Baixar

Distância

11,54 km

Desnível positivo

1.273 m

Dificuldade técnica

Difícil

Desnível negativo

246 m

Elevação máx

2.652 m

Trailrank

50

Elevação min

1.565 m

Tipo de trilha

Mão Única
  • Foto de Pico dos tres estados
  • Foto de Pico dos tres estados
  • Foto de Pico dos tres estados
  • Foto de Pico dos tres estados
  • Foto de Pico dos tres estados
  • Foto de Pico dos tres estados

Hora

um dia uma hora 25 minutos

Coordenadas

2872

Enviada em

17 de junho de 2018

Registrada em

junho 2018
Seja o primeiro a aplaudir
1 comentário
Compartilhar
-
-
2.652 m
1.565 m
11,54 km

Visualizado 2343 vezes, baixado 10 vezes

perto de União, São Paulo (Brazil)

Trilha iniciada no sítio do Pierre até o cume dos três estados e retorno pelo mesmo caminho. 
9:00 - saída do sítio (carro na porteira de entrada) 
17:30 - Base dos três estados - per noite no bambuzal 
7:00 - saída para o cume 
9:30 - chegada ao cume 
10:30 - retorno pelo mesmo caminho 
17:30 - chegada ao sítio 

Trilha do Pico dos Três Estados, na Serra Fina, começando pela rodovia MG-354 (Itamonte-MG)

Logo na estrada, exatamente 3,2km após a Garganta do Registro, sentido Itamonte, haverá um portão verde logo na curva  onde há a possibilidade de estacionar o carro. Ao lado, existe uma pequena entrada de estrada de terra que leva até a porteira inicial.

Neste caso, eu subi até a porteira de carro e o deixei lá, porém há que ir com cautela e ter alguma experiência em estrada de terra. Essa estrada  dá acesso ao Sitio do Pierre.

Na trilha, há alguns pontos de água no início da trilha apenas. 
Depois de subir e passar pelas casas do sítio, a trilha vira mata fechada (bem fechada), cobrando atenção para todos os galhos e bambus atravessados no meio do caminho e que atrapalham o avanço em velocidade e podem ferir caso não estejam com roupas adequadas. Após sair da área de mata fechada, dá-se início ao conhecido terreno irregular da Serra Fina, caracterizado por constantes ganhos e perdas de elevação até o cume, testando seu condicionamento físico e mental. Por ser bem fechada, a mata está sempre úmida, o que pode gerar escorregões, portanto um bom calçado de trilha torna-se mandatório.

Há também alguns pontos para acampamento ao longo da trilha, por eu já ter chegado tarde ao início, cheguei apenas à base do cume, onde há uma área de bambuzal e armei meu acampamento ali mesmo.  

No dia seguinte, sai as 7h e foi apenas mais 2h e meia até o cume. Alguns pontos de pedra não há suporte, faz-se necessário atenção redobrada aqui. No cume há vários pontos para acampar e acredito que seja o objetivo principal de quem o faz. 

O retorno foi bem mais tranquilo e no final do dia já estava no carro para retorno. 

#Observações importantes para quem deseja seguir essa rota: 

#Tempo: 2 dias de caminhada (dá para fazer num final de semana se chegar bem cedo à entrada da trilha)

#Trilha 100% sem informação - se estiver sem GPS não recomendo pois a trilha é muito fechada e há momentos confusos. Certifique-se de estar bem orientado.

#Realizei esta em junho e mesmo com o tempo frio, o desgaste físico é grande, portante, traga bastante água (3 litros ao menos + extra para cozinhar)

#O ritmo e passada mencionada acima é de nível amador, ou seja funciona apenas como referência. 

#Não há necessidade de experiência em pedra para essa trilha, sendo acessível a todos que tenham força de contade. 

#Tenho disponibilizado a trilha no wikilok caso queiram baixar para o celular. 

#Me coloco 100% à disposição a ajudar quem queira ir. Precisamos cuidar de nossas montar e o incentivo a esse esporte traá benefícios para o próprio país. 

Boa trilha a todos!

Ver mais external

1 comentário

  • Foto de Mateus Winter

    Mateus Winter 24 de jul de 2019

    Fala Rafael!! To afim de fazer essa trilha em Outubro! Tu fez sozinho? Tava movimentada? To buscando gente pra ir, mas a princípio irei sozinho. Alguma dica especial?

Você pode ou esta trilha