Horas  uma hora 44 minutos

Coordenadas 838

Uploaded 6 de Março de 2018

Recorded Março 2018

-
-
449 m
256 m
0
3,5
7,0
14,07 km

Visualizado 607 vezes, baixado 43 vezes

próximo a Iguaçu, Bahia (Brazil)

LEIA A DESCRIÇÃO PARA UM MELHOR ENTENDIMENTO SOBRE A TRILHA.

Trajeto entre o povoado de Colônia e a Cachoeira Bom Jardim. Parte do percurso foi feito de carro e a outra a pé. Acesso livre e gratuito.

COMO CHEGAR:
Colônia é um assentamento pertencente ao município de Itaetê, na região sudeste do Parque Nacional da Chapada Diamantina. Embora o acesso seja por este povoado, a cachoeira está inserida no município de Andaraí.

Saindo de Itaetê, pegue a estrada para Andaraí (BA-245), após um forte aclive, entre à esquerda no trevo para Colônia. Siga pela estrada de cascalho até a entrada para o povoado.

Saindo de outra cidade da Chapada, vá para a rodovia BA-142, entrando no trevo para Itaetê (BA-245), que fica entre Andaraí e Mucugê. Por esta estrada também é feito o acesso para o Poço Encantado. Para encurtar um pouco o trajeto, ao invés de seguir até o trevo de acesso a Colônia, o visitante pode seguir as placas para a Fazenda Natal (acesso após o assentamento de Santa Clara, 1º assentamento após a ponte sobre o Rio Una).

A estrada BA-245 está em condições medianas após uma obra de recuperação, entretanto o trecho próximo da ponte sobre o Rio Una está em condições precárias, com muitos buracos e cascalhos grandes.. Ainda assim, o acesso pode ser feito com qualquer veículo. Ao trafegar atrás de outros veículos, mantenha distância pois as pedras podem trincar o parabrisa.

Colônia está a cerca de 23km de Itaetê, 73km de Andaraí (66km via Fazenda Natal) e a 77km de Mucugê (70km via Faz. Natal).

A TRILHA:
Após 8.5km de estradas vicinais, em condições medianas e com muito cascalho, chega-se a uma divisão de lotes, ponto de estacionamento.

Adiante há uma tronqueira, no fundo do lote é possível visualizar um barracão. A trilha segue margeando a cerca entre os dois lotes, próximo à tronqueira. Para não entrar na propriedade que está ocupada, basta seguir a cerca pelo lote de cima. Próximo ao fim do lote a trilha ficará bem demarcada.

O início da caminhada possui navegação bem simples, seguindo a cerca entre os lotes no sentido norte. Depois de uma descida moderada chega-se a um pasto, onde a trilha segue margeando a mata. Em alguns pontos a vegetação está alta, tornando a trilha discreta. Numa bifurcação discreta, mantenha à direita e siga para a cerca no fim do lote.

Depois de 1.3km de caminhada, chega-se a uma cerca de arame liso. A trilha continua no mesmo rumo do outro lado, seguindo bem demarcada em meio a um capoeirão. Depois da cerca são aproximadamente 400m até que a trilha, definitivamente, avança para dentro da mata.

O trecho dentro da mata possui 1.8km de extensão, caracteriza-se por uma trilha suja, por vezes confusa, com muitas bifurcações. Mesmo com GPS é um trecho que merece cuidado na navegação, pois não há referência visual. Desta forma, a dica é manter o rumo e manter o riacho sempre à esquerda, não cruzá-lo. Verifique constantemente o GPS se o rumo (sentido para qual se move: norte, sul, leste, oeste, etc) está correto.

Na parte final da mata é preciso cruzar o Riacho Timbóe seguir por uma trilha bem demarcada, que começa a subir a serra. Após uma breve subida chega-se ao leito do riacho, que forma pequenos poços. Um pouco acima, escondida pela mata, está a Cachoeira dos Duendes, local interessante.

A caminhada segue por um lajeado, leito seco do rio, até encontrar canos de captação d'água. Cruzamos o cano e continuamos por um leito seco, avançando paralelamente ao rio. Adiante, próximo a um poço, cruzamos o rio para a direta, por onde seguimos por um leito seco até reencontrar a água.

Neste trecho final é preciso pular algumas pedras, mantendo à esquerda do rio. Logo a frente há uma queda d'água, por onde devemos subir para alcançar o poço. Neste ponto é preciso ter atenção, pois a umidade pode deixar as lajes bastante escorregadias. É preciso fazer uma pequena escalaminhada em alguns pontos.

O poço da cachoeira é grande, excelente para nadar, além de estar numa parte aberta da serra. Diferente das cachoeiras vizinhas, a Bom Jardim tem sol durante boa parte do dia, até o meio da tarde.

OBSERVAÇÕES:

> Cachoeira inserida no Parque Nacional da Chapada Diamantina, com acesso livre e gratuito;

> Trilha de dificuldade moderada, grande parte do trajeto é praticamente plano e não possui obstáculos. Somente o trecho final, já no leito do rio, possui uma dificuldade técnica maior. Gastei 1h20 do início da trilha até a cachoeira;

> Você está em uma unidade de conservação federal, LEVE SEU LIXO DE VOLTA E NÃO FAÇA FOGUEIRAS;

> Não há qualquer infraestrutura no local ou arredores, tampouco sinal de telefone. O povoado de Colônia possui alguns bares, mas a variedade de produtos pode ser bem pequena;

> Em caso de chuva não é uma trilha recomendada, por se tratar de caminhada sobre rochas, que podem ficar bastante escorregadias;

> Em caso de cabeça d'água (tromba d'água), procure abrigo em algum ponto seguro. Por mais que a caminhada seja pelo leito de um rio, ele é amplo e não oferece alto risco em caso de cheia

> Embora uma boa parte da caminhada seja no interior da mata, a exposição ao tempo ao longo da trilha é alta, use chapéu e protetor solar.

> Disponibilidade de água no Riacho da Invernada, na parte final do percurso.

> Se utilizar o aplicativo do Wikiloc para smartphones, fique atento, pois a recepção do GPS pode ficar comprometida no trecho de mata

> Se tiver dificuldade em seguir trilhas ou não possui um GPS, contrate um guia local!

> Não saia tarde da cachoeira, para não correr o risco de pegar o trecho dentro da mata com baixa luminosidade. Acredite: com pouca luz o caminho fica ainda mais confuso.
Povoado de Itaetê
Passagem próxima ao barranco
Seguir o rumo

Comentários

    You can or this trail