Horas  34 minutos

Coordenadas 327

Uploaded 16 de Setembro de 2017

Recorded Setembro 2017

-
-
1.013 m
978 m
0
1,2
2,5
4,99 km

Visualizado 1077 vezes, baixado 86 vezes

próximo a Mucugê, Bahia (Brazil)

Trilha desde o posto de Mucugê (BA-142) até a Cachoeira do Córrego de Pedras. A maior parte do trajeto pode ser feita em qualquer tipo de veículo. Após o Rio Paraguaçu é um single track que pode ser percorrido, até a entrada no cânion, de bike.

COMO CHEGAR:
Mucugê está na porção centro-sul do Parque Nacional da Chapada Diamantina. São 480km de distância em relação a Salvador e 126km do aeroporto de Lençois. O acesso é pela rodovia BA-142, completamente asfaltado. A empresa Cidade Sol faz o trajeto Salvador x Mucugê.

O tracklog tem início no Posto Serra Verde, na BA-142. Saindo de Mucugê, siga a rodovia sentido Ibicoara/Vitória da Conquista.

A TRILHA:
Saindo do Posto Serra Verde, siga pela BA-142 sentido Ibicoara. Após 2,4km de asfalto, entre à direita numa estrada de terra. A entrada fica logo após uma pequena ponte sobre um afluente do Paraguaçu. Na estrada de terra, entre na segunda saída à esquerda, uma estradinha de areia batida. Depois primeira à direita e siga até o estacionamento, já na beira do rio.

Atravessando o ainda pequeno Rio Paraguaçu, há um trecho com pouco mais de 100 metros sem trilhas demarcadas ou com trilha suja. A vegetação esparsa e baixa facilita a transposição do trecho. Após, a trilha batida é incerceptada e por ela é preciso seguir até o cânion que dá acesso à cachoeira.

A trilha é praticamente plana, bem demarcada e de fácil navegação. Proporciona um bom visual da Serra do Sincorá, para o sul. Quase durante todo o percurso é possível visualizar o cânion onde está a cachoeira do Córrego de Pedras.

Depois de 140 metros pela trilha batida, é preciso cruzar um lajeado por onde passa o Córrego de Pedras, neste ponto dá pra ter uma noção da quantidade de água que terá na cachoeira. 100 metros depois, a única bifurcação marcante da rota, onde é preciso seguir à direita. A escolha é instintiva, já que o cânion figura à direita de quem caminha.

Entre uma vegetação de porte baixo, são mais 930 metros de caminhada até reencontrar o leito do Córrego de Pedras. Depois de avançar alguns metros pelas rochas do leito, é possível avistar uma trilha que segue à esquerda, na margem. Daí é um curto trecho de trilha até voltar ao leito do rio, por onde a caminhada segue até a cachoeira, que fica no final do cânion. Há um pequeno poço no caminho, passe pela direita (há uma trilha visível).

A cachoeira é interessante, forma um poço de tamanho médio, bom para o banho. Como fica encrustado em um cânion, o local costuma ser sombreado boa parte do dia. Prefira a visita no período da manhã. O Córrego de Pedras apresenta uma vazão baixa com a estiagem, mesmo com os perigos, o ideal é visitar a cachoeira no período chuvoso (não significa que é preciso visitar o local sob chuva).

OBSERVAÇÕES:
> Trilha de nível fácil, seja experiente ou iniciado. Praticamente plana, não oferece maiores dificuldades técnicas. O trecho mais complicado é o final, sobre o leito do córrego. É um terreno irregular, algumas vezes é preciso passar de uma pedra pra outra. Ainda sim a dificuldade é baixa;

> Não há qualquer tipo de infraestrutura no local ou arredores. Leve lanche e água;

> Navegação é super tranquila, para quem tem alguma noção geoespacial, é possível ir sem guias nem GPS, apenas estudando o terreno pelo Google Earth/Maps.

> Trilha bem demarcada na maior parte do caminho, entretanto não está sinalizada;

> Dê preferência para visitar o local durante a manhã e no verão (período com maior incidência de chuvas). Assim é possível que tenha sol dentro do cânion e que a cachoeira esteja com uma maior vazão;

> Na seca a vazão é bem pequena e a água dos poços fica praticamente parada, o que não torna o local muito atraente para banho.

> Cachoeira inserida no Parque Nacional da Chapada Diamantina, acesso livre e gratuito.

> Você está numa unidade de conservação federal, LEVE SEU LIXO DE VOLTA, não faça fogueiras. Se for acampar, prefira o ponto próximo ao estacionamento. Se for cagar, longe dos rios e cursos d'água!

> Com exceção do trecho final, no leito do Córrego das Pedras, o restante da trilha pode ser feito em mountain bike.

View more external

WAYPOINT 10
WAYPOINT 11
WAYPOINT 12

1 comment

  • Clement vialle 23/dez/2017

    Obrigado pelo track e descritivo! Está tendo uma dificuldade no início da trilha, pois tem vários caminhos demarcados, ao lado da construção/fábrica. Colocamos sinais Cruz e setas de madeira pra ajudar os próximos. É preciso seguir pra esquerda e atravessar somente o caminho está bem demarcado.

You can or this trail