Horas  2 horas 53 minutos

Coordenadas 842

Uploaded 6 de Outubro de 2016

Recorded Outubro 2016

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
962 m
766 m
0
2,2
4,4
8,76 km

Visualizado 706 vezes, baixado 24 vezes

próximo a Magusteiro, Braga (Portugal)

Este percurso pedestre circular com início e fim na aldeia de Magusteiro, com uma extensão de 8km, considero o trilho fácil por não haver qualquer dificuldade em realiza-lo. Chegamos cedo, após 1:30h de carro até chegar a Magusteiro do concelho de Cabeceiras de Basto, somos recebidos pelo ladrar de vários cães que ali moram, podemos dize-lo que vimos mais cães do que as duas pessoas que nos espreitaram logo pela janela das suas casas de pedra. Enquanto preparamos a marcha somos seguidos pelos cães que nos rodam, cheios de curiosidade como as pessoas que nos observam a nossa partida, lá fomos nós pela estrada secundária municipal, à nossa direita o Vale da Rib. de Riodouro. Para nossa tristeza a paisagem está negra dos incêndios que ali consumiram toda a floresta e os socalcos agrícolas que sobressaem da encosta, fica a nossa imaginação do verde que falta. Já percorridos perto de 1,5km viramos á direita para o estradão florestal, caminhamos por pouco mais de 2,5km pelo que seria floresta majestosa visto aos troncos carbonizados, aqui o fogo não perdoou nada, campos de pasto, antigos moinhos de água que estão ao abandono já umas dezenas de anos, no negro floresce umas flores lilás com o nome Quita-merenda (Merendera montana ), dando uns tons de cor de alegria. chegada à aldeia mais a (S) deste percurso refrescamos a boda na fonte de água fresca , aqui é outra aldeia rural que não vemos movimentos das pessoas locais, seguimos para a capela pela estrada ao lá chegar descansamos ao pé da capela que está a 940m de altitude, daqui avista-se o Vale e boa parte da Serra da Cabreira, ao fundo (O) o aeródromo (NE) vesse bem os picos das montanhas do Parque Nacional Peneda Gerês do lado de Montalegre. Esticadas as pernas e já com o estômago reforçado posemos a caminho, aqui vamos pela estrada até ao ponto de partida, durante essa caminha para o final cheirou-nos a fumo e avistamos a origem e tentamos apagar como os nossos meios o moer das pequenas chamas que consumiam lentamente as folhas secas e musgos do chão, comunicamos a ocorrência ás entidades responsáveis que nos garanti-nos a deslocação de uma viatura para apagar o fogo. Nós ali já tínhamos feito o nosso dever, agora está entregue a outras mãos, assim seguimos o nosso trilho até à aldeia de Magusteiro.
Magusteiro 05 de outubro de 2016
Muito obrigada Companheiros,
Fábio Pinto; Carla; Bruno Silva; Helena Rangel e Marcos.

Um belíssimo trilho para fazer, pena nós ter apanhado tudo queimado dos recentes incêndios.

1 comment

  • Foto de Bssilva

    Bssilva 10/out/2016

    I have followed this trail  View more

    Caminhada suave com bela paisagens, pena foi estar tudo queimado. Mas valeu a pena!!!

You can or this trail