Horas  2 horas 12 minutos

Coordenadas 1077

Uploaded 19 de Fevereiro de 2017

Recorded Fevereiro 2017

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
834 m
789 m
0
2,7
5,4
10,89 km

Visualizado 672 vezes, baixado 65 vezes

próximo a Cardeal Mota, Minas Gerais (Brazil)

Trilha até o Cânion Bandeirinhas, tendo como origem a portaria 1 (Areias) do Parque Nacional. Embora seja extensa, é uma trilha fácil do ponto de vista técnico, exigindo somente um bom preparo físico pela distância a ser percorrida. São mais de 22km ida e volta.

Para os que não curtem tanto caminhar longas distância, uma opção é levar ou alugar uma bike na entrada do Parque. Para quem tem afinidade com a bike, o pedal deve levar uns 45 minutos.

COMO CHEGAR:
O ponto inicial está a cerca de 100km de Belo Horizonte. Siga pela MG-010 sentido Serra do Cipó, antes da ponte estreita sobre o Rio Cipó, entre numa estradinha de terra à direita. A parte inicial dessa estradinha dá acesso a algumas casas e pousadas, o trecho está bastante judiado, com muitos buracos, já a parte final está boa. No geral, trecho tranquilo para qualquer tipo de veículo. O trecho de terra tem 3km.

A portaria Areias é a que tem a melhor infraestrutura do Parque, com banheiros e duchas, além de bebedouros. Possui uma grande área de estacionamento, que fica bem próximo à portaria.

A trilha é bem tranquila, praticamente plana em toda sua extensão. No verão, alguns trechos alagam e outros viram atoleiros, porém sempre há desvios visíveis nos locais. Boa disponibilidade de água no caminho, com córregos bem cristalinos.

O trajeto é um pouco mais curto que o informado pelo Parque. De acordo com a unidade seriam 12km, mas no GPS marquei 11,1km (o Wikiloc "rouba" algumas centenas de metros). A trilha, na verdade, é uma estradinha interna do Parque até o Ribeirão Mascates. Só o trecho final, do ribeirão até o cânion tem mais cara de trilha.

No KM 1,8 há uma bifurcação. A trilha à direita leva ao Mirante do Bem e é um caminho alternativo para o Cânion, porém mais longo.

Após o Córrego das Pedras (Ribeirão das Areias, IBGE), no KM 3,9, há outra bifurcação, mas o caminho alternativo não é muito utilizado. Siga à esquerda, pelo principal.

No KM 4,5, um pouco antes da Lagoa Comprida, há uma placa indicando o Cânion e a estradinha dá uma guinada para esquerda. Neste ponto há um atalho que segue reto, passando pelo outro lado da Lagoa, reencontrando a estradinha principal após a bifurcação para Farofa. O porém é que a vegetação, pela falta de pisoteio no trecho, já encobriu boa parte da trilha, tornando-a bastante discreta. Este atalho reduziria a caminhada em algumas centenas de metros.

No verão, com chuvas fortes e frequentes, o trecho próximo a Lagoa Comprida apresenta diversos pontos alagados e atoleiros (ver fotos). Outros ponto que apresenta um atoleiro no verão é próximo a passagem pelo Ribeirão Mascates.

São 5,7km até a bifurcação para a Cachoeira da Farofa e 9,4km até o Ribeirão Mascates.

O ribeirão apresenta um nível baixo, mesmo no verão, muito pelo fato da travessia ser em um trecho largo e espalhado do rio. TALVEZ na seca seja possível cruzá-lo sem molhar os pés.

Cruzado o ribeirão, são mais 1,5km até o cânion, um trecho de trilhas com presença significativa de sombras. A parte final é pelas pedras do leito do ribeirão, exigindo algum cuidado do visitante.

O Ribeirão Mascates corre por dentro do cânion, formando algumas piscinas naturais. São pelo menos dois poços com fácil acesso. O local costuma ser menos procurado pela distância da sede, a maioria dos frequentadores optam por ir de bike até lá. Enquanto a Farofa é mais "farofada" (rs), o cânion costuma ser bem tranquilo.

CONSIDERAÇÕES:
- Trilha de baixa dificuldade. Para fazer a pé ou de bike, é preciso algum preparo físico para vencer a distância, cerca de 22km ida e volta;

- Há uma boa combinação de áreas expostas de cobertas, de qualquer forma, filtro solar e chapéu na cabeça!

- Boa disponibilidade de água pelo caminho.

View more external

  • Foto de Portaria Areias
  • Foto de Seguir à esquerda
  • Foto de Seguir à esquerda
Trilha da direita é mais curta, mas "desapareceu"
  • Foto de Atoleiro em época de chuvas
  • Foto de Atoleiro em época de chuvas
Desvio pela esquerda
  • Foto de Lagoa Comprida
Causa dos alagamentos na trilha
  • Foto de Atoleiro 2
Desvio pela esquerda
  • Foto de Trecho alagado
Trilha seca à direita
  • Foto de Bifurcação Farofa/Cânion
Esquerda para Farofa, direita para Cânion
  • Foto de Alagamento
Desvio pela esquerda
  • Foto de Córrego
  • Foto de Ponte e água
  • Foto de Córrego
  • Foto de Córrego
  • Foto de Atoleiro
  • Foto de Ribeirão Mascates
  • Foto de Ribeirão Mascates
  • Foto de Ribeirão Mascates
  • Foto de Ribeirão Mascates
Travessia de rio
  • Foto de Direita para o leito do rio
Fim da trilha batida
  • Foto de Cânion Bandeirinhas
  • Foto de Cânion Bandeirinhas
  • Foto de Cânion Bandeirinhas
  • Foto de Cânion Bandeirinhas
  • Foto de Cânion Bandeirinhas

3 comentários

  • Foto de liliamcdias

    liliamcdias 28/nov/2017

    Olá, é possível acampar nesse local?

  • Foto de Hélio Jr

    Hélio Jr 28/nov/2017

    liliamcdias,

    até o presente momento não, o parque só autoriza acampamento nos abrigos que compõem a travessia Alto Palácio x Serra dos Alves. O Cânion deve ser visitado num único dia. ;)

  • Foto de vilefort

    vilefort 6/mai/2018

    I have followed this trail  View more

    Trilha bastante fácil , quase toda plana , somente ha alguma dificuldade em atravessar alguns cursos dagua , mas nada complicado ou perigoso !1
    A vista no canion é bacana ! O maior problema da pista são carrapatos , existem vacas no local, os bichinhos ficam a espreita nas plantas. Então se fazer evite ir de short ou bermuda , opte por calça e sempre que possivel evite esbarrar nos capins na trilha , principalmente perto de onde tem vacas.

You can or this trail