhos e encontrei o que me parecem ser vestígios de uma versão mais antiga deste percurso pedestre: é o traçado que aqui apresento entre os km 11,4 e 12,0 em que as marcas são muito escassas e quase a desaparecer; atrevo-me a supôr que as marcações do restante trilho (que estão em relativo bom estado) são a versão actualizada, que já não contempla este percurso alternativo. Mas fica aqui o registo!

O trilho está sinalizado, mas é recomendável, pelo menos, a análise prévia do mapa existente no folheto. Não existe o habitual painel informativo no início do percurso, e a placa a indicar o início do do trilho já está um tanto danificada...
Note-se que o mapa existente no folheto se refere ao que foi a versão antiga do traçado: entre o Alto do Campo Redondo e a Fonte da Urze o traçado actual é muito explícito a levar-nos para o estradão das eólicas até ao Alto da Portela, passando depois por um interessante abrigo de pastores; o traçado antigo não passava exactamente por estes pontos, e ainda é possível encontrar algumas marcas dessa versão antiga do percurso.

Uma última incoerência: Em variadas fontes de informação encontro sempre a designada "Chã Grande" como estando localizada em frente à Senhora do Minho, pouco mais de um quilómetro a sul do extremo sul deste nosso percurso. O planalto que encontramos junto à Fonte da Urze e ao Alto da Fonte da Urze chama-se Chã de São João (ou Chã Pequena)...

Não encontrei obstáculos a ultrapassar. Os caminhos estavam todos desimpedidos.
A cobertura florestal quase não existe, pelo que a exposição solar é elevada.
Assim, uma vez que as marcações ainda estão em bom estado, considero a Dificuldade Técnica como "Fácil", desde que se tenha um mínimo de cuidados.


Boas Caminhadas!

1 comment

  • Foto de martasag

    martasag 21/abr/2018

    I have followed this trail  verificado  View more

    Excelentes indicações, como sempre :) Obrigada!

You can or this trail