Tempo em movimento  4 horas 29 minutos

Horas  10 horas 31 minutos

Coordenadas 2862

Uploaded 24 de Junho de 2018

Recorded Junho 2018

-
-
1.899 m
1.007 m
0
4,0
8,0
15,94 km

Visualizado 550 vezes, baixado 44 vezes

próximo a Sítio Cerro Verde, Paraná (Brazil)

Ritmo do percurso: moderado a forte.
Tempo médio das pausas: 1 a 5 min.
Tempo de subida: 4h30.

O Pico Paraná, ou "PP", é o maior pico do sul do Brasil.
Acesso pela Fazenda Pico Paraná ou Rio das Pedras.

Inicialmente segue pela trilha do morro do Getúlio até a primeira bifurcação, que ramifica para o Pico Caratuva à esquerda e Picos Paraná e Itapiroca à direita.

Seguindo à direita, um pouco adiante (cerca de 15 - 20 min de caminhada) encontra-se uma das melhores bicas da região.

Após mais uma "pernada" tem-se a segunda bifurcação, que ramifica para o Pico Paraná à esquerda e Pico Itapiroca à direita. A trilha do PP é sinalizada pela fita branca ou prata.

Em boa parte a trilha é muito bem definida com poucos trechos que podem gerar dúvida quanto à direção. Nesses casos, ao procurar com calma, pode-se encontrar uma fita branca indicando o caminho.

A trilha é intensa, muitas pedras, trechos com lamas e, principalmente, muitas raízes, tornando a caminha cansativa. Além de tudo, há muitos "sobe" e "desce".

Ao aproximar-se do pico, haverá vários trechos com grampos, em rochas verticais. Aqui, a recomendação é ir com calma para evitar qualquer deslize, ou até mesmo vertigem, para quem não está habituado.

Passados os grampos, o final se aproxima, com nada mais e nada menos do que uma bela subida acentuada em terreno aberto. Aliando ao cansaço das horas já caminhadas, esta subida torna-se muito exaustiva.

Dos grampos até o cume, passará pela área de acampamento, conhecida como A2. Nas estações de outono e inverno, onde as chuvas são menos frequentes e céu tende a ficar aberto, esta área chega a ter mais de 20 barracas. E fica de 30 a 90 min do cume (30 min descendo e varia conforme o ritmo, principalmente durante a subida).

O cume conta com uma grande rocha, onde é possível descansar e compartilhar a área mesmo em dias muito movimentados.
Conta ainda com duas áreas para acampar, comportando 3 barracas em média (Por sinal, são locais muito disputados).

Do cume é possível avistar os picos: Ibitirati, Caratuva, Itapiroca, Taipabuçu, Camapuã, Tucum, Ferraria, Ciririca, , morro dos Camelos e outros mais distantes...
Olhando no horizonte, sentido Pico Tucum, é possível avistar a cidade de Curitiba (tempo precisa estar bem limpo).
Aos fundos do pico, ainda é possível avistar a planície na região de Cacatu e no horizonte, a cidade de Antonina.

A vista é extraordinária. Vale muito a pena todo o esforço. Vou deixar algumas imagens, que podem falar muito mais do que as palavras.

Outras observações e recomendações:
- Não é recomendado para iniciantes, sedentários, ou pessoas que não tem costume de praticar atividades físicas.
- É possível fazer um "bate-volta" no mesmo dia, porém, o preparo físico deve ser ainda maior, caso contrário, estará se arrastando no retorno à base.
- Tempo médio praticado é de 6 a 7 horas de subida. Nem sempre o tempo de descida é mais rápido, dado o desgaste físico intenso desta trilha. (Meu tempo: 4h30 de subida e 4h descida, sendo uma pausa grande de 30 min para cada, mais 2 horas no pico. Total de 10h30).
- É muito bom para acampar, pois pode descansar e fazer a trilha em dois turnos. Porém, costuma fazer muito frio à noite com intensidade de vento forte. Ou seja, escolha um lugar bem protegido para armar a barraca. Céu estrelado da noite é indescritível.

E lembre-se!! Lá em cima não passa caminhão de lixo. Lugar de lixo é no lixo. Traga com você todo o lixo produzido e dê o destino correto ao chegar na base ou em casa.
Vista do cume para os Picos Itapiroca, Caratuva e Taipa.

1 comment

You can or this trail