Coordenadas 1157

Uploaded 16 de Agosto de 2017

Recorded Agosto 2017

  • Rating

     
  • Information

     
  • Easy to follow

     
  • Scenery

     
-
-
1.126 m
850 m
0
4,2
8,4
16,89 km

Visualizado 1958 vezes, baixado 104 vezes

próximo a Pitões das Júnias, Vila Real (Portugal)

Esta incursão pelo Gerês mais oriental tem como base o trilho, de caracter tradicional, que liga a localidade de Pitões das Júnias e a Capela de São João da Fraga.
Acrescentei-lhe um percurso em redor do penedo onde ergueram esta capela para poder conhecer um pouco dos prados, ribeiras, cabanas e currais que podemos visitar de uma forma acessível na sua vizinhança.

O percurso de Pitões até à Capela de São João da Fraga já é por si só uma bonito passeio, que os populares da localidade também realizam anualmente nas festas da aldeia (segundo julgo, no 1º Domingo após o dia de São João, 24 de Julho).
Para além das vistas magníficas sobre vários picos e encostas do Gerês, há também a bonita localidade de Pitões das Júnias e a passagem por agradáveis manchas florestais de carvalhos.
O Fojo do Lobo de Pitões é muito próximo do traçado que liga a aldeia à capela, e convida logo a um desvio para o visitar. Pelo caminho, uma visita a um conjunto de cascatas e lagoas junto nas proximidades da Ponte do Pereira.
Por fim, uma volta mais larga em torno do penedo onde está erguida a Capela de são João da Fraga, com passagem por alguns prados e currais da zona...

O traçado do trilho desenrola-se dentro do território do Parque Nacional Peneda-Gerês, entrando também nas "Área de Protecção Parcial Tipo II" e "Área de Protecção Parcial Tipo I". Assim, grupos com mais de 10 pessoas que pretendam percorrer o trilho têm que solicitar autorização ao PNPG por mail (pnpg@icnf.pt) ou na página de formulários de contacto.


Este é um trilho sem qualquer carácter oficial, pelo que não dispomos de sinalização relevante que permita a orientação. Impõe-se a preparação do percurso com mapas e/ou GPS, ou o acompanhamento de guia.

Não encontrei obstáculos difíceis de ultrapassar. Porém, é importante ter em conta que sempre que ocorrem chuvas o caudal das ribeiras aumenta, por vezes de forma muito significativa. A travessia de várias linhas de água que surgem no trilho torna-se mais difícil. A travessia das poldras no Ribeiro de Tulha no percurso tradicional até à capela é disso um exemplo. Felizmente existe uma ponte mais a jusante como alternativa.
A passagem por zonas de rocha nua é muito frequente e particularmente traiçoeira, pois com tempo húmido é quase sempre muito escorregadia. Máximo cuidado na subida até à capela!

A cobertura florestal existe em algumas partes do trilho, pelo que a exposição solar é moderada.

Considerando os factores que indiquei, considero a Dificuldade Técnica deste trilho como "Moderada".

A visualização do trilho directamente na página do WIKILOC ou o download em formato KML resulta numa versão simplificada de 500 pontos. Para uma versão fidedigna com a totalidade dos pontos disponíveis, descarregar em formato GPX.


Boas Caminhadas!
Nicho de Santa Maria das Júnias
Junta de Freguesia de Pitões das Júnias
Taberna Celta
Fonte e Lavadouro
Miradouro
Ponte
Parque de Merendas
Porto da Lage. Poldras. Ribeiro do Beredo.
Bifurcação: poldras à direita (caminho normal); ponte à esquerda (quando o ribeiro tem muito caudal).
Poldras. Ribeiro de Tulha.
Escadas
Capela de São João da Fraga
Fojo do Lobo de Pitões
Ponte. Preferível quando o Ribeiro de Tulha tem muito caudal.
Caldeiras do Pereira
Poço de difícil acesso
Ponte do Pereira. Ribeiro de Tulha.
Bosque de carvalhos
Miradouro
Fitoiro
Cabana do Curral de Vergaças
Poldras. Ribeiro de Tulha.
Poldras
Cabana do Curral de Rebolo da Porca
Ponte alternativa (Porto da Lage). Ribeiro do Beredo.
Igreja Matriz de Pitões das Júnias (São Rosendo)

1 comment

  • leonorbalcaoreis 4/set/2018

    I have followed this trail  verificado  View more

    Obrigada pela partilha da trilha.
    Sempre no meio da natureza! Muito bom!
    Deixámos o banho nas caldeiras para o fim o que soube muito bem neste fim de verão.
    Só tivemos um problema : as moscas. Parece que em setembro há moscas por aqui. Mas conseguimos enxuta-las!

You can or this trail