Horas  3 horas 35 minutos

Coordenadas 888

Uploaded 26 de Abril de 2015

Recorded Abril 2015

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.225 m
991 m
0
2,0
4,0
8,0 km

Visualizado 3911 vezes, baixado 192 vezes

próximo a Cardeal Mota, Minas Gerais (Brazil)

Trilha leve saindo do Restaurante e Pousada Chapéu do Sol, nas margens da rodovia MG-010, passando pelo condomínio Bosque do Sol, até a cachoeira Congonhas, já dentro do Parque Nacional da Serra do Cipó.

COMO CHEGAR:
A trilha tem início próximo ao Restaurante Chapéu do Sol, às margens da rodovia MG-010. Saindo de Belo Horizonte, siga em direção a Serra do Cipó, continue pela rodovia sentido Conceição do Mato Dentro. O restaurante está a pouco mais de 3km do Véu da Noiva.
De ônibus, viação Saritur ou Serro, peça para descer nas proximidades do restaurante, de preferência um pouco antes, na entrada do Condomínio Bosque do Sol.
Deixamos o veículo no estacionamento do restaurante, não tivemos que pagar por isso, tampouco avisamos alguém lá sobre nossa jornada. Na volta pedimos um PF no local.

A TRILHA:

Começa no restaurante Chapéu do Sol, onde deixamos o veículo estacionamento. De lá, voltamos uns 100m na estrada (sentido distrito Serra do Cipó), entrando em uma porteira à esquerda, que pode estar fechada com cadeado ou aberta. A primeira parte da caminhada é por uma estradinha interna do condomínio. Não tivemos problema algum para acessar o local ou transitar na área interna, mas parece que os poucos moradores não estão muito contentes com isso. Em vista disto, evite descumprir as normas da área.
Depois de 2,3km por uma estradinha em condições precárias na parte final, entramos realmente na trilha, que segue margeando a cerca da última casa.

O trecho de trilha é bem demarcado, passando por campos rupestres e de altitude. A subida é contínua, por aproximadamente, 1.700 metros, até a entrada na área do Parque Nacional da Serra do Cipó. Depois deste ponto alternam-se subidas e descidas mais suaves, até o ponto mais alto da travessia (5,1km). Próximo ao fim do condomínio há uma saída à esquerda da trilha, que leva ao ponto chamado "pocinho". Uma piscininha cerca por árvores, de águas cristalinas.

Próximo ao ponto mais alto tem um belo mirante com vista para o vale do Rio da Bocaina/Palmital; as porções norte da Serra da Bandeirinha e da Farofa (mais próximas); e parte das Serra das Areias, Lagoa Dourada e Caetana (mais distantes). Também é possível avistar algumas cachoeiras, como a do Tombador e várias quedas do Rio Palmital, como a Fantasma.

É uma trilha bem tranquila, o que pode pesar são as subidas da ida, embora elas não sejam muito acentuadas. Há alguns pontos de água pelo caminho, bebemos sem problemas. A descida (e subida na volta) mais pesada é no caminho para Congonhas de baixo, após atravessar o córrego, são muitos degraus nas pedras e algumas passagens que podem estar escorregadias.

Congonhas de baixo e de cima tem poços de porte médio e com boa profundidade em grade parte, ou seja, bons para nadar.

Ao chegar no ribeirão Congonhas, a trilha meio que desemboca no poço do meio, que não está marcado no tracklog. É um ótimo poço para banho, a água é um pouco mais clara (mas nem tanto), então um óculos de mergulho pode cair bem.

Passado o ponto mais elevado da trilha, onde o GPS marcou 1.225 metros, são mais 1,8km até o Ribeirão Congonhas, precisamente no poço da Congonhas do Meio. Do outro lado do rio, as trilhas continuam para cima e para baixo. São cerca de 300 metros até o último poço, a baixo do ponto em que chegamos ao ribeirão. Para cima são mais 600 metros, até a primeira queda deste complexo de cachoeiras.

As três cachoeiras apresentam um bom poço para banho, compensa visitar todas elas. A primeira e a última têm uma bonita queda, enquanto a do meio está mais para uma corredeira.

CONSIDERAÇÕES:
- Trilha de baixa dificuldade técnica, exige algum preparo físico pela distância a ser percorrida e pelas subidas e descidas, sendo que algumas são mais acentuadas. No geral uma trilha tranquila para iniciantes;

- Boa disponibilidade de água pelo caminho, uma garrafa já basta;

- A trilha é feita, quase em sua totalidade, por áreas abertas, protetor solar e chapéu são fundamentais.

View more external

Início da pernada, deixamos a moto lá. Na volta das cachoeiras, mesmo que seja tarde, ainda é possível comer um PF por lá.
Pode estar aberta ou fechada e trancada. NÃO deixe seu veículo dentro do condomínio.
Dá pra visualizar parte da trilha que sobe pra Cachoeira da Farofa de cima, um pouco do Vale do Bocaina e do Mascates (Serra da Farofa, das Banderinhas e da Lagoa Dourada).
No fundo do vale dá pra ver a cachoeira do Tombador e algumas quedas acima da Andorinhas.
Atenção neste trecho em caso de chuva forte.
Escondido entre as árvores, quase uma piscina natural. Ideal para um refresco antes de finalizar a trilha.

4 comentários

  • Fábio Moreira 26/mai/2015

    Amigo, você sabe me dizer se dá pra fazer essa trilha de bicicleta?
    Abraço!

  • Foto de Hélio Jr

    Hélio Jr 26/mai/2015

    Fábio,
    seria bem puxado, teria bons trechos de empurra-bike, outros exigiriam uma boa técnica.

    Se você deseja ir até a Congonhas de bike, recomendaria a trilha por dentro do Parque Nacional, daí você deixaria a bike perto da cachoeira do Gavião e subiria por uma trilha íngreme até o patamar da Congonhas. Outra opção é começar o pedal nas proximidades da pousada Duas Pontes (onde também começa a trilha para o Travessão), de lá a trilha é praticamente só reta e descida até a Congonhas de cima (eu faria esta última).

  • Foto de gabiavelar

    gabiavelar 27/mai/2018

    I have followed this trail  verificado  View more

    A trilha não é mto bem marcada pq parece não ser usada constantemente mais. Porém, deu pra seguir e chegamos ao local corretamente, houve uns pontos de dúvida mas se quem estiver lendo o mapa e indicando a rota a se seguir dá pra fazer sem muitos desvios.

  • Foto de Hélio Jr

    Hélio Jr 2/ago/2018

    Olá gabiavelar, obrigado pelo feedback.
    realmente a trilha possui alguns trechos confusos, mas de posse deste tracklog dá pra seguir em problemas.
    Bons ventos.

You can or this trail